Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Colunistas | Wilson Barbosa | Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

Tratamento

Gigliotti e Barco comemoram o primeiro gol do Independiente – Foto: Reuters

Se Reinaldo Rueda e jogadores deixaram Buenos Aires satisfeitos pela convicção manifestada de que atuaram bem na derrota por 2 a 1 para o Independiente, tal sentimento não se repetiu em relação ao tratamento oferecido pelo Rojo nos últimos dias. Dirigentes rubro-negros se irritaram com o fato de o Independiente ter cumprido à risca o regulamento da competição ao não permitir que o Flamengo fizesse reconhecimento do gramado do Estádio Libertadores de América com chuteiras. Liberaram apenas com tênis, o que fez a delegação carioca desistir de ir ao campo – preferiram ir à Bombonera, onde tiraram fotos após treinar no CT da Bombonerita, na terça-feira. Vale lembrar que tal restrição já foi adotada em jogos realizados no Maracanã recentemente, mas, na semifinal, o Flamengo permitiu que jogadores e comissão do Junior Barranquilla utilizassem chuteiras. Nesta quarta-feira, outro veto foi imposto à delegação flamenguista. A tradicional ida de dirigentes e alguns membros da comissão técnica ao gramado antes do aquecimento foi proibida.

Fundamental
Mais do que nunca a torcida do Flamengo será fundamental para a equipe rubro-negra na próxima quarta-feira, a partir das 21h45 (horário de Brasília). Depois da derrota em Buenos Aires por 2 a 1, os cariocas precisam agora de uma vitória por dois gols de diferença em cima do Independiente se quiserem ficar com o título da Copa Sul-Americana em 90 minutos. Um triunfo do Fla por um gol leva tudo para a prorrogação, e se o resultado persistir, os pênaltis vão decidir o campeão. O empate é dos argentinos. “A gente sabe que essa partida não se define hoje (nessa quarta). São 180 minutos. Aqui eles colocam muita pressão, mas, se eles acham que colocaram pressão na gente hoje, eles vão ver o que vai ser o Maracanã com a nossa torcida. Espero que o Maracanã esteja lotado para a torcida dar essa força para nós”, comentou o lateral Pará, ao Sportv, na saída do vestiário. “A gente sabe que a gente deu o máximo hoje. Claro que o resultado não era o que a gente queria, quarta que vem a gente vai fazer de tudo, já conversamos aqui no vestiário, teremos uma semana para nos prepararmos”, completou o lateral direito.

Virada
O Flamengo até saiu na frente do Independiente na Argentina, mas acabou levando a virada e perdendo por 2 a 1 o primeiro confronto da final da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, o zagueiro Juan saiu de campo convicto de que o time mostrou em campo que tem capacidade para reverter o placar e, assim, levar o título internacional. “Eles tiveram uma felicidade muito grande no segundo gol, em um belo chute. Tivemos oportunidade para empatar, mas agora é descansar para reverter isso”, comentou o experiente jogador, ao Sportv, dar uma cutucada na Conmebol, responsável por organizar a competição e pela ideia de desconsiderar o gol qualificado fora de casa só nas finais. “Não tem como reclamar. A gente (sul-americanos) faz de tudo mais complicado. O campeonato todo com uma regra e nesse final é outra (regra), mas, valeu. Lutamos, perdemos, mas em casa, com apoio da nossa torcida, o que sofremos aqui eles vão sofrer lá, conseguiremos reverter”, avisou.

Premiação
O Corinthians espera receber na próxima semana o pagamento da premiação pelo título do Campeonato Brasileiro. Dos R$ 18.069.300,00 que entrarão no cofre alvinegro, cerca de R$ 11 milhões serão repassados a jogadores e comissão técnica por conta da conquista. De acordo com o diretor de finanças do clube, Emerson Piovezan, já foram acertados os pagamentos de férias e 13º salário ao elenco, que entrou de férias nos últimos dias. A pendência ainda é em relação ao pagamento combinado caso o Corinthianhas fosse campeão brasileiro. “Já está tudo combinado, todos sabem sobre isso. Devemos receber a premiação na próxima semana” disse Piovezan, ao LANCE!.

Investimentos
E os R$ 7 milhões que restarão do prêmio? Assim como fizeram o presidente Roberto de Andrade e o técnico Fábio Carille, o diretor de finanças descartou grandes investimentos em reforços. Piovezan reforçou que a prioridade é jogadores com pouco custos, como Renê Júnior e Júnior Dutra, que têm contratos encerrados no fim deste mês e assinarão com o Corinthians nos próximos dias. ”Temos que avaliar as situações sempre. A comissão técnica e a diretoria sabem da situação do clube. Eles buscam jogadores, e a gente busca soluções para deixar os pagamentos em ordem” afirmou Piovezan. Ainda segundo Piovezan, o Corinthians não precisa realizar mais vendas para equilibrar o caixa. Após o fim do Brasileirão, o clube já acertou a negociação de Guilherme Arana ao Sevilla (ESP) e receberá cerca de R$ 20 milhões. “Nunca podemos contar com o dinheiro de alguma possível venda, só contamos com o que sabemos que vamos receber” justificou Piovezan.

