Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Interior | Visão para o povo: até agora, mais de cinco mil pessoas passaram por cirurgia oftalmológica

Visão para o povo: até agora, mais de cinco mil pessoas passaram por cirurgia oftalmológica

Os procedimentos ocorreram nesta quinta-feira, dia 12, em Rorainópolis - Foto: Divulgação

Os procedimentos ocorreram nesta quinta-feira, dia 12, em Rorainópolis – Foto: Divulgação

Melhorar a prestação dos serviços de saúde pública à população tem sido o alvo do Governo do Estado de Roraima. A população do interior é a que mais tem percebido os avanços no acesso aos serviços especializados. A Sesau (Secretaria Estadual da Saúde) idealizou o projeto Visão para o Povo, que desde abril deste ano, beneficia diretamente a população da zona rural e indiretamente o povo que vive na Capital. Só na quinta-feira, 12, nove pacientes foram operados em Rorainópolis, ao Sul do estado.

Para o secretário Adjunto de Saúde, César Penna, a iniciativa tem sido um alívio para a população que por muito tempo havia sido esquecida pelo poder público. “As unidades do interior não ofereciam os serviços que a população precisava o que gerava uma grande demanda na Capital, além do transtorno com o deslocamento para ter acesso aos serviços”, frisou.

Com a iniciativa do governo, mais de cinco mil pessoas já foram contempladas este ano com o projeto Visão para o Povo, que tem o objetivo de prestar atendimentos especializados em oftalmologia de forma continuada à população que vive no interior, e assim universalizar o acesso.

“O compromisso com a população é tão prioritário que até cirurgias oftalmológicas já estão sendo realizadas no interior”, disse Penna, ao mencionar que após a reestruturação física e de pessoal do Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto, em Rorainópolis, 15 cirurgias oftalmológicas já foram realizadas na unidade, na qual, uma foi de emergência.

As mais recentes cirurgias ocorreram na manhã de ontem, dia 12. O médico oftalmologista, Amarildo Melo, operou nove pessoas no Hospital Regional Sul. Ele pontua que os procedimentos feitos foram para a retirada de pterígio [carne crescida], plástica ocular e de estrabismo. “Os procedimentos foram considerados tranquilos, pois ocorreram dentro das normalidades preconizadas”, descreveu Melo.

A diretora do Hospital Regional Sul, Cristiane Ferreira de Lima, comentou que já tem mais de 20 pacientes com exames prontos e aptos para passarem por cirurgias. “A ideia é de atender uma média de nove pacientes ao mês”, estipulou.

Na Capital, na unidade referência em serviços especializados, o HCM (Hospital Coronel Mota), são realizadas uma média mensal de 900 atendimentos oftalmológicos. Só este ano, mais de seis mil atendimentos oftalmológicos foram feitos. A estimativa é que aproximadamente 12 mil pessoas em todo o Estado tenham passado pelo especialista este ano.

Wanessa Carvalho

 

Deixe uma resposta