Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Prefeitura e Sebrae-RR capacitam feirantes do Conjunto Pérola

Prefeitura e Sebrae-RR capacitam feirantes do Conjunto Pérola

Feirantes participaram do curso sobre empreendedorismo – Fotos: Andrezza Mariot

Os feirantes do Conjunto Habitacional Pérola do Rio Branco tiveram um dia de aprendizado sobre empreendedorismo. Nessa quinta-feira, 23, eles participaram da oficina “Sei Planejar”, uma capacitação promovida pela Prefeitura de Boa Vista em parceria com o Sebrae Roraima. A oficina ocorreu na Escola Municipal Laucides Inácio de Oliveira, localizada no bairro Airton Rocha, onde está situado o Conjunto Pérola.

Há dois meses, os moradores do conjunto habitacional se organizaram e montaram a primeira feira livre do residencial. Uma oportunidade de trabalho para 26 famílias que ganharam o direito de comercializar seus produtos. Mesmo sem experiência, eles aceitaram o desafio.

A capacitação teve como objetivo preparar os feirantes para enfrentar os desafios do mercado e buscarem, de forma consciente, os melhores resultados para os negócios. Quem ministrou a oficina foi a consultora do Sebrae, Alessandra Corleta. Segundo ela, os participantes vão identificar que o planejamento é a etapa mais importante para estruturar qualquer negócio.

“O planejamento requer uma ação antecipada de pensamento, coleta de informações e depois se coloca em prática. Estamos aqui para orientá-los neste novo negócio onde muitos nunca tiveram uma experiência efetiva como feirante”, ressaltou.

A nova feira livre começou a funcionar em Boa Vista no dia 11 de fevereiro. Ela está localizada na rua Uiramutã, esquina com a rua Tepequém, no bairro Airton Rocha. A feira ocorre todos os sábados no horário fixo das 6h ao meio-dia. Os feirantes contemplados ganharam o direito de comercializar no local por meio de uma pesquisa socioeconômica e cadastramento feito pelo programa Braços Abertos. A ideia é fomentar a economia local e garantir emprego e renda para quem está desempregado ou vive com baixo salário.

Desde o primeiro dia de funcionamento da feira que a senhora Maria do Espírito Santo, de 54 anos, comercializa seus produtos artesanais. Segundo ela, a capacitação vai ajudá-la a gerenciar o próprio negócio, uma vez que nunca foi feirante, mas ganhou a oportunidade e espaço na nova feira livre. “Nós, feirantes aqui do bairro, começamos sem ter muitos conhecimentos e experiência na área e essa oficina vai ser um aprendizado a mais. Fazendo isso, a prefeitura está nos incentivando a trabalhar e garantir a renda para a família”, disse.

No local, são comercializados produtos secos como frutas, verduras, legumes, grãos, pães, além de artesanais. Não foi autorizada a comercialização de carnes e peixes, devido à configuração do local. De acordo com Angélica Silva, diretora de operações da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emhur), a criação de uma feira naquela localidade foi um compromisso assumido pela prefeita de Boa Vista, Teresa Surita, durante reunião do programa Braços Abertos.

“A Feira do Pérola foi uma reivindicação da população. Então, fizemos um estudo, convocamos os interessados, dando prioridade aos moradores do residencial. Já fizemos outras capacitações para estimular a geração de emprego e renda na região”, frisou.

A Emhur regulamentou a ocupação do espaço público, o programa Braços Abertos fez o cadastramento e a seleção dos interessados e a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente será responsável pela administração da feira, bem como a organização e limpeza. Agora, o município administra três feiras livres em Boa Vista: a do Garimpeiro, do Pintolândia e a do Conjunto Pérola.

Ceiça Chaves

 

Deixe uma resposta