Beneficente
Os zagueiros Lúcio, Roque Júnior e Edmilson dividiram o gramado do Pacaembu na noite da última quarta-feira. Reunido para um jogo beneficente promovido pelo GRAAC, o trio titular no pentacampeonato de 2002 manifestou confiança no sucesso do time de Tite no Mundial da Rússia 2018. “A Seleção cresceu bastante e vem jogando cada vez melhor. Vai muito forte para a Copa do Mundo e, sem dúvida, com grandes chances. É claro que todos os países chegam bem preparados, mas o Brasil tem plenas condições de ser uma das equipes na briga pelo título”, afirmou Lúcio, presente nas Copas de 2002, 2006 e 2010. Na primeira fase da Copa do Mundo da Rússia 2018, o time comandado pelo técnico Tite enfrenta Suíça, Costa Rica e Sérvia – coincidentemente, o Brasil também enfrentou o país centro-americano em 2002. A exemplo do companheiro Lúcio, Roque Júnior bota fé na Seleção. “Acho que a chance é boa. Os jogadores já estão bem mais maduros, porque disputaram uma Eliminatória difícil, especialmente no começo. Isso ajuda bastante e credencia o Brasil como um dos favoritos. A chave é sempre complicada, mas há outras mais difíceis que a da Seleção”, analisou.

Adversários
Com passagens marcantes por Bayer Leverkusen e Bayern de Munique, Lúcio põe Alemanha e Argentina entre os principais adversários do Brasil na Copa do Mundo 2018. Roque Júnior citou as duas mesmas seleções, além de França e Espanha. Sobre a qualidade da zaga de Tite, ambos concordaram. “O nível da defesa é excelente”, elogiou Lúcio. “Estabilizou bastante. A Seleção, de um tempo pra cá, tem tomado poucos gols. Então, isso dá confiança e facilita. É claro que a defesa não é somente os dois zagueiros, mas sim o conjunto da equipe”, ensinou o veterano, que deseja atuar profissionalmente em 2018. Na noite da última quarta-feira, aos 39 anos de idade, Lúcio foi adversário de Roque Júnior (41) e Edmilson (41) no gramado do Pacaembu. Já o ex-centroavante Luizão (42), mais um pentacampeão de 2002, acompanhou parte do jogo beneficente da beirada do campo. “Fazia tempo que não encontrava o Lúcio. O Edmílson, vejo mais. Tivemos uma história muito boa na Seleção. Às vezes, mesmo se você passa um tempo sem ver, quando reencontra parece que não é tanto tempo assim. É muito legal”, descreveu Roque Júnior.

Preocupado
Maior lateral esquerdo da história do Corinthians, Wladimir está preocupado com a carência na posição que o clube precisará contornar em 2018. Guilherme Arana, um dos grandes destaques nas conquistas dos títulos paulista e brasileiro, foi vendido ao Sevilla, da Espanha. “Não tenha dúvidas de que será uma tarefa difícil substituir o Arana. Ele teve uma performance extremamente regular, o que é fundamental no futebol. Não adianta você fazer um jogo maravilhoso e outro catastrófico. Não conheço todo o elenco para saber se há alguém à altura dele. Será um trabalho a mais para o Carille”, comentou Wladimir, que participou de um jogo beneficente em prol do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graacc), nesta quarta-feira, no Pacaembu. No atual elenco do Corinthians, as opções do técnico Fábio Carille para suprir a ausência de Arana são o volante Marciel, que tem atuado improvisado na lateral, e o criticado Moisés. O segundo, como não agradou ao retornar de empréstimo ao Bahia, provavelmente será cedido outra vez.

Sequência
“Tanto o Marciel quanto o Moisés precisam de sequência de jogos”, pediu Wladimir. “É isso que te permite ter regularidade. A questão é dar sequência para ver se eles conseguem manter o mesmo nível de atuações que o Arana tinha”, acrescentou. Wladimir sabe bem sobre o que fala quando cita sequência de jogos. Até hoje, o campeão paulista de 1977, 1979, 1982 e 1983 ostenta o recorde de partidas disputadas pelo Corinthians, 805. Na esperança de encontrar um lateral esquerdo que agrade a Wladimir, o Corinthians não se contenta apenas com o que já tem no seu plantel. O chileno Mena, emprestado pelo Cruzeiro ao Sport, Júnior Tavares, cuja mãe quer que permaneça no São Paulo, e Zeca, em litígio com o Santos, já foram especulados como reforços para a posição. Já o jovem Guilherme Romão retornará de empréstimo ao Oeste e vive a expectativa de ser aproveitado por Carille.

Futuro
Raphael Veiga não garante sua permanência no Palmeiras em 2018. Nesta quarta-feira, o meio-campista participou do duelo entre amigos de Fabrício e amigos de Jô, no Nacional da Barra Funda, e deixou em aberto seu futuro para 2018. “Claro que quero jogar, passo isso para o pessoal que cuida da minha carreira, ainda não teve nada. Eu preciso descansar um pouco, acho que vão cuidar disso e estará bem encaminhado para mim”, disse o meia ao Sportv. Em 2017, Veiga disputou 20 partidas pelo Palmeiras, sendo apenas sete como titular. A última vez que começou uma partida entre os 11 iniciais foi no dia seis de agosto, em derrota para o Atlético-PR, no Palestra Itália. Para a próxima temporada, o Verdão acertou a contratação de Lucas Lima, o que deve dificultar ainda mais as chances do atleta ex-Coritiba entrar em campo. Além de Lucas Lima, o zagueiro Emerson Santos (Botafogo) e o lateral esquerdo Diogo Barbosa (Cruzeiro) já foram contratados. O goleiro Weverton (Atlético-PR) pode ser anunciado em breve. Derrotado pelo Atlético-PR em Curitiba na tarde de domingo, o Palmeiras encerrou o Campeonato Brasileiro com 63 pontos ganhos, nove atrás do campeão Corinthians. Da CBF, como premiação pela performance no torneio nacional, receberá R$ 11,3 milhões.

