Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Violência idosos: parcerias garantem ações em alusão do Dia Mundial

Violência idosos: parcerias garantem ações em alusão do Dia Mundial

As atividades iniciam com panfletam simultânea, em unidades hospitalares - Foto: Ascom/SesauO mês de junho é dedicado à saúde da pessoa idosa, em especial ao Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, instituído em 15 de junho, pela Organização das Nações Unidas e Organização Mundial da Saúde. Em Roraima, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), por meio do Núcleo de Ações Programáticas de Saúde da Pessoa Idosa e o Núcleo de Agravos e Doenças Não Transmissíveis (NDANTS), planeja uma programação diferenciada para marcar a data.

A programação inicia nesta segunda-feira, 9, com uma panfletagem simultânea no Hospital Coronel Mota, Hospital Geral, Centro de Referência de Saúde da Mulher e Policlínica Cosme e Silva, a partir das 9h. Os trabalhos seguem até o dia 15 de junho, com diversas ações, entre palestras, no período matutino, nas unidades de saúde básica São Pedro e Silvio Leite. Os temas serão tratados pelo Departamento de Atenção Básica e Coordenação Geral de Vigilância em Saúde, entre eles: índices e formas de violência, municípios mais incidentes e prevenção da família.

Conforme a gerente do Núcleo de Ações Programáticas de Saúde da pessoa Idosa, Lucinete Nazaré Trindade Oliveira, as ações tem a finalidade de sensibilizar a sociedade, para as ações de prevenção e combate à violência. “Pretendemos, através desse trabalho, sensibilizar o maior número de pessoas, em relação ao combate à violência contra idosos e disseminar entre a sociedade, o entendimento sobre a importância de se prevenir essa prática que fere a violação dos direitos humanos”, esclareceu.

As atividades serão desenvolvidas em parceria com Secretaria de Trabalho e Bem- Estar Social (Setrabes), Conselho Estadual e Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDIRR), Senac, Sesc, Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) e os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Chame e outras entidades. “O fenômeno da violência contra a pessoa idosa não pode ser visto e aceito como processo normal, natural. Por isso, buscamos envolver o maior número de entidades para fortalecer, de forma imediata e eficaz, a prevenção à todas formas de violência e além disso formar multiplicadores”, complementou.

Denúncia

Todas as formas de violência devem ser denunciadas. Entre os locais que podem ser utilizados como canal de informação, estão : Delegacia de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, que ampliou o serviço do Disque 100 e agora oferece o Disque 180. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia. A identidade de quem denúncia é preservada.

 

 

Deixe uma resposta