Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Colunistas | Wilson Barbosa | Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

wilsonbarbosa6Confronto

Neymar, que sofreu uma marcação forte dos argentinos, teve atuação pouco destacada no clássico sul-americano na última quinta-feira - Foto: Getty Images

Neymar, que sofreu uma marcação forte dos argentinos, teve atuação pouco destacada no clássico sul-americano na última quinta-feira – Foto: Getty Images

Conhecido do público brasileiro em função da passagem pelo Palmeiras, o técnico Ricardo Gareca adotou uma postura ousada na volta ao Brasil. No comando da seleção peruana, ele promete escalar um time em busca da vitória para o confronto de terça-feira contra o Brasil, na Fonte Nova, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. “Nosso objetivo é somar todos os pontos possíveis, não penso em outra alternativa que não sair com a vitória”, avisou o comandante. Gareca garante que o elenco peruano está em boas condições para o confronto. Entretanto, ele descarta antecipar qualquer detalhe da escalação. A ideia é aproveitar a empolgação trazida pela vitória na rodada anterior contra o Paraguai, em casa.

Destaques

Confiante, Gareca rejeita, inclusive, um trabalho especial para marcar Neymar, principal estrela brasileira e um dos destaques do futebol europeu no Barcelona. “Sabemos que o Neymar traz problemas para qualquer adversário, mas não queremos concentrar nossa atenção em apenas um nome do Brasil”, avisou. Neste domingo, o Peru realizou o primeiro treino em solo brasileiro, no estádio Pituaçu, em Salvador. Somente uma parte do elenco foi para o campo, os principais jogadores realizaram um trabalho regenerativo. No período da noite, Gareca passou ao grupo alguns vídeos que considera importante para o jogo contra os brasileiros.

Olímpica

O domingo foi de folga geral no Beira-Rio. Mesmo assim, uma notícia ruim chegou para o Internacional vinda do outro extremo do país: em Belém, o meia-atacante Valdívia sofreu uma torção no joelho esquerdo e teve de deixar o amistoso da seleção olímpica brasileira, diante dos Estados Unidos, logo aos 13 minutos do primeiro tempo. O jogador saiu de campo amparado pelos médicos, por apresentar dificuldade de apoiar o pé no chão. O lance ocorreu aos 10 minutos de jogo: Valdívia foi empurrado por um adversário no meio do campo. A entrada não foi violenta, mas a lesão ocorreu na queda ao solo. Tão logo deixou o gramado, o meia já iniciou tratamento com gelo, no banco de reservas do Mangueirão, local da partida. Reserva da equipe sub-23, ele foi escalado desde o início do confronto por opção do técnico Rogério Micale, que resolveu observar os suplentes neste domingo.

Derrota

O pênalti assinalado a favor do Cruzeiro aos 12 minutos do segundo tempo tirou Diego Souza do sério. Na saída do gramado após a derrota do Sport por 3 a 0, no Mineirão, o meio-campista atacou a arbitragem de Marielson Alves Silva. “Pode me punir. Me pune hoje, façam o que vocês quiserem. Mas a arbitragem está muito fraca, o que ele fez aqui foi brincadeira. Depois eu tenho que pedir desculpas. Em um jogo com esse, que vale o que vale, não existe um pênalti daquele”, desabafou o atleta, que defendeu a Raposa em 2013 e foi campeão brasileiro no clube. O lance em questão foi um divisor de águas na partida. Antes da penalidade, o duelo seguia equilibrado. Após a cobrança de Willians, convertida em gol, o time mineiro embalou outros dois tentos e liquidou o jogo.

Arbitragem

“Infelizmente, a gente sai como chorão, mas a arbitragem tem que entender que a pressão não está só sobre eles, não. Eu represento milhões de torcedores aqui hoje. Não posso levar o meu filho na rua sem sofrer pressão, estão de brincadeira”, criticou Diego Souza. A marcação de Marielson Alves Silva ocorreu após a bola tocar o braço de Ronaldo. Irritado, o meia do Sport acusou o árbitro de prejudicar o Leão da Ilha na primeira etapa do revés. “Se a gente rebobinar a fita, teve um lance muito parecido no primeiro tempo, que André cruzou e a bola bateu na mão do Manoel. São dois pesos e duas medidas”, atacou o rubro-negro, por fim. Embora tenha proporcionado um sabor amargo aos pernambucanos, o resultado mantém o Sport uma posição acima do Cruzeiro na tabela da Série A com um único ponto de vantagem.

