Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Política | PMDB apresenta ‘Ponte para o Futuro” em Congresso da FUG‏

PMDB apresenta ‘Ponte para o Futuro” em Congresso da FUG‏

Romero Jucá participou do evento - Foto: Ascom-RJ

Romero Jucá participou do evento – Foto: Ascom-RJ

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) defendeu nesta terça-feira, 17, que o PMDB tenha bandeiras nacional e regionais e que apresente com clareza qual a sua proposta para o País. O pronunciamento foi feito na abertura do Congresso da Fundação Ulysses Guimarães, realizado no Hotel Nacional em Brasília. “Temos que ter bandeiras e dizer qual é o objetivo e de que forma o PMDB vai se colocar para a sociedade”, afirmou Jucá.

Escalado pelo partido para ser o organizador do documento – Uma ponte para o futuro – que foi apresentado há três semanas – o senador irá receber contribuições dos dirigentes regionais e apresentar nos próximos 15 dias uma nova versão, com propostas nas áreas econômica e social. “Este documento não é um programa de governo, são propostas que serão permanentemente discutidas até março do próximo ano”, afirmou, referindo-se ao mês em que será realizada a Convenção do PMDB. Mesmo assim, o senador afirmou que no documento há propostas que deveriam ser implementadas imediatamente, se houvesse uma disposição efetiva do atual governo em começar a tirar o Brasil da crise.

“Temos que tirar o País desta crise. O senador Jucá irá apresentar uma nova versão das propostas”, afirmou o presidente da FUG, ex-ministro Moreira Franco, destacando a importância do documento apresentado pelo PMDB. “Temos que ter clareza nas posições, a sociedade pede por isso. Os partidos que não fizerem isso estão fadados ao fracasso. Temos que fazer essa transformação. Estou falando há meses que o Brasil precisa de medidas estruturantes e de animação econômica. Faltam neste momento ao governo dar credibilidade e previsibilidade à economia, além de segurança jurídica. O PMDB precisa cobrir esta lacuna”, explicou Jucá.

Jucá disse ainda que, se o governo não faz nada, o PMDB deve tomar posição para melhorar a economia e consequentemente a qualidade de vida da população. “Que já está pagando a conta e uma conta alta. A conta da falta de emprego, do aumento da inflação”, ilustrou.

O senador, no entanto, deixou claro que neste congresso não haverá rompimento com o governo. “Mas a nossa proposta estará aí e as pessoas quem definirão se estão ou não com a gente”, afirmou. O vice-presidente da República, Michel Temer, corroborou com a declaração de Jucá. “Ao apresentar um documento preliminar, nós estamos definindo quem está com o PMDB e quem não está com o PMDB. Juntos vamos procurar soluções para o País, reunificar um pensamento nacional e unificar a nação”, disse Temer.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, que também esteve no Congresso, afirmou que o documento Uma ponte para o Futuro ‘é o primeiro passo que o PMDB dá no sentido de tirar o País da inércia e do pessimismo’. No encontro, estiveram presentes também o ex-presidente José Sarney, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha; além dos ministros Eliseu Padilha e Henrique Eduardo Alves.

Camila Matias

 

Deixe uma resposta