Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Semana do Meio Ambiente: escolas da Capital e interior realizam programação diferenciada

Semana do Meio Ambiente: escolas da Capital e interior realizam programação diferenciada

Haverá palestras, oficinas, distribuição de mudas de plantas além de apresentações artísticas - Foto: Ascom/SEEDDurante esta semana, 41 instituições de ensino da Capital e também do interior, incluindo escolas indígenas, realizarão uma programação diferenciada em alusão a Semana do Meio Ambiente. Serão atividades diversas entre elas, palestras, oficinas, confecção de canteiros, caminhadas, apresentações artísticas e pedagógicas, gincanas, plantio de árvores, distribuição de mudas de plantas, entre outras ações.

Na Capital, entre as escolas que realizarão atividades estão Carlos Drummond de Andrade, Buriti, Tancredo Neves, São Vicente de Paulo, Euclides da Cunha, Ayrton Senna, São José, Antônio Ferreira, Princesa Isabel, Pedro Elias, Antônio Carlos Natalino, Lobo D’Almada, Ulysses Guimarães, Monteiro Lobato, 31 de Março.

E ainda Raimunda Nonato, Idarlene Severino, Girassol, Ana Libória, Presidente Costa e Silva, Maria Sônia de Brito, Elza Breves, Diva Lima, Hildebrando Ferro Bitencourt, Maria dos Prazeres Mota, Maria das Neves Rezende, Fagundes Varela, Luiz Rittler de Lucena, Senador Hélio Campos, Conceição Costa e Silva, Amárica Sarmento, e Colégio Militar da PM Coronel Derly Luiz Vieira Borges.

No interior, as escolas Henrique Dias (São João da Baliza), Escolas Estaduais Indígenas Sarakaynã, Artur Pinto da Silva e Manoel Barbosa e Cícero Vieira Neto, todas de Pacaraima.

Em Boa Vista, a escola Raimunda Nonato por exemplo, realizará plantio de árvores, jardinagem e exposição de maquetes relacionadas aos rios e igarapés de Boa Vista. Nesta terça-feira (03), no turno vespertino, a Escola Buriti realizará uma oficina com material reciclável.

Também na terça-feira, 3, pela manhã, a Escola Tancredo Neves realizará a arborização da instituição de ensino. No dia 5 de junho, os estudantes da escola Maria Sônia de Brito participarão de um almoço vegetariano.

Cada aluno irá levar um prato onde farão apresentação dos vegetais usados e a importância dos mesmos para a saúde. Também no dia 05 nos turnos matutino e vespertino, os estudantes da Escola Antônia Coelho participarão de um mutirão para arrecadar material em pet e farão uma limpeza na área verde da escola.

“As atividades estão acontecendo nesta semana em comemoração do Dia do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. Também estamos buscando com estas ações, o fortalecimento das Com-Vidas e Agenda 21 das escolas”, destacou Tácio Raposo, chefe da Divisão de Educação Ambiental (DIAB) da Secretaria Estadual de Educação e Desportos (SEED).

Agenda 21 e Com-Vida

A SEED por meio da DIAB vem fortalecendo as ações voltadas para a Educação Ambiental. Entre elas, está a implantação das Agendas 21 e Com-Vidas nas escolas. Hoje, em todo Estado existem 85 escolas entre Capital, interior e indígenas com Agenda 21 e Com-Vida implantadas.

As Com-Vidas, formulam uma nova gestão de organização nas escolas com a criação de conselhos para fomentar o debate sobre os temas relacionados ao meio ambiente. Os conselhos são formados por integrantes da comunidade escolar, que possuem a responsabilidade de pensar soluções sociais e ambientais para a escola e a comunidade.

Já a Agenda 21 é um plano de ação para ser adotado global, nacional e localmente por organizações do sistema das Nações Unidas, governos e pela sociedade civil, em todas as áreas em que a ação humana impacta o meio ambiente.

No Brasil as discussões são coordenadas pela Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Nacional (CPDS).  As ações prioritárias da Agenda 21 brasileira são os programas de inclusão social (com o acesso de toda a população à  educação, saúde e distribuição de renda), a sustentabilidade urbana e rural, a preservação dos recursos naturais e minerais e a ética política para o planejamento rumo ao desenvolvimento sustentável.

Por meio das ações na área de Educação Ambiental, várias escolas estaduais vêm se destacando com projetos voltados para evitar o desperdício da água, implantação da horta escolar, ações de preservação do patrimônio público, proteção de rios e igarapés, criação e manutenção de jardim, produção de material alternativo com utilização de garrafas pet, entre outras.

 

 

 

Deixe uma resposta