Adiantado

O início de temporada foi ruim para o atual bicampeão brasileiro, mas o Cruzeiro deixou a zona de rebaixamento para trás e se tornou o time a ser batido no segundo turno. Neste domingo, após inaugurar a 35ª rodada com uma vitória por 3 a 0 sobre o Sport, em jogo adiantado, o técnico Mano Menezes celebrou o atual momento. “Sempre que você faz o resultado, na comparação com os seus adversários, aumenta a pressão para o outro lado. É bom sentir um gostinho de um oitavo lugar, mesmo que seja temporário até quarta-feira porque os outros ainda vão jogar”, comentou o treinador em entrevista coletiva.

Finalista

Elogiado por muitos como o time de futebol mais bonito no segundo semestre de 2015, o Santos, atual campeão paulista e finalista da Copa do Brasil, começa a semana sem o meia Lucas Lima e o atacante Ricardo Oliveira, duas de suas principais estrelas, mas já ligado no desafio de quinta-feira, quando encara o Flamengo, às 22h, na Vila Belmiro, este pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo com toda a torcida pensando nos duelos contra o Palmeiras, marcados para os dias 25 de novembro e 2 de dezembro, o Peixe quer usar os últimos quatro jogos do Brasileiro para se assegurar no G4 da competição e ter garantida a vaga na Libertadores do ano que vem. Ainda que a Copa valha um título e seja diante de um rival, o posto no torneio continental em 2016 ajuda bastante a tirar um pouco da pressão e iniciar o planejamento da temporada seguinte.

Vantagem

Falta pouco para o Corinthians poder se dizer, de fato, campeão brasileiro de 2015. A boa vantagem construída pela equipe do Parque São Jorge, com 11 pontos de diferença sobre o Atlético-MG a quatro rodadas do fim da competição, permite que o elenco alvinegro trabalhe tranquilo, mas dá lugar a outro “problema”: a ansiedade para dar a volta olímpica. A solução do treinador Tite para a questão é muito trabalho. Ele vetou qualquer tipo de comemoração antecipada e, após folga nesse domingo, ocupará os jogadores com semana intensa de preparação no CT do Parque Ecológico antes de quinta-feira, quando o time vai a São Januário enfrentar o Vasco. Lá, uma vitória contra o Cruz-Maltino desesperado para escapar do rebaixamento garante a taça para a galeria do clube. Um tropeço do Galo diante do São Paulo, no Morumbi, tem o mesmo efeito.

Titulares

Depois do dia de descanso, o plantel corintiano treina no período da manhã desta segunda-feira, a partir das 9h30 (de Brasília), assim como aconteceu no sábado, quando Tite promoveu treino técnico e tático com seus titulares que não estão na Seleção Brasileira e atletas das categorias de base para completar a atividade. Já na terça e na quarta-feira os atletas se apresentarão no CT Joaquim Grava na parte da tarde, a partir das 16 horas, como ocorreu, por exemplo, na última sexta-feira. Mas, naquela ocasião, os reservas corintianos fizeram jogo-treino contra o Red Bull e empataram por 1 a 1, em disputa na qual os laterais Fagner e Uendel, retornando após lesões, atuaram durante os dois tempos de 35 minutos. O gol alvinegro foi marcado por Lucca.

Concentração

No início da noite de quarta-feira, o Corinthians já deve seguir para o Rio de Janeiro e iniciar, na véspera, sua concentração para buscar o título a partir das 22 horas (de Brasília) da quinta, em São Januário. Vindo de sequência de cinco vitórias no Brasileiro, o Timão não deve contar com Elias e Gil, prováveis titulares da Seleção Brasileira contra o Peru, nesta terça, e autores de dois dos gols que garantiram triunfo por 3 a 0 sobre o Vasco, pela 16ª rodada da competição, quando o time do Parque São Jorge ainda era vice-líder, dois pontos atrás do Atlético-MG. Já Renato Augusto, que também balançou as redes contra o Cruz-Maltino no primeiro turno, é uma das primeiras opções de Dunga no banco de reservas e também pode ficar de fora do embate de alvinegros. O goleiro Cássio é reserva da esquadra-verde amarela e deve aparecer na meta corintiana.