Treinador
O técnico Vanderlei Luxemburgo usou as redes sociais para responder o meio-campo Marquinhos, que disse ter perdido espaço no Sport por conta de uma suposta birra que o treinador tem com ele. Na publicação, o ex-comandante rubro-negro disse conhecer bem o atleta e que a falta de oportunidade não foi gerada por intrigas. Na mesma postagem, Luxa ainda alfineta o representante do rubro-negro, André Cury, afirmando que o agente tem como única preocupação a questão comercial. “Li essa semana que o Marquinhos falou eu tenho uma birra com ele. É um jogador que eu conheço muito bem. Jogou comigo no Palmeiras, quando o trouxe do Vitória. Depois, ainda trabalhou comigo no Flamengo e no Cruzeiro. Já rodou bastante e não se firmou em lugar algum. Agora, jogou três ou quatro partidas no Sport, aproveitado pelo Daniel, e o clube saiu da confusão. Ele foi bem nessa reta final e, agora, vem falar de perseguição e esquece de olhar sua performance. Será que é perseguição ou é ele que está devendo alguma coisa na carreira? Se não se firmar aqui e ali, não é culpa do treinador. Tomara que ele possa, com essas quatro aparições, se encontrar na carreira, que sirva de motivação. Além dele, ainda tem o empresário por trás com interesses comerciais, o André Cury, que tem como única preocupação vender sua mercadoria. Eu o conheço muito bem, de muito tempo. Sempre vai defender seu jogador única e exclusivamente para torna-lo viável financeiramente” disse o treinador, na postagem publicada nas redes sociais.

Contratação
O Atlético-PR fechou nesta quarta-feira a contratação do lateral-esquerdo Thiago Carleto, 28 anos. Destaque do rival do Coritiba na Série A, o ala ficará no CT do Caju até o final de 2019. O LANCE! já havia apurado após o término do Campeonato Brasileiro que o acordo entre as partes estava encaminhado. A diretoria atleticana tinha procurado o estafe do atleta durante a disputa do torneio, avançou na negociação nesta semana e bateu o martelo agora. O jogador coxa-branca tinha proposta da Chapecoense, que conseguiu vaga na pré-Libertadores do ano que vem, mas preferiu ficar na capital paranaense – o Coxa, rebaixado para a Série B, até ofereceu a permanência, recusada por ele. O Cruzeiro apenas sondou sua situação. O lateral, de acordo com pessoas próximas, preferiu a garantia de um contrato maior, apesar da ideia inicial ser um vínculo de três anos. Ganhador da Bola de Prata Placar/ESPN de melhor ala esquerdo do Brasileirão, Carleto fez dois gols e deu oito assistências em 21 jogos – todos como titular – na Série A. Ao todo, ele teve participação direta em 15 gols do clube na competição. Antes de se transferir para o Verdão, ele jogou o Paulista pela Linense. No elenco, o novo reforço do Atlético-PR terá concorrência de Sidcley, que joga improvisado na posição e também atua no meio-campo. Fabrício, que jogou na temporada, estava emprestado pelo Internacional até o final do ano e deve retornar. Nicolas, revelado no clube, é a outra opção, mas o clube tende a buscar uma nova peça no mercado. A reportagem procurou o agente Junior Toninello, um dos responsáveis pela carreira do jogador, mas não foi respondida.

Delegação
A expectativa do Grêmio por uma conquista de segundo título no Mundial de Clubes ficou ainda mais explícita na manhã desta quarta-feira. Embalada por uma grande festa de centenas de torcedores nos arredores do Aeroporto Internacional Salgado Filho, a delegação do Tricolor gaúcho embarcou para os Emirados Árabes. A torcida chegou com antecedência e se postou no Terminal 2 no Aeroporto, para esperar a passagem do ônibus do clube. Atendendo aos pedidos do próprio Grêmio, não foram acendidos sinalizadores. Cerca de uma hora depois, o veículo trazendo jogadores e a comissão técnica do Tricolor gaúcho passou pelo “corredor” formado por torcedores. Assim que o ônibus entrou no portão 8, os jogadores e o técnico Renato Gaúcho saudaram a torcida gremista. O Mundial de Clubes tem início nesta quarta-feira, com o embate entre Al-Jazira (EAU) e Auckland City (AUS), válido pelas quartas de final. O Grêmio entra em campo apenas na semifinal, no dia 12, e encara Pachuca-MEX ou Wydad Casablanca-MAR.

Divulgado
Nos últimos dias foi divulgado o contato do Cruzeiro pelo atacante Lucas Pratto. A Gazeta Esportiva apurou que, embora a diretoria celeste siga negando, ainda existe o sonho de contar com o jogador. Por outro lado, o Cruzeiro tem dificuldades financeiras para seguir com o volante Hudson em seu elenco. A Raposa segue negociando com o São Paulo por Hudson. O Tricolor deseja receber a totalidade da multa de 1,5 milhão de euros (R$5,6 milhões). Já o Cruzeiro tenta uma conversa para reduzir o valor. Há poucos dias a Raposa tentou reduzir o valor usando o lateral-esquerdo Edimar. No entanto, o São Paulo usou a cláusula contratual e garantiu a permanência do jogador. Agora o Cruzeiro tenta uma proposta envolvendo seus 25% do atacante Lucca – que interessa ao clube, mas ainda requer negociação entre os clubes paulistas.

