Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Traficantes usavam Roraima como rota para levar drogas ao Amazonas

Traficantes usavam Roraima como rota para levar drogas ao Amazonas

Salunilson Andrade Almeida e Francisco Romerio Borba - Foto: Dedson MachadoAs equipes do Núcleo de Inteligência e da Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE), do Departamento de Narcóticos (DENARC), da Polícia Civil vêm realizando um trabalho minucioso para desarticular toda uma quadrilha de traficantes que adquire a droga na Guiana Inglesa, usa Boa Vista como entreposto, mas também abastece pontos de vendas e leva a droga para o Amazonas. Duas pessoas foram presas em flagrante com aproximadamente 30 quilos de maconha no final da tarde desta quarta-feira, 16.

As investigações com monitoramentos vêm ocorrendo desde o ano passado e resultou na desarticulação de parte do bando, com a prisão de dois deles e a apreensão da droga. O trabalho que resultou na prisão dos acusados, exatamente no momento em que eles utilizavam uma máquina para prensar e embalar a droga, contou com o apoio da Divisão Inteligência e Captura (DICAP) da Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC) e é a maior apreensão de drogas de 2014.

Foram presos Francisco Romerio Borba, 36, apelidado de “Lourinho” que tem mandado de prisão por tráfico de drogas e Salunilson Andrade Almeida, 32, que tem passagem na Polícia por furto. A droga estava escondida dentro do compartimento de uma residência localizada no bairro Centenário. Uma arma calibre 20 de procedência venezuelana, um veículo Siena e uma máquina para prensar a droga foram apreendidos.

O secretário de Segurança Pública, coronel Amadeu Soares, o delegado Geral de Polícia, Luciano Silvestre, o diretor do Denarc, Márcio Amorim e o delegado interino da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), Cristiano Camapum, atenderam a imprensa às 10 horas desta quinta-feira, 17, para falar de detalhes da operação.

De acordo com o delegado da DRE, Cristiano Camapum, as investigações da Polícia Civil visam desarticular as quadrilhas de traficantes que atuam trazendo não somente maconha da Guiana, como também cocaína da Venezuela. Ele disse que as prisões e apreensões confirmaram o foco das investigações de que a quadrilha vinha praticando o tráfico internacional de drogas.

“A investigação aponta que eles compram a droga na Guiana, levam para uma residência em Boa Vista onde fazem a prensagem e embalagem e para levantar dinheiro em Boa Vista, abastecem alguns pontos de venda. Mas, o maior carregamento da droga é levado para Manaus. Trata-se de traficantes de médio porte e a venda dessa droga daria a eles um lucro de aproximadamente R$ 80 mil”, disse.

Perdimento de imóveis

O diretor de Narcóticos, Márcio Amorim, destacou que o trabalho demonstra a integração, bem como a atenção que deve ser dada às fronteiras, uma vez que o Estado não é produtor de drogas, mas é rota do tráfico.

“Considero essa quadrilha como de traficantes de médio porte. Percebemos que com o aparato de inteligência conseguimos fazer as prisões mais qualificadas. É importante alcançar o núcleo financeiro dessas organizações”, disse ele.

O diretor destacou que vai ser solicitado o perdimento do imóvel em que ocorreu a apreensão e que servia de suporte para as ações do tráfico de drogas para o Fundo Nacional Antidrogas.

“Além do imóvel, da droga e da arma, foi apreendido também um carro Siena. Quero alertar que conforme as investigações, vamos pedir o perdimento das residências que servem de “boca de fumo” em Boa Vista para o Fundo Nacional Antidrogas. Esses imóveis serão leiloados e parte dos valores é revertido ao estado para o combate ao tráfico e uso de entorpecentes”, alertou.

O delegado Geral de Polícia, Luciano Silvestre parabenizou os policiais civis que atuam no Núcleo de Inteligência, na DRE, no Denarc e na Dicap pelo “excelente” trabalho, que, segundo ele, foi um ganho para a sociedade.

“Essa droga foi apreendida pela Polícia antes de ser distribuída e foi a maior apreensão da Polícia Civil em 2014. Uma ação positiva, que ocorre exatamente na Semana Comemorativa de Dez anos da Polícia Civil. O governador Chico Rodrigues determinou que motivássemos os nossos policiais a se mobilizarem para um combate mais qualificado do tráfico de drogas e estamos trabalhando nesse sentido”, disse.

O secretário de Segurança Pública, Amadeu Soares destacou que estão em andamento várias operações policiais de inteligência, principalmente nas fronteiras e que os frutos do trabalho começarão a serem colhidos agora.

“Iniciamos um trabalho com a operação Tolerância Zero na Fronteira em que mobilizamos nossos policiais, civis e militares visando garantir uma segurança plena para a sociedade tanto na Capital e interior. Enalteço a abnegação para o trabalho, a dedicação e o esmero dos policiais. Estamos com parcerias com o secretário da Sejuc, Natanael Nascimento com as ações da Dicap e vamos implementar no próximo mês uma força tarefa com a Polícia Federal nas principais fronteiras do Estado”, informou.

 

 

 

Deixe uma resposta