Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Saúde: Governo implanta serviços e reativa unidades

Saúde: Governo implanta serviços e reativa unidades

Entre as ações mais significativas está a reestruturação das unidades de Saúde da Capital e do Hospital de Rorainópolis - Fotos: Secom-RR

Entre as ações mais significativas está a reestruturação das unidades de Saúde da Capital e do Hospital de Rorainópolis – Fotos: Secom-RR

No Dia Mundial da Saúde, dia 7 de abril, o Estado de Roraima conclui um ciclo de muito trabalho e dedicação em uma das áreas mais complexas da administração pública.  As mudanças são perceptíveis em vários setores, especialmente no que se refere à reestruturação do Hospital Coronel Mota e da Policlínica Cosme e Silva, em Boa Vista, além da reformulação do trabalho no Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto, no município de Rorainópolis.

Conforme o secretário estadual de Saúde, Kalil Coelho, um dos avanços foi a implantação dos mutirões de otorrinolaringologia e hanseníase, além da organização para efetivação do terceiro turno de cirurgias no HGR (Hospital Geral de Roraima).

“Quando assumimos a pasta percebemos de imediato a necessidade de otimizar os serviços, nas unidades de Saúde, por isso fizemos  um planejamento do que precisaria ser feito, discutimos com os profissionais de Saúde a execução das ações e buscamos a efetivação das propostas. Hoje temos como resultado a realização de pelo menos 180 cirurgias, somente no turno da noite, o que já ajudou a desafogar a demanda reprimida que existia no hospital”, esclareceu Coelho, destacando que o terceiro turno de cirurgia está já está começando a surtir efeitos e a implantação deverá ser efetivada dentro em breve com sucesso, já que as primeiras experiências organizadas estão mostrando que a medida deverá cumprir o objetivo.

A implantação do Núcleo Interno de Regulação no HGR foi outra ação implantada que também apresenta resultados positivos em curto prazo. “Esta foi outra iniciativa que veio somar na proposta de otimização do serviço, pois foi possível reorganizar o atendimento e com isso diminuir a espera por leitos na unidade”, acrescentou o secretário.

Para o secretário adjunto de Saúde, César Penna, um dos principais pontos marcantes é a reestruturação física das unidades de Saúde, entre elas, a Policlínica Cosme e Silva. “A unidade já está com 90% da reforma concluída e com isso foram instaladas câmeras de segurança, reparação das partes elétrica e hidráulica, recuperação do telhado e principalmente regularidade na oferta dos exames de raio-X”, informou.

No Hospital Materno- Infantil Nossa Senhora de Nazareth, a marca nesse primeiro trimestre foi o aumento no número de plantonistas na Pediatria-Neonatologia e a melhoria no abastecimento de medicação e nos serviços realizados pela especializadas. “Notamos que era urgente a mudança de algumas empresas que prestavam serviços terceirizados, para garantir a fiel e adequada prestação do serviço, o que foi feito seguindo todos os critério jurídicos, e hoje já não temos reclamação em relação a isso”, disse Penna.

Segundo o também secretário adjunto de Saúde, Paulo Linhares, outra meta alcançada, nesse primeiro semestre, foi a implantação de um serviço de retina e a ampliação dos serviços no Hospital Coronel Mota. “Depois de um estudo e da avaliação orçamentária, foi autorizada a contratação de novos profissionais, e com isso foi possível ampliar em pelo menos 25% o número de consultas e implantação de novas especialidades, como clínica médica, na unidade”, salientou.

Referência no Interior

As mudanças são visíveis também no Interior, entre elas, a reestruturação no Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto, no município de Rorainópolis, que passou a disponibilizar além dos serviços já ofertados, atendimentos nas especialidades de Oftalmologia, Ultrassonografia, Cardiologia e Urologia, Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral e Clínica Médica.

“O laboratório que estava parado voltou a funcionar, o centro cirúrgico foi reinaugurado, e a unidade que se tornou referência para a população dos municípios de Caroebe, São João da Baliza, Rorainópolis, São Luiz e comunidades vizinhas, retomou as cirurgias, evitando o deslocamento do paciente até a capital”, ressaltou Linhares.

Só nos dois primeiros meses deste ano, 160 cirurgias e 940 atendimentos especializados. O total geral de atendimentos na unidade foi de 1.208 entre atendimentos especialistas, cirurgias e partos nos meses de janeiro e fevereiro, devendo o atendimento aumentar significativamente com o fechamento do balanço de março.

Concursados

No primeiro semestre de 2015, a gestão pretende convocar aproximadamente 513 concursados, aprovados no último concurso público. Outra conquista será instalação da sala de gesso e uma de ultrassom na Policlínica Cosme e Silva. A conclusão da Casa da Gestante do Centro de Parto Normal, que deverá fortalecer o processo de humanização no atendimento ao parto normal em Roraima e a implantação de Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Tipo I nos municípios de Uiramutã, Cantá, Normandia, Mucajaí e Iracema, e implantação de um Caps Regional para atender os municípios de São Luiz, São João e Caroebe.

Entre os projetos está ainda a expectativa de implantação da Unidade de Acolhimento, no Bairro dos Estados, para internação dos pacientes que perderam o vínculo familiar e a habilitação dos leitos de referência para saúde mental no Hospital de Rorainópolis. “Tratam-se de projetos que irão se tornar ações concretas ainda este ano. E com isso será possível prestar um atendimento mais amplo e humanizado para a população em todas as áreas da Saúde”, ressaltou o secretário de Saúde, Kalil Coelho.

 

Deixe uma resposta