Esquema
Hudson é considerado peça importante do esquema do técnico Mano Menezes para a Copa Libertadores de 2018. Assim como o treinador também quer um atacante de área, mas com velocidade e mobilidade e o nome ideal é Lucas Pratto. A conta, porém, não fecha. O Cruzeiro busca negociação para ter Hudson, pensando, inclusive, em compor os tratos com outros atletas. Por outro lado, com o sonho e uma proposta encaminhada direto para o atacante argentino que custou até agora 6 milhões de euros para o Tricolor. Vale destacar que o São Paulo ainda terá de pagar no início de 2018 mais 1,5 milhão de euros. De acordo com o contrato, em três anos o time paulista deverá comprar o restante do passe do atleta, dando um total de 12 milhões. O São Paulo não gostou nada do Cruzeiro conversar direto com os agentes do jogador. A diretoria paulista, inclusive, acusou o time mineiro de aliciamento e prometeu ir à FIFA. A situação foi resolvida nos bastidores.

Concorrer
Segundo colocado nas eleições de 2014, com 1.139 votos, José Carlos Peres decidiu voltar a concorrer ao posto de maior honra do Santos Futebol Clube no pleito que acontece neste sábado, a partir das 10h (de Brasília). Três anos após a derrota, o empresário se vê mais experiente e pronto para fazer uma reformulação completa no Peixe. Além disso, Peres também ganhou aliados de peso. Afinal, Orlando Rollo, que ficou em quarto na última eleição, com 855 votos, está como vice na chapa ‘Somos Todos Santos’. O jornalista e escritor Odir Cunha, que já apareceu como possível candidato no passado, também está com o grupo de oposição. Sem ‘prometer loucuras’, Peres, que foi o segundo entrevistado da série exclusiva da Gazeta Esportiva, planeja atrair 100 mil sócios em três anos, pretende mandar 50% dos jogos do Peixe em São Paulo e não descarta demolir a Vila Belmiro para construir uma arena no mesmo local, desde que consiga investidores. No pleito do próximo sábado, Peres irá concorrer com o atual presidente Modesto Roma Júnior, da ‘Santos Gigante’, Andres Rueda, da chapa ‘Santástica União’, e Nabil Khaznadar, do grupo ‘O Santos Que Queremos’.

Presença
O zagueiro Fabian Balbuena foi peça fundamental na campanha bem-sucedida do Corinthians em 2017. Titular nas campanhas que culminaram com os títulos paulista e brasileiro, o defensor de nacionalidade paraguaia preferiu não garantir presença no clube na próxima temporada. Balbuena tem contrato com o Corinthians até o final de 2018 e, por meio de seus representantes, já vem tratando com o clube sobre o futuro. Um dos convidados do Troféu Mesa Redonda, promovido pela TV Gazeta nesta terça-feira, ele foi evasivo ao comentar a situação. “Não posso falar que vou ficar, porque daí chega uma proposta e vou embora. Ficaria como mentiroso. Também tem o contrário: posso falar que vou embora, não chega nada e acabo ficando”, desconversou o zagueiro da seleção paraguaia, com o cuidado de sublinhar que está satisfeito no clube alvinegro.

Considero
“Meus empresários estão falando diretamente com o Corinthians, há conversas. O importante é que considero o Corinthians como minha casa, como sempre falei. Estou muito à vontade. Minha família está muito feliz aqui e é isso que importa”, disse Balbuena. Embora não tenha garantido a própria continuidade em 2018, o zagueiro falou sobre as perspectivas do Corinthians na próxima temporada. Na condição de defensor do título, o clube alvinegro, classificado à Copa Libertadores, disputa o Campeonato Paulista e o Brasileiro. “Vai ter que começar do zero, com muito trabalho e sacrifício”, projetou Balbuena. “Logicamente, sem trabalho, você não chega a lugar nenhum. A gente agora vai recarregar a bateria nas férias para poder começar 2018 com o pé direito”, completou o zagueiro.

Negativamente
A ida de Lucas Lima para o Palmeiras não repercutiu negativamente entre os jogadores do Santos. Embora tenha reforçado um rival para 2018, o meia conta com o apoio de seus ex-companheiros e até deixa saudade em alguns deles. “Vai fazer falta, é um grande jogador, mas acho que no grupo temos atletas com qualidade e que podem suprir a ausência dele”, ponderou o volante Matheus Jesus, presente na partida beneficente “Natal sem Fome”, promovida pelo ex-jogador Narciso, na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro. Companheiro do ex-camisa 10 do Peixe em 2017, o meio-campista preferiu não fazer apostas antes do próximo clássico com o Palmeiras, marcado para o dia 2 de fevereiro, no Palestra Itália, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Futebol
“Não fiz aposta, não (risos). Estamos falando de um grande jogador, mas agora está num time rival. Fora do campo é amigo de todo o elenco, tem um grande coração, desejo toda sorte do mundo para ele lá, são coisas do futebol”, resignou-se. Já o jovem atacante Arthur Gomes, que, ao contrário de Lucas Lima, dá seus primeiros passos no Santos, mantém o apoio ao meia, mas com ressalvas. “Ele desejou sorte para mim, falou que está na torcida. Falei para ele que também estou na torcida, menos contra o Santos (risos). Mas que Deus o abençoe lá e que ele seja feliz”, brincou o garoto de 19 anos. Lucas Lima chegou ao Santos em 2014. Desde então, disputou 202 partidas com a camisa alvinegra e marcou 19 gols. Nesse período, foi campeão paulista de 2015 e 2016, temporadas em que ainda foi vice da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, respectivamente.

