Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Uerr inicia programa Idade Ativa com aula de zumba

Uerr inicia programa Idade Ativa com aula de zumba

Teve início na manhã deste sábado, 1º, o Programa Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade, desenvolvido pela Uerr (Universidade Estadual de Roraima). A aula inaugural do curso de Prevenção de acidentes domésticos contou com exercícios de alongamento e aula de zumba.

São 30 idosos inscritos no Programa, que deve ter duração de pouca mais de um ano. O Idade Ativa tem o objetivo de preparar o ingresso e permanência dos idosos nos cursos de graduação e pós-graduação da UERR.

O Idade Ativa também possibilitará às pessoas idosas o acesso à cultura, convivência comunitária, formação, qualificação e melhor qualidade de vida.

Aírton Lopes de Carvalho, prestes a fazer 80 anos, aposentado pelo INSS e pelo Estado, não pensa em parar. É funcionário ativo da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento do Estado de Roraima), Tecnólogo em Gestão Pública e já cursou três anos do curso de Direito.

“Quero me apoderar do enriquecimento dado pelo conhecimento. A minha perspectiva é voltar a fazer a graduação, estudar as ciências que vão ajudar a minha luta na defesa das políticas nacionais dos direitos dos idosos”, disse Aírton.

O Programa, que é dividido em quatro módulos, oferece aulas aos sábados, das 8 às 12 horas, na sala 12 do campus Boa Vista. Cada módulo é dividido em cursos de 20 horas. O idoso pode participar de todo o programa ou também receber certificação por curso frequentado.

Neste primeiro módulo estão sendo oferecidos os seguintes cursos: Prevenção de acidentes domésticos (20h), Saúde na Maturidade (20h), Geração Saúde (20h), Nutrição e Saúde (20h) e Primeiros Socorros (20h).

A Uerr havia criado em outubro de 2006 o programa Universidade Aberta à Terceira Idade, com editais específicos para a inclusão de idosos nos cursos de graduação da Instituição.

Segundo informações da Pró-Reitoria de Ensino e Graduação, o número de evasão era bastante elevado devido o idoso não estar habituado ao mundo acadêmico.

“A Uerr buscou experiências positivas em diversas instituições de Ensino do País que trabalham com a Universidade Aberta à Terceira Idade. Trouxemos para a nossa realidade o que há de melhor em programas de educação para este público e então criamos o Idade Ativa”, disse o reitor da Universidade Estadual, Regys Freitas.

Deixe uma resposta