Liderança

O São Paulo inicia nesta segunda uma das semanas mais importantes do ano, certamente a de maior peso na disputa desta edição do Campeonato Brasileiro. Mesmo longe da liderança, o Tricolor tem nos seus pés grandes chances de decidir quem será o campeão e tenta dar um (ou dois) passos fundamentais na briga por uma vaga na Taça Libertadores da América de 2016. O time, que ganhou folga para curtir o domingo com a família, se reapresenta na manhã desta segunda-feira e continua a preparação para encarar o vice-líder Atlético-MG, na quinta-feira, às 22h, no estádio do Morumbi. O embate, que pode marcar o título do Timão caso o Tricolor saia de campo com um ou três pontos a mais na tabela, tem mobilizado a nova/velha comissão técnica.

Disposição

O técnico interino Milton Cruz e o preparador físico Zé Mario Campeiz devem realizar o primeiro trabalho tático dessa nova passagem na terça-feira, quando já terão à disposição os zagueiros Rodrigo Caio e Lucão. A dupla, que está a serviço da Seleção olímpica, joga neste domingo contra os Estados Unidos, em Belém, faz um trabalho leve na segunda e, na terça, já terá condições de trabalhar no gramado. Todas as atividades marcadas para o pré-jogo do Galo serão pela manhã e reservam ainda mais um ponto importante nesta reta final. Rogério Ceni, que sofreu uma lesão ligamentar no tornozelo direito, fará testes para saber se poderá encarar tanto os mineiros quanto o Corinthians, líder do campeonato, no domingo, às 17h, no estádio de Itaquera.

Punidos

Na última partida entre Atlético-MG e Corinthians, no dia 1º de novembro no Independência, diversos torcedores do Galo dispararam cuspes na direção do técnico Tite. Após relato na súmula, os mineiros foram punidos em R$ 35 mil, mas não perderão mandos de campo. O clube ainda pode recorrer. Durante o primeiro tempo do jogo, o comandante corintiano viu-se obrigado a colocar um agasalho com capuz para se proteger. As cusparadas só cessaram após o técnico do Atlético-MG, Levir Culpi, ir até a área técnica adversário e dirigir-se diretamente à torcida. O julgamento, realizado pelo STJD, foi pautado na súmula do árbitro Héber Roberto Lopes. Uma parte do relato foi divulgada.

Negociado

Imagine um jogador ser campeão depois de ver seu time cair diante de um rival em uma final de campeonato. Parece bizarro, pois é exatamente isto que pode acontecer com Leandro, atacante que pertence ao Palmeiras, mas está emprestado ao Santos. O jogador entrou em campo pelo alviverde na Copa do Brasil em duas oportunidades, contra o ASA de Arapiraca e frente ao Sampaio Correa. Em meio a competição, porém, foi negociado com o alvinegro praiano. Mas, como o regulamento do torneio por mata-mata não permite que um atleta atue por mais de uma equipe na mesma edição de uma Copa do Brasil, Leandro sequer tem autorização para ser relacionado por Dorival Júnior. Com isso, como justamente Santos e Palmeiras chegaram à grande decisão, Leandro só terá a chance de ser considerado campeão caso seu ex-time saia vencedor depois dos dois jogos finais e seu atual clube amargue o vice-campeonato.

Laranja

O Corinthians não vestirá laranja no confronto com o Vasco, na próxima quinta-feira, no Rio de Janeiro. Caso seja necessário, a equipe usará seu uniforme número dois que foi aposentado pela fornecedora de material esportivo – preto, com listras brancas – no jogo que poderá lhe dar o título do Campeonato Brasileiro. A solicitação foi feita pela diretoria à Nike para que o time não disputasse um jogo decisivo com uma roupa que nada tem a ver com suas tradições. A empresa atendeu ao pedido, encaminhado pelo diretor de futebol Eduardo Ferreira, e autorizou a utilização do modelo antigo. Lançada como terceira camisa – com o pretexto de reproduzir a cor dos campos de terra de onde surgiram vários jogadores alvinegros –, a laranja virou na prática a segunda do Corinthians. Por divergências em relação ao desenho, o uniforme dois que deveria estar em uso não foi aprovado.

Flagrados

O grupo do Internacional já sabia há 15 dias que os volantes Nilton e Wellington haviam sido flagrados com resultado positivo no antidoping. Foi o que revelou nesta sexta-feira o técnico Argel Fucks, que considerou a manutenção do sigilo desta informação dentro do elenco por duas semanas uma prova de que o grupo colorado está unido. A confirmação oficial do caso ocorreu apenas na última segunda-feira. “Foi uma prova de fidelidade. O jogadores sabiam o que havia acontecido com eles e foram solidários. Nós acreditamos na inocência deles e lidamos muito bem com isso, tanto que fizemos dois ou três jogos sabendo de tudo isso e não deixamos de ser competitivos. Nós sabíamos há 15 dias e blindamos o vestiário”, afirmou Argel, em coletiva após o trabalho desta sexta.