Fechados
Esta semana, a Ponte Preta foi punida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com cinco partidas de portões fechados, quando atuar em sua casa, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O clube campineiro corria o risco de perder até 30 jogos de mando de campo. Além disso, o zagueiro Rodrigo também foi punido pelo Tribunal. O jogador levou um gancho de seis partidas, a punição máxima, devido à “dedada” no atacante Trellez do Vitória, na partida que decretou o rebaixamento da Macaca. Provavelmente, Rodrigo deixará a Ponte, pois não faz parte dos planos da diretoria na próxima temporada.

Paralisação
Por causa da paralisação da partida aos 39 minutos do segundo tempo, devido à invasão de campo dos torcedores, o placar do jogo corria o risco de ser alterado de 3 a 2 para 3 a 0 a favor do Vitória. O marcador acabou sendo mantido. Os representantes da Ponte Preta avaliaram o resultado como satisfatório: “Tínhamos que fazer uma comparação e ver como o STJD avalia essas punições. Dentre aquilo que a Ponte poderia ser penalizada, o resultado ficou mais próximo do que queríamos”, afirmou João Felipe Acioli, advogado do clube, que esteve acompanhado do diretor financeiro, Gustavo Vallio e Giuliano Guerreiro, diretor jurídico. Ainda cabe recurso na decisão tomada pelo Tribunal.

Premiação
O atacante Jô foi a grande estrela da premiação Bola de Prata, que elege os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro em cada posição do torneio. Além de assegurar o posto de centroavante na disputa, ele ainda foi eleito o melhor jogador do certame e dividiu com Henrique Dourado, do Fluminense, a artilharia da competição, ambos com 18 gols marcados na edição de 2017 da competição nacional. O goleador corintiano se mostrou muito emocionado com a conquista, a primeira vez em que ele discursou dessa maneira no seu ano de redenção. “É complicado porque eu tive uns anos difíceis, não vinha de momentos bons na minha carreira. Tenho que agradecer ao meu pai, minha família, meus companheiros”, discursou o atacante, enquanto tentava segurar as lágrimas por ser o Bola de Ouro. Além dele, o Alvinegro emplacou outros dois nomes na equipe, sem contar o técnico Fábio Carille, que recebeu a láurea Telê Santana.

Competição
Com a adição de Fagner e Balbuena, o Timão se igualou ao Grêmio, outro time que teve três atletas entre os melhores da competição. Santos, Coritiba, São Paulo, Cruzeiro e Palmeiras foram outros clubes a ter cada um, um representante. A seleção, formada por notas dadas durante toda a competição, ficou com Vanderlei; Fagner, Balbuena, Pedro Geromel e Thiago Carleto; Michel, Hernanes, Thiago Neves, Luan e Dudu; Jô. No futebol gaúcho desde 2014, Geromel chegou ao terceiro prêmio consecutivo. Hernanes, ganhador em 2007 e 2008, também chegou à terceira. Dudu, que levara em 2016, Luan, em 2015, e Thiago Neves, em 2007, foram levaram pela segunda vez. O meia Otero, do Atlético-MG, ainda recebeu a láurea por ter feito o gol mais bonito da competição ao encobrir o goleiro Wilson, do Coritiba, em chute do meio-campo, na 36ª rodada do torneio. “Fico muito feliz de ganhar um prêmio no futebol brasileiro, um venezuelano chegando a isso”, concluiu o armador.

Experiente
Levir Culpi já está empregado novamente. Após deixar o Santos no final de outubro, o experiente treinador de 64 anos foi anunciado como novo técnico do Gamba Osaka, clube japonês. Assim, o comandante volta a trabalhar na Ásia. Ele teve sua última passagem pelo continente em 2013, quando saiu do Cerezo Osaka, também do Japão. Desde 2014, ele retomou sua carreira no Brasil, passando por Atlético-MG, Fluminense e Santos. Em 2017, Levir comandou o Santos entre junho e outubro. Apesar de colocar o Peixe entre os primeiros no Campeonato Brasileiro, pesou contra Culpi a eliminação dentro de casa para o Barcelona-EQU, nas quartas da Libertadores. Na última temporada japonesa, o Gamba Osaka foi o décimo colocado, longe da disputa pelo título, mas também sem sofrer riscos de queda para a segunda divisão. O campeão nacional foi o Kawasaki Frontale.

Reforços
Um dos líderes do elenco do Corinthians, o zagueiro Balbuena admite a necessidade de o clube contratar reforços para a próxima temporada. O paraguaio lembrou da disputa da Libertadores para reforçar seu discurso. Até agora, o Timão já perdeu Guilherme Arana, vendido ao Sevilla (ESP), e Pablo, que não chegou a um acordo para permanecer. “Acho que é uma questão que a diretoria está vendo, de jogadores que vão sair e vir. Minha cabeça está em curtir as férias com a família, foi um campeonato muito longo, é muito corrido, passamos mais tempo nas concentrações do que em casa. Vou aproveitar esse momento e depois pensar no ano que vem. É normal jogadores saírem e virem. Temos de nos apresentar dia 3 de janeiro, com a bateria recarregada, para conseguir os objetivos” afirmou Balbuena, durante o prêmio Bola de Prata, da ESPN. “Lógico que quando sai jogador tem que recompor. Temos desafios ano que vem, tem ainda a Libertadores, e acho que temos que contratar e ter opções ao longo do ano. Sabemos que a temporada é longa, e minha opinião é essa: tem que contratar. A diretoria está cuidando disso” acrescentou o zagueiro.

