Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Solos de Roraima serão estudados durante a XI Reunião de Classificação e Correlação de Solos

Solos de Roraima serão estudados durante a XI Reunião de Classificação e Correlação de Solos

Solos de Roraima serão estudados - Foto: Ascom/Embrapa-RR

Solos de Roraima serão estudados – Foto: Ascom/Embrapa-RR

O estado de Roraima receberá pela primeira vez, de 14 a 21 de março, a Reunião Brasileira de Classificação e Correlação de Solos – RCC, uma das principais atividades relacionadas ao desenvolvimento do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, o SiBCS. Cerca de 80 especialistas, entre professores e pesquisadores da área de pedologia, estarão em excursão pelo estado para examinar os perfis de solos da região e aprofundar os conhecimentos sobre os solos do bioma Amazônia. A XI RCC é promovida pela Sociedade Brasileira de Ciência, com organização da Embrapa Roraima e Universidade Federal de Roraima (UFRR).

O roteiro da Reunião no estado abrangerá um percurso de 1.500 quilômetros de sul a norte de Roraima, incluindo visitas a uma das principais terras indígenas do Brasil, a Raposa Serra do Sol. Durante a viagem, serão examinados 16 perfis em diferentes classes de solos relacionados às condições ambientais da região, que vão desde características de floresta amazônica e campinarana, passando pelo cerrado e campo de várzea.

Para o coordenador do evento e professor da UFRR, José Frutuoso, a XI RCC possibilitará prover conhecimentos importantes para o desenvolvimento de futuras edições do SiBCS, ampliando os canais de cooperação científica na área de ciências do solo no Brasil. “A RCC visitará regiões de Roraima ainda pouco estudadas, mas que envolvem processos pedológicos incomuns e de grande importância”, explica Frutuoso.

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Roraima e também organizadora do evento, Karine Dias, a Reunião permitirá aos profissionais que atuam em outras regiões do Brasil o contato direto com ambientes diferentes de suas realidades, contribuindo para a ampliação dos conhecimentos sobre atributos, manejo e conservação dos solos.

A XI RCC também trará benefícios para o estado, não apenas em relação ao avanço do conhecimento dos solos brasileiros, mas também na avaliação da aptidão agrícola das terras de Roraima e no levantamento de informações que poderão orientar políticas ambientais e de desenvolvimento regional.

Roraima é o segundo estado na Região Amazônica a receber o evento. O primeiro foi o Acre, que sediou a Reunião em 2010.

Entenda a Reunião

A RCC é um evento bianual com dinâmica diferente em relação a outras reuniões técnico-científicas. As atividades consistem em uma viagem com número selecionado de especialistas brasileiros para estudar e discutir os solos ao longo de um roteiro previamente planejado.

Na primeira etapa, que ocorre um ano antes da realização do evento, é feita uma pré-seleção de locais e ambientes onde são identificados exemplares de solos (perfis) que são descritos e amostrados por pedólogos especializados e membros do Comitê Nacional e/ou Regional para desenvolvimento do SiBCS. Nesta etapa, o material coletado é caracterizado, classificado e enviado para análise laboratorial. Após a conclusão dessas análises, o solo de cada local amostrado recebe a classificação de acordo com as normas vigentes no SiBCS.

O conjunto das informações analisadas é organizado em uma publicação chamada Guia de Campo, disponibilizada a todos os participantes no início da Reunião. Durante a viagem, os especialistas visitam cada um dos locais de coleta (perfis de solos selecionados) e, neste momento, inicia-se um novo debate sobre a classificação ou modificações nos critérios vigentes no SiBCS.

Clarice Monteiro

 

Deixe uma resposta