Entrevista

O técnico do Flamengo, Oswaldo de Oliveira, concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, após treinamento realizado no Ninho do Urubu, para falar sobre o amistoso do próximo domingo, às 15h30 (de Brasília), contra o Orlando City, dos Estados Unidos, no Maracanã, que vai marcar as comemorações pelos 120 anos do clube. Apesar disso, o principal tema não foi a partida festiva e sim o futuro dele no clube. O Rubro-Negro tem poucas chances de conseguir uma vaga na Copa Libertadores e caminha para um fim de ano sem muito a comemorar. “Não sei o que aconteceu para que o Flamengo tivesse essa queda em parte do segundo turno do Campeonato Brasileiro, pois peguei o time no meio da competição, não conheço todo o histórico e busco essas explicações assim como vocês”, disse o comandante.

Permanecer

O ponto mais importante da coletiva foi quando o treinador teve de responder sobre seu futuro. Perguntado se vai permanecer na Gávea em 2016 ele disse que seu futuro depende da eleição presidencial prevista para 7 de dezembro. O presidente Eduardo Bandeira de Mello tenta a reeleição e se não conseguir, provavelmente, o futuro mandatário vai querer trazer uma comissão técnica de sua confiança. “Não sei o meu futuro no Flamengo pois o clube vive um momento eleitoral e as coisas só vão se definir depois do dia sete de dezembro. O que posso dizer é que vou fazer o meu trabalho com tranquilidade até o fim deste ano”, afirmou. O treinador, quando falou do amistoso, avisou que vai escalar os titulares à disposição, mas deixou claro que os mesmos não permanecerão os 90 minutos em campo para não sofrerem desgaste.

Objetivo

Isso porque na próxima quinta-feira, às 22h (de Brasília), já tem um duelo contra o Santos na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. “É um jogo festivo, importante para a comemoração do Flamengo, mas o objetivo aqui não é cansar ninguém. Pretendo utilizar onze alterações no decorrer da partida, pois em seguida tem jogo pelo Brasileirão”, pontuou Oswaldo de Oliveira, que revelou conhecer muito pouco sobre o time do Orlando. O treino desta sexta-feira definiu a escalação para o amistoso. O atacante Kayke, poupado das últimas atividades por conta de dores musculares, reapareceu no gramado e começará a partida como titular. Ele vai atuar na vaga de Paolo Guerrero, que está defendendo a seleção do Peru nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O lateral esquerdo Jorge está servindo à Seleção Brasileira em amistosos de preparação para os Jogos Olímpicos de 2016 e o colombiano Pablo Armero ocupa sua vaga.

Conquista

A torcida do Botafogo foi até o Nilton Santos com a esperança de ver o time ficar próximo da conquista do título da Série B. No entanto, os alvinegros viram o Santa Cruz estragar a festa do acesso ao vencer por 3 a 0, neste sábado. Com o resultado, os cariocas podem ver o América-MG se aproximar de vez na briga pela taça. Já os pernambucanos seguem embalados na Segundona e se mantêm no G-4, com 61 pontos. O Santa Cruz foi melhor durante grande parte dos 90 minutos, mas só chegou aos gols no segundo tempo. Primeiro, Lelê abriu o placar para os visitantes. Depois, Grafite de Bruno Moraes decretaram o triunfo dos pernambucanos no Rio de Janeiro. Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o rebaixado ABC, nesta sexta-feira, em Brasília. Já o Santa Cruz volta a campo no sábado, contra o lanterna Mogi Mirim, no interior paulista.

Colocação

O Vitória, quando joga em casa, é um time complicado de ser batido. Neste sábado (14), nem o embalado Ceará, que vinha de cinco triunfos consecutivos, parou o Leão. Com o gol de cabeça de Kanu, aos 19 do primeiro tempo, o time baiano venceu por 1 a 0 no estádio Barradão e chegou aos 63 pontos, na terceira colocação da Série B do Brasileiro, encaminhando seu acesso à elite para 2016. Já o Ceará vive situação crítica no campeonato. Com 41 pontos e é o primeiro na zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Vitória recebe o Luverdense. Já o time cearense pega o vice-líder América-MG, no Independência. Ambas as partidas ocorrerão no sábado (21), às 17h30.

