Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | UFRR promove recepção de 52 novos alunos estrangeiros

UFRR promove recepção de 52 novos alunos estrangeiros

UFRR

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) realizará na quinta-feira, 6, uma série de atividades especiais para acolher e integrar os seus novos alunos estrangeiros. São 52 estudantes vindos da África, Cuba, Estados Unidos, Colômbia, Equador, Haiti, México e Venezuela.

A programação está sendo organizada pela Coordenadoria de Relações Internacionais (Crint) e prevê três momentos. Às 9h, no Salão Nobre da Reitoria, haverá uma palestra sobre mobilidade acadêmica e interculturalidade, ministrada pela professora doutora Lêda Leitão Martins, especialista em Antropologia Social e Relações Interétnicas.

Uma oficina com orientações e informações aos estudantes estrangeiros será feita às 15h, no prédio do Ciclo Básico 1. A programação termina às 16h30, com apresentações musicais no auditório Alexandre Borges.

Dos 52 novos estudantes, 44 vão fazer cursos de graduação de forma integral, sete estudarão apenas no semestre 2017.1 e um vai cursar mestrado. A entrada dos alunos na UFRR foi possível graças aos programas de mobilidade internacional da UFRR em parceria com várias instituições no exterior.

Internacionalização

Nas salas e laboratórios da UFRR falam-se hoje diversos idiomas graças ao processo de internacionalização em andamento há vários anos. Desde 2011, a UFRR já recebeu 136 estudantes vindos do exterior para fazer cursos de graduação e pós-graduação. Em 2015 foram acolhidos 46 e em 2016 o número aumentou para 63 estrangeiros.

Convênios

Atualmente, a Universidade tem convênios com instituições de ensino superior em Portugal, Estados Unidos, Moçambique, Cuba, Venezuela, Portugal, Bolívia e Espanha.

Além disso, participa de vários programas de mobilidade internacional, como Braper (Brasil e Peru), Bramex (Brasil e México), PEC-G (Programa de Estudantes-Convênio de Graduação), Bracol (Brasil e Colômbia), PAC (Programa de Alianças para a Educação e Capacitação) e o Programa de Bolsas Ibero Americanas para jovens professores e pesquisadores.

Deixe uma resposta