Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Prefeitura investe em merenda escolar balanceada

Prefeitura investe em merenda escolar balanceada

Estudantes aprovam a merenda escolar balanceada - Foto Eduardo Andrade

Estudantes aprovam a merenda escolar balanceada – Foto Eduardo Andrade

Desde o inicio de maio, a equipe de nutrição da Secretaria Municipal de Educação visita as unidades escolares do município três vezes na semana. Eles fiscalizam a estrutura, higiene da cozinha, preparo, manipulação de alimentos, estoque, e se o cardápio balanceado elaborado pelos especialistas é seguido.Todos os alimentos utilizados na merenda são ricos em nutrientes e elaborados conforme recomendações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Todas as escolas da rede recebem o monitoramento das nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação.

O cardápio que antes continha, em média, 300 calorias por dia, atualmente atinge 800, quantidade próxima ao recomendado para atender a necessidade nutricional diária de uma criança, que é de mil calorias. Conforme o PNAE, o cardápio da merenda escolar deve suprir no mínimo, 30% das necessidades nutricionais diárias dos alunos das creches e escolas indígenas e 15% da refeição necessária para os demais alunos matriculados na área urbana.

Merendeiras preparam refeição balanceada - Foto: Fernando Teixeira

Merendeiras preparam refeição balanceada – Foto: Fernando Teixeira

“Uma refeição bem feita, que inclua todos os grupos de nutrientes, é um bônus e tanto para as crianças. Primeiramente, porque uma alimentação equilibrada ajuda a formar o hábito de comer de maneira saudável por toda a vida. Em segundo lugar, porque fornece o combustível necessário para o cérebro funcionar adequadamente na escola”, ressaltou a nutricionista da secretaria, Talita nascimento.

Um dos problemas apontados pela profissional é que uma criança com fome corre o risco de desenvolver hipoglicemia, um distúrbio provocado pela baixa concentração de açúcar no sangue, entre as consequências está a perda de consciência. O cérebro necessita de glicose para funcionar adequadamente e o cardápio precisa levar tudo isso em conta.

Conforme o cronograma, nesta segunda etapa já foram finalizadas as escolas municipais das rotas Pintolândia, Raiar do Sol, Caranã I e Caranã II. As escolas do Centro, casas mães, comunidades indígenas e rurais vão receber a visita da equipe nos próximos dias.

Ceiça Chaves

 

 

Deixe uma resposta