Empate

O Paraná Clube conseguiu garantir sua permanência na Série B do Campeonato Brasileiro em 2016 ao bater o América-MG por 1 a 0, na Vila Capanema. Com o resultado, o Tricolor chegou aos 46 pontos, na 12ª colocação, e não corre mais risco de entrar na zona de rebaixamento. Já o Coelho, com 63 pontos, precisa apenas de um empate para subir, mas a briga pelo titulo ficou mais difícil. Na próxima rodada, o Paraná Clube enfrenta o Bragantino, sábado (21), na Vila Capanema. Já o América encara o Ceará, no mesmo dia, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

Regressiva

Já foi iniciada a contagem regressiva para o fim da Série B do Campeonato Brasileiro. Em um dos últimos jogos da 36ª rodada, o Náutico só empatou com o CRB em 1 a 1, na Arena Pernambuco, e perdeu a chance de se aproximar ainda mais do grupo de acesso à primeira divisão. Imediatamente após o apito final, o Timbu aparece na sexta posição com os mesmos 57 pontos de Bragantino e Sampaio Corrêa. São quatro a menos do que o Santa Cruz, último do G4. Restando duas rodadas para o término da competição, Paysandu e Bahia também seguem na briga com 55 pontos. O CRB soma 51 e já não tem mais chances matemáticas de promoção ou descenso.

Adversários

Ainda nutrindo esperanças de chegar à elite do futebol, o Bragantino conquistou resultado importante na tentativa de alcançar seus objetivos. Neste sábado, o Massa Bruta derrotou o Sampaio Corrêa por 3 a 0, no Nabi Abi Chedid, em confronto direto válido pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Rodolfo, Alan Mineiro e Jobinho foram os autores dos gols que colocaram os paulistas à beira do G4 e pôs fim à invencibilidade de cinco jogos dos adversários. Pela 37ª rodada, o Bragantino tem compromisso marcado com o Paraná no estádio Durival Britto, às 17h30 (de Brasília) do próximo sábado. O Sampaio Corrêa, por sua vez, enfrenta o CRB no Rei Pelé, na mesma data e horário.

Atuação

Após outra grande atuação pelo América-MG, desta vez na vitória por 4 a 0 sobre o Vitória, nessa terça-feira, quando inclusive marcou um dos gols, o atacante Richarlison voltou a ter a sua situação comentada pela alta cúpula americana. Se na última segunda, o diretor de futebol do Coelho, Oswaldo Torres, já havia dito que o clube ainda não tinha recebido nenhuma proposta pela joia de 18 anos, agora foi a vez de o presidente do clube Alencar da Silveira Júnior reforçar o mesmo discurso. De acordo com o mandatário americano, o América-MG não foi procurado por clube algum, apesar de a imprensa noticiar o interesse de várias equipes do país no jovem atacante. Alencar ainda reforçou que Richarlison só deixa o Coelho caso a multa rescisória do camisa 9 seja paga, caso contrário, o jogador permanecerá para a próxima temporada.

Atropelar

Apesar de ABC e Mogi Mirim já estarem rebaixados para a terceira divisão do futebol nacional, a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro precisava ser cumprida. Na noite desta sexta-feira, o ABC mostrou profissionalismo para atropelar o Sapão, e conquistar sua segunda vitória em casa, por 3 a 1. A equipe potiguar começou buscando o jogo, e abriu o placar logo no primeiro escanteio da partida. Aos 12 minutos do primeiro tempo, Rafael Miranda apareceu livre no primeiro pau e usou a cabeça para colocar a bola para dentro do gol de Daniel. O Mogi ainda tentou apertar mais a marcação, mas o ataque do ABC era mais eficiente. Na próxima rodada, o ABC jogará no estádio Mané Garrincha, na capital nacional, onde recebe o Botafogo, na sexta-feira, às 21h30 (de Brasília). Já o Sapão receberá em Itu o Santa Cruz, que luta por uma vaga na Série A de 2016, no sábado, dia 21 de novembro, às 17h30 (de Brasília).

Zagueiro

Além de tirá-lo dos minutos finais do clássico contra a Argentina, realizado nesta sexta-feira (13), a expulsão de David Luiz também o impedirá de enfrentar o Peru nesta terça-feira (17), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Assim, como o regulamento das Eliminatórias permite, Dunga convocou o zagueiro Jemerson, do Atlético-MG, para a vaga do camisa 4. A notícia da convocação do defensor saiu na manhã deste sábado (14), e ele já é esperado para se juntar ao restante do grupo no período da tarde e treinar com os demais companheiros de Seleção neste domingo (15). Com 23 anos, o defensor natural de Jeremoabo, na Bahia, é titular absoluto do Galo na boa campanha do time no Campeonato Brasileiro, vice-líder com 65 pontos e chances muito remotas de conquistar o título.