Dedicação
Balbuena também falou como espera os possíveis reforços: com 100% de dedicação ao Corinthians. Apesar de ter perdido dois companheiros na zaga, o paraguaio quer “trabalho” para facilitar o entrosamento na próxima temporada. “Acho que quem vier tem que ter compromisso, para jogar no Corinthians tem que ter 100% de dedicação, não pode faltar vontade, tem que dar sempre o máximo. Vão ser companheiros novos, mas com o trabalho vamos nos entrosar. Não pensamos em nomes ou características, vamos trabalhar para nos entrosarmos o mais rápido possível em busca de um bom ano” analisou Balbuena. O zagueiro voltou a falar que está tranquilo em relação a sua renovação de contrato. O atual vínculo vai até o fim de 2018, mas a diretoria já ofereceu uma renovação por quatro anos. “Já tenho conversas com o Corinthians e com meus empresários para poder renovar. Desse lado eu fico muito tranquilo. Quando tem a vontade das duas partes, facilita tudo. Hoje é pensar em curtir as férias, meus agentes vão resolver essa questão. Agora é o momento de comemorar a boa temporada que tivemos” declarou.

Tropeços
Depois da vitória contra o Corinthians por 1 a 0, e com os tropeços de Coritiba e Vitória, o Sport se manteve na Série A do Campeonato Brasileiro. Porém, Daniel Paulista, que assumiu o clube no começo da temporada, e retomou o posto depois da demissão de Vanderlei Luxemburgo, voltará a exercer o posto de auxiliar-técnico do clube pernambucano. “Acabei de conversar com a direção do clube e a partir de agora o Sport não tem mais treinador. Devolvi o cargo à diretoria como foi combinado. Tenho a felicidade de ter tido mais uma oportunidade num momento tão difícil. Esse ano a dificuldade foi muito maior que no ano passado por vários problemas que existiam aqui dentro para buscar seu melhor futebol e conquistar as vitórias”, afirmou o técnico na entrevista coletiva depois da partida do último domingo. Agora como auxiliar do clube mais uma vez, Daniel Paulista vai ao Rio de Janeiro nesta semana para concluir mais uma etapa do curso de treinador da CBF, que deve ir até o fim da segunda quinzena de dezembro. Nesta última passagem, Daniel teve três vitórias, dois empates e quatro derrotas. Os triunfos diante do Bahia, Fluminense e Corinthians fizeram o time escapar do rebaixamento nas últimas rodadas.

Nacional
Esta semana, Otero recebeu o prêmio Bola de Prata promovido pelo canal ESPN Brasil, pelo gol mais bonito do Campeonato Brasileiro. O gol em questão é o que o jogador marcou com um chute do meio de campo, na partida contra o Coritiba, pela 36ª rodada da competição nacional. O venezuelano recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador Djalminha, que já atuou no Flamengo e Palmeiras. Na época, o ex-meia, assim como Otero, tinha como característica forte a qualidade no chute. Ao receber o troféu, Otero dedicou o prêmio ao seu país e à sua família. “Estou muito feliz, muito obrigado pelo prêmio. Dedico este prêmio para a Venezuela, em especial para minha família. Agradeço a Deus” declarou o jogador, em entrevista à ESPN. No último domingo, o meia foi fundamental na vitória do Atlético sobre o Grêmio, por 4 a 3. Otero marcou dois gols de falta. Vale ressaltar que o atleta marcou 17 vezes desde que chegou ao Atlético-MG, em 2016. Dessas bolas que balançaram as redes, sete foram de falta. Na Primeira Liga, o venezuelano chegou a fazer um gol olímpico contra o Paraná.

Descarta
O São Paulo descarta qualquer tipo de negociação de Lucas Pratto com o Cruzeiro. O clube tem a informação de que a Raposa fez uma proposta salarial direta ao centroavante e se irritou por não ter sido consultado. Na visão do Tricolor houve aliciamento ao centroavante, cujo contrato é válido até 2021. Por isso, o clube estuda ir à Fifa para denunciar o caso. Pratto foi o artilheiro do time na temporada, com 14 gols, e tem o perfil de liderança desejado por dirigentes para o elenco de 2018. O jogador ficou fora das últimas duas partidas do Brasileirão por conta de uma lesão na coxa direita. Ele também é o único centroavante do elenco atualmente. Gilberto, reserva imediato nesta temporada, optou por deixar o clube depois do Brasileirão para tentar atuar com mais frequência por outra equipe. Em fevereiro deste ano, o Atlético-MG vendeu 50% dos direitos de Lucas Pratto ao São Paulo por 6 milhões de euros. No acordo, ficou estipulado que o São Paulo tem metas a cumprir para adquirir o restante em até três anos. Em 2018, o Tricolor deve pagar mais 1,5 milhão de euros ao Galo. No fim do período, o argentino terá custado 12 milhões de euros. Além disso, se receber qualquer oferta acima desse valor, o São Paulo tem que passar 50% do lucro ao Atlético-MG.

