Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Plano de Resíduos: população contribui para gestão adequada do lixo em Boa Vista

Plano de Resíduos: população contribui para gestão adequada do lixo em Boa Vista

Audiência sobre o Plano de Resíduos Sólidos – Fotos: Eduardo Andrade

A Prefeitura de Boa Vista encerrou a série de audiências públicas para a apresentação do relatório final do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O plano de ação foi elaborado a partir do diagnóstico e dos cenários futuros dos resíduos sólidos na capital e das sugestões e propostas feitas pela população, instituições e entidades durante 15 consultas públicas. O plano vai refletir as regras sobre a destinação adequada e tratamento do lixo para os próximos 20 anos.

Para cada tipo de resíduo foi elaborado um plano de ação. Dentre as ações apresentadas estão: o estudo por setor censitário do município; proposta de reorganização dos setores de coleta, prevendo as áreas de coleta seletiva; início da implantação dos novos setores de coleta pública; levantamento dos catadores informais do município; realização do processo de inclusão cooperativa; formação dos cooperados no processo técnico e de gestão; legalização das cooperativas; inclusão no processo de coleta publica de resíduos, entre outros.

A população foi convidada a participar do processo de construção do Plano de Resíduos Sólidos em conjunto com o poder público desde o início da elaboração do documento. “Eu entendo que o envolvimento da população na construção desse plano é muito importante, porque é um assunto que envolve a todos e, construindo junto esse plano, tudo fica de acordo com nossos anseios. Também é importante conhecer o plano, porque quando ele começar a ser executado de fato, as pessoas devem se preparar para fazer sua parte”, disse a presidente da Associação dos moradores do bairro São Bento, Isabel Souza.

O morador do bairro Raiar do Sol, Elson da Silva, também participou da audiência e pode dar contribuições. “Fiquei sabendo das audiências pelo pessoal do Braços Abertos [programa da Prefeitura de Boa Vista] que foi até o bairro fazer o convite para os moradores, então, resolvi participar pela importância que o assunto tem e pelo que ele vai trazer de benefício para a população”, contou o morador.

Quem tiver interesse em contribuir com a construção do plano ainda pode propor sugestões e alterações com o objetivo de aperfeiçoar as propostas. As contribuições podem ser feitas por meio do endereço eletrônico residuossolidos@boavista.rr.gov.br e também pela Central de Atendimento 156, por pelo menos mais 30 dias.

“As audiências são exatamente para a população tomar ciência do que é o plano e também contribuir com ele. As consultas públicas prévias foram feitas para entender qual era o anseio da população em relação à destinação e tratamento dos resíduos, antes de fazermos a elaboração. Todas as propostas apresentadas foram avaliadas. Ainda estamos nessa fase de construção, tanto que as pessoas ainda podem contribuir por meio dos canais disponibilizados pela prefeitura”, explicou o secretário Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Daniel Peixoto.

Na primeira semana de maio ainda serão organizadas outras reuniões sobre o plano com o Conselho Municipal de Educação, Conselho Municipal do Meio Ambiente, Conselho Municipal das Cidades e o Conselho Municipal de Saúde para que essas instituições também observem o plano e façam suas análises. Após essas últimas contribuições o plano será concluído.

O Plano

A implementação do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos contempla a extinção dos lixões e construção de um novo aterro sanitário na capital e ainda a implantação da coleta seletiva, inclusão social de catadores, a instalação de ecopontos para entrega voluntária de resíduos recicláveis pela população.

O documento também estabelece o fim da destinação de resíduos da construção civil para aterro sanitário, a destinação de resíduos de serviços de saúde após tratamento prévio. Ainda engloba a geração de emprego, renda, empreendedorismo e preservação do meio ambiente. Com isso, o resultado será a redução do volume de lixo.

O plano engloba pelo menos de 15 resíduos diferentes: a coleta domiciliar, a coleta de resíduos de construção civil, a de serviços de saúde, galhos e podas, volumosos e vários outros tipos de resíduos, incluindo os considerados perigosos, como: os industriais, pilhas e baterias, lâmpadas. Para cada tipo de resíduo foi criado um plano de ação.

Shirléia Rios

 

Deixe uma resposta