Programação

O técnico Dunga realizou o primeiro treino com a equipe em Salvador após o empate diante da Argentina por 1 a 1 na última sexta-feira (13). Mudando a programação, comissão técnica e jogadores foram a campo na manhã deste domingo (15) e logo após os trabalhos o elenco recebeu folga, com horário de retorno a concentração previsto para as 20h (de Brasília). Dunga não abriu o treinamento para a imprensa, mantendo mistério e deixando em dúvida se o time que começará a partida contra o Peru será o mesmo que iniciou contra a Argentina. Sem poder contar com David Luiz, expulso no clássico, o zagueiro do Atlético-MG, Jemerson, já se juntou ao resto do time e participou do treino. Brasil e Peru se enfrentam nesta terça-feira (17), às 22h (de Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Atual quarta colocada das Eliminatórias sul-americanas, a Seleção Brasileira quer conquistar sua segunda vitória no torneio para se manter no grupo de classificação para o Mundial.

Resultado

Os primeiros pontos conquistados pelo Brasil nas Eliminatórias, após a vitória de 3 a 1 sobre a Venezuela, tiveram um gosto especial para Alisson. O goleiro do Internacional estreou como titular da Seleção Brasileira em Fortaleza e vibrou pelo bom resultado logo em seu primeiro jogo. Escalado por Dunga na vaga de Jefferson, Alisson agradeceu o apoio do companheiro, bem mais experiente em termos de Seleção. O goleiro do Colorado foi testado como titular logo em sua segunda convocação, após ter sido chamado pela primeira vez para defender o Brasil nos amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, no último mês. “Estou muito feliz pela estreia e por ter saído de campo com a vitória. Recebi o apoio de todos na Seleção e agradeço muito o incentivo que me deram. Assim que soube que eu ia jogar, o Jefferson ficou do meu lado. Me apoiou o tempo todo”, valorizou.

Desconfortável

Descrevendo o companheiro de posição como um grande goleiro e uma grande pessoa, Alisson preferiu não projetar a próxima convocação, que definirá os selecionados para os jogos contra Argentina e Peru. Já o goleiro Jefferson, titular durante a Copa América e também nos primeiros amistosos, mostrou-se desconfortável com a reserva apesar de respeitar as escolhas do técnico. “Fiquei bastante triste. Ao mesmo tempo, respeito a opção do professor Dunga e meu companheiro Alisson. A comissão técnica passou total confiança no meu trabalho, faz parte. Claro que ninguém gosta de ficar fora. Somos um grupo aqui na Seleção e todos têm condição de jogar. O Dunga já me deu muitas oportunidades e preciso trabalhar para ter novas chances”, reforçou o goleiro do Botafogo.

Desclassificado

O brasileiro Felipe Massa foi desclassificado do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, prova que encerrou na oitava colocação. O pneu traseiro direito da Williams do piloto local estava em temperatura acima da permitida pelo regulamento da categoria antes da largada neste domingo em São Paulo. De acordo com o relatório da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), um dos pneus do carro 19 estava a 137ºC antes da largada, 27ºC acima do máximo permitido pela Pirelli, fornecedora oficial de compostos da categoria. A pressão do pneu era de 20,6 psi, 0,1 acima do mínimo permitido.

Desempenho

O alemão Nico Rosberg não sabe por que, mas melhorou seu rendimento no Mundial de Fórmula 1 recentemente. Largou na pole position nas últimas cinco corridas, das quais venceu duas. Há 14 dias, subiu ao lugar mais alto do pódio no México. Neste fim de semana, teve desempenho perfeito para conquistar o Grande Prêmio do Brasil. O rendimento nas últimas provas garantiu a Nico Rosberg o vice-campeonato da temporada, já vencida por Lewis Hamilton, seu companheiro na equipe Mercedes. O britânico assegurou seu tricampeonato ao vencer o GP dos Estados Unidos, após ultrapassar o alemão já no fim da corrida.

wilsonbarbosa3(*) Wilson Barbosa é jornalista e cronista esportivo. Email: www.wilsonbarbosatreze@gmail.com

Deixe uma resposta