Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Uerr implanta Universidade Aberta à Terceira Idade

Uerr implanta Universidade Aberta à Terceira Idade

Com o objetivo de possibilitar às pessoas idosas o acesso à cultura, convivência comunitária, formação, qualificação, melhor qualidade de vida, ingresso e permanência nos cursos de graduação e pós-graduação, a Universidade Estadual de Roraima instituiu o Programa “Idade Ativa” – Universidade Aberta à Terceira Idade.

Neste primeiro momento, a Uerr está ofertando 30 vagas para pessoas com idade a partir de 50 anos, independentemente do nível de escolaridade, para cursos nas áreas de saúde na maturidade, nutrição, prevenção de acidentes domésticos, primeiros socorros, artes e cultura, conhecimento psicológico e social, preparação para aposentadoria e direitos dos idosos, dentre outros.

As aulas acontecerão aos sábados, das 8 às 12 horas, no campus Boa Vista. As inscrições vão de 20 a 28 de março, na sala 7, onde funciona o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI/UERR). O início do curso será no dia primeiro de abril. Haverá certificação pelas atividades realizadas.

O interessado deve baixar do site da Universidade Estadual (www.uerr.edu.br), clicando no link (banner) do Programa, a ficha de inscrição, imprimir e entregar na sala do NAI.

Segundo o reitor Regys Freitas, a Universidade Estadual é comprometida com as demandas sociais e sempre desenvolveu políticas públicas que estimulam o compartilhamento de experiências e informações com a comunidade.

“Estamos consolidando nosso papel social de uma Universidade cidadã. Vamos proporcionar ao idoso o aprofundamento de conhecimentos em áreas de seu interesse. Ao mesmo tempo vamos dar à comunidade um espaço de capacitação, atualização, produção e disseminação do conhecimento”, disse o reitor.

O programa Idade Ativa foi implantado pela Uerr com base nos marcos legais da Lei Estadual nº 705, de 18 de março de 2009, que dispõe sobre a criação da Universidade Aberta a Terceira Idade.

A primeira instituição a desenvolver ações para a população idosa foi o Serviço Social do Comércio, na década de 1970, quando fundou em São Paulo as primeiras Escolas Abertas para a Terceira Idade. Essas escolas tinham como meta oferecer educação regular e desenvolver cursos de capacitação para adultos maduros e idosos.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi a primeira instituição de Ensino Superior no Brasil a aderir ao movimento Universidade Aberta à Terceira Idade, no ano de 1982.

 

Deixe uma resposta