Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Prefeitura alerta para o abandono de animais nas ruas

Prefeitura alerta para o abandono de animais nas ruas

Animais colocam em risco a segurança de pedestres e motoristas - Foto: Marcos LimaO abandono de animais domésticos nas ruas de Boa Vista tem se tornado cada vez mais frequente. Muitas vezes por motivos pífios, cães e gatos são jogados nas vias públicas ainda com coleiras, preocupando a gestão municipal. O Centro de Zoonoses faz um alerta sobre as responsabilidades que as pessoas devem ter sobre seus bichos de estimação.

“Todos os dias, o Centro de Zoonoses recebe ligações de pessoas pedindo que seus animais sejam recolhidos porque estão velhos, ou simplesmente porque não querem mais cuidar deles. As pessoas precisam ter consciência de que são donas desses seres. Portanto, são responsáveis por eles”, explicou a diretora da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses, Ana Maria Lopes da Nóbrega.

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura de Boa Vista tem trabalhado no projeto Guarda Responsável, que atribui ao dono do animal doméstico o comprometimento de assumir uma série de deveres centrados nas necessidades físicas, biológicas, fisiológicas e psicológicas do seu bicho.

“O Guarda Responsável visa conscientizar a população de que cada um é responsável pelo animal que decide criar. Não é de competência do Centro de Zoonoses servir de ‘depósito’, por assim dizer, para esses seres que, aliás, possuem sentimentos e se apegam aos seus donos. O ato do abandono é uma grande crueldade”, enfatizou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Lopes.

O secretário ainda destacou que o próprio Ministério da Saúde estabeleceu que não é mais atribuição dos Centros de Controle de Zoonoses fazerem a captura indiscriminada de animais soltos nas vias públicas que não sejam considerados relevantes – ou seja, aqueles que não possuem doenças como raiva ou leishmaniose, que podem ser transmitidas para o ser humano.

“Caso o animal apresente sintomas dessas doenças, o Centro de Zoonoses o acolherá e submeterá a tratamento. Mas se a situação clínica for  incurável, fazemos o procedimento de eutanásia, dentro do que é preconizado pelo Ministério da Saúde”, acrescentou o secretário, Marcelo Lopes.

Aquele que se deparar com um animal de rua que aparenta ter alguma dessas doenças, a exemplo da raiva (quando o cão avança e ataca, além de permanecer com a cauda baixa e salivar abundantemente), pode ligar para o Centro, no número3623-1585.



Deixe uma resposta