Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Rede Cegonha: Fórum discute fortalecimento no atendimento à mulher e à criança

Rede Cegonha: Fórum discute fortalecimento no atendimento à mulher e à criança

O encontro será nessa sexta-feira, no auditório da Secretaria Estadual de Saúde - Foto: Ascom/SesauO fortalecimento da Rede de Atenção à Mulher e à Criança será a base das discussões da V Reunião Ordinária do Fórum Perinatal Estadual, da Rede Cegonha. O encontro reunirá gestores estaduais, municipais, representantes de organizações não-governamentais e a sociedade civil organizada, nesta quinta-feira, 31, no auditório da Secretaria Estadual de Saúde, a partir das 9h.

O evento será promovido pela Sesau, por meio da Coordenação-Geral de Atenção Básica (CGAB). Na oportunidade serão debatidas estratégias de ação que possibilitem a realização completa do pré-natal, incluindo as sete consultas mínimas a serem realizadas pelas gestantes, a criação de uma Comissão Executiva do Fórum Perinatal, o Monitoramento da Rede Cegonha, no que se refere ao componente pré-natal.

Outros pontos a serem discutidos serão sobre a II Oficina para Parteiras Tradicionais Indígenas do DSEI Leste de Roraima, Especialização em Enfermagem Obstétrica e a Caderneta da Gestante criada este ano pelo Ministério da Saúde e que a partir de agosto começará a ser distribuída aos municípios brasileiros.

Conforme a gerente do Núcleo de Ações Programáticas de Saúde da Criança, Valentina de Araújo Vieira, o encontro tratará também de temas da reunião anterior realizada em maio. “Iremos tratar de pontos importantes como a disponibilidade de ultrassonografia à gestante e a realização do pré-natal de risco habitual, pois precisamos avançar na execução das ações, de forma que seja possível alcançar a organização plena da Rede de Atenção à mulher e à criança”, esclareceu.

As atividades fazem parte do processo de implantação da Rede Cegonha em Roraima. “Trata-se de um momento fundamental de debates com os representantes de instituições governamentais e não-governamentais, para tratar e definir de temas que estão relacionados direta e indiretamente com os índices de mortalidade materna e infantil em Roraima”, complementou.

Reuniões

As reuniões do Fórum são realizadas bimestralmente e fundamentam o processo de efetivação da Rede Cegonha no estado, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, que estabelecem metas a serem alcançadas, no processo de atendimento à mulher e à criança nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). “Queremos cada vez mais avançar nas propostas executadas na Rede Cegonha em Roraima, seguindo as diretrizes do programa federal que apontam novos caminhos na execução das ações de saúde da mulher e da criança, principalmente no período perinatal que inicia na 22ª semana de gestação (5 meses e meio) e vai até os 7 dias completos após o nascimento da criança”, finalizou.

 

Deixe uma resposta