Permanência
Um dos maiores responsáveis pela permanência do São Paulo na Série A do Campeonato Brasileiro, o meia Hernanes espera que o clube possa renascer em 2018. Depois de grandes atuações e de estar aliviado por ajudar o clube a evitar o inédito rebaixamento, o jogador ainda alimenta a esperança de ser chamado por Tite para disputar a Copa do Mundo da Rússia. “Acredito que ainda é possível, o grupo não está todo fechado. Vou me preparar desde as férias para voltar em alto nível. Duas ou três vagas ainda não estão definidas. Vou lutar pela chance” disse Hernanes, durante a entrega da Bola de Prata, da ESPN Brasil. O problema é que haverá apenas mais uma convocação antes da lista final para a Copa do Mundo. Em março, Tite vai chamar jogadores para amistosos diante de Rússia e Alemanha, nos dias 23 e 27 do mesmo mês, respectivamente. Para manter a esperança de ir ao Mundial, Hernanes terá que estar nessa convocação. O jogador voltou a falar sobre a expectativa por dias melhores no São Paulo. Com a manutenção da base e a chegada de reforços, ele acredita que o time poderá voltar a brigar por títulos.

Transição
“O São Paulo passa por um momento de transição. Espero que já tenha passado o pior ou que seja o início do fim. No passado recente, tivemos mudanças de técnicos, de jogadores, de diretoria. Ou seja, mudou tudo. Leva um tempo para que tudo se estabilize. Por isso que peço a manutenção da base para 2018. O nosso segundo turno no Brasileiro já foi muito bom e isso pode ser mantido na próxima temporada” afirmou o jogador, durante a entrega da Bola de Prata, da ESPN Brasil. Ele fez questão de agradecer ao torcedor são-paulino, que deu show nas arquibancadas e ajudou a equipe a não ser rebaixada. “O que eles fizeram foi inédito, extraordinário. Foi uma barragem de energia vinda das arquibancadas. Lembro quando eles nos acompanharam até o Pacaembu. A cada chegada no Morumbi era uma festa fantástica. Sem dúvida, nos ajudaram demais. Juntos, conseguimos evitar o pior. Mais uma vez, agradeço a manifestação e o amor do torcedor do São Paulo” disse. Um dos líderes do elenco, o camisa 15 também falou sobre Diego Lugano. Ele torce pela permanência do uruguaio no clube em 2018. “Conversamos pouco. Perguntei a ele o que faria no futuro, disse que estava indeciso, avaliando as situações. Se ele aceitar, será ótimo, é um cara bacana demais, profissional, diferenciado. Sem dúvida, ajudaria muito”.

Artilheiros
A CBF premiou na última segunda-feira os melhores do Brasileirão-2017. Um dos artilheiros da Série A, Jô, do campeão Corinthians, foi eleito o craque da competição, em cerimônia realizada na sede da entidade. Entre os 11 melhores do Brasileiro, o Corinthians teve, ao todo, quatro representantes, já que os laterais Fagner e Guilherme Arana, além do zagueiro Balbuena, foram premiados. Também campeão com o timão, o técnico Fábio Carille ganhou duplamente: foi escolhido o melhor técnico e o técnico revelação. “Muito feliz por tudo o que aconteceu. Foi inesperado. Tinha certeza que não ia ser ruim, mas não esperava títulos e prêmios. Mas esse elenco comprou a ideia. O entendimento grande entre comissão e técnico foi o segredo do sucesso dessa equipe” disse o treinador do Timão. Por falar em revelação, o meio-campista Arthur, do Grêmio, foi o jovem que mais chamou a atenção na competição e também foi premiado. Mas outro companheiro do time campeão da Libertadores também foi selecionado: o zagueiro Pedro Geromel.

Desempenhos
A campanha do Sport no Campeonato Brasileiro 2017 passou longe de ser das melhores. O time pernambucano não conseguiu repetir os bons desempenhos de temporadas anteriores e brigou contra o rebaixamento até a última rodada, quando escapou ao vencer o Corinthians por 1 a 0, na Ilha do Retiro. O zagueiro Henríquez reconheceu que a equipe ficou devendo na reta final da temporada, mas não considera o ano de todo ruim. “O Sport não teve uma boa sequência no segundo semestre, que refletiu muito a situação complicada que vivemos. Mas fomos campeões pernambucanos, fomos à final da Copa do Nordeste, fechamos o primeiro turno na 6ª posição e também batemos recorde na Sul-Americana. Precisamos aprender com nossos erros finais para fazer um 2018 melhor”, apontou.

Condições
“Meu balanço pessoal é bom e estou feliz e tranquilo porque tenho condições e posso ser titular. Agora é descansar um pouco e aproveitar com a família”, completou o colombiano, que passou a maior parte do ano como titular absoluto na defesa do Leão, ao lado do experiente Durval. No Brasileirão 2017, Henríquez disputou 23 partidas pelo Sport, todas como titular. Nos 2070 minutos em que esteve em campo, o zagueiro não chegou a fazer gols, recebeu sete cartões amarelos e não foi expulso nenhuma vez. O Rubro-negro terminou o campeonato na 15 posição, com 45 pontos ganhos.

Suspensão
A Fifa suspendeu a suspensão do atacante Paolo Guerrero por mais dez dias. Um dos advogados do atleta, Bichara Neto, informou que a entidade máxima do futebol pode anunciar a decisão sobre o caso do peruano até o fim desta semana. O camisa 9 está fora do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, entre Independiente x Flamengo, mas a presença dele não está totalmente descartada no segundo duelo da decisão, no dia 13, no Maracanã. Um exame antidoping realizado na partida entre Peru x Argentina, no dia 5 de outubro, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, acusou o uso de um estimulante por parte do peruano. A substância encontrada foi a benzoilecgonina, que é um metabólico da cocaína, mas que também pode ser encontrada no chá da folha de coca.

Otimistas
Paolo Guerrero e a sua defesa ficaram otimistas após a audiência no Tribunal Disciplinar da Fifa, em Zurique, na Suíça, realizada na última quinta-feira. Os advogados valorizaram o fato de que ficou provado diante da corte que, apesar da substância benzoilecgonina ter sido encontrada no organismo do jogador, não houve uso de cocaína. O arcabouço de provas contou, inclusive, com um exame do cabelo do atacante. A versão de Guerrero é que a ingestão se deu via um chá de coca, consumido antes do jogo contra a Argentina, pelas Eliminatórias. “A Fifa descartou o uso de cocaína. Isso não conta mais. Agora só falta a decisão” disse o atacante após a audiência na última semana.

Alimenta
O goleiro Vanderlei ainda alimenta esperanças de disputar a Copa do Mundo da Rússia pela Seleção Brasileira. Aos 33 anos, o camisa 1 do Santos almeja repetir as boas atuações de 2017 na próxima temporada para ser finalmente lembrado pelo técnico Tite. “O segredo para um goleiro é a regularidade e, graças a Deus, venho sendo regular. Tenho que fazer o melhor no clube, no dia a dia, e torcer para a convocação ocorrer”, conscientizou-se, durante entrevista coletiva, nesta segunda-feira, quando foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro pelo prêmio Bola de Prata. Em 2017, Vanderlei se destacou ao realizar grandes defesas de forma frequente, dando segurança à defesa santista, que foi a segunda menos vazada no Brasileirão, com 32 gols sofridos, apenas dois a mais que a do campeão Corinthians.

Preferência
Ainda assim, Tite teve preferência por nomes como Cássio, Ederson, Weverton e Diego Alves, além do titular Alisson, nas Eliminatórias para a Copa e nos amistosos da Seleção. Vanderlei, no entanto, segue acreditando que receberá uma chance do comandante do time canarinho. “Futebol é dinâmico, tem muito tempo para a Copa. Tenho que estar preparado para quando chamar”, disse o camisa 1, que garantiu não ter recebido propostas para deixar o Peixe no ano que vem. “Permaneço no Santos mesmo. Vou procurar fazer mais um grande ano em 2018”, garantiu. Como forma de preparação para a Copa, a Seleção Brasileira enfrentará Rússia e Alemanha em amistosos a serem disputados nos dias 23 e 27 de março, em Moscou e Berlim, respectivamente. A convocação de Tite será divulgada em maio e o Mundial acontecerá entre 14 de junho e 15 de julho.

Proposta
Após buscar o volante Arouca no Palmeiras, restando apenas detalhes para o anuncio oficial, o Atlético-MG agora concentra suas atenções em outra peça para o setor. O clube mineiro fez proposta para contar com Rithely em 2018. A Gazeta Esportiva apurou que o nome surgiu em uma reunião entre o novo diretor de futebol do clube, Alexandre Gallo e o técnico Oswaldo Oliveira. A principio, o dirigente passou o nome para o treinador alvinegro que agradou e pediu a contratação. O detalhe é que ambos ainda não estão “oficialmente” confirmados em seus cargos, dependendo da eleição presidencial, que será realizada no dia 11 de dezembro. O favorito, apoiado pela situação, Sérgio Sette Câmara, entretanto, se confirmar sua vitória, terá os profissionais ao seu lado.

Aprovação
Após a aprovação de Oswaldo, o Atlético foi ao mercado. Buscou contato com o Sport e encaminhou uma proposta de 1,5 milhão de euros (R$ 5,75 milhões) para ficar com 50% dos direitos do atleta. O Sport, por outro lado, quer um pouco mais por seu atleta. O clube pernambucano pediu 2 milhões de euros (R$ 7,66 milhões). O Galo quer manter a proposta inicial. A reportagem apurou ainda que a permanência do Sport na série A e a ausência atleticana na próxima Copa Libertadores são fatores que fazem diferença na negociação. Vale lembrar que o Atlético ainda pode alcançar a vaga na pré-Libertadores, caso o Flamengo conquiste a Copa Sul-Americana. Além do Atlético, Corinthians, Palmeiras e Internacional sondaram o jogador. A favor do Galo, entretanto, está o desejo do jogador que quer novamente trabalhar com o técnico Oswaldo Oliveira.

Sinalizadores
O título brasileiro rendeu alegrias ao Corinthians, mas não foram só coisas boas que chegaram ao clube na noite de 15 de novembro, no dia em que o Timão venceu o Fluminense por 3 a 1 e confirmou a conquista. Por conta do uso de sinalizadores após o último gol da equipe, de Jadson, que aumentou a vantagem e praticamente selou o destino do jogo, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou e condenou o Corinthians, nesta segunda-feira. Os paulistas foram punidos com perda de um mando e multa de R$ 50 mil. Há possibilidade de recurso. A Procuradoria do STJD enquadrou o Corinthians no artigo 213, inciso I, parágrafo 1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que cita “não prevenir e reprimir desordem em sua praça de desporto”.

Embasou
O uso de sinalizadores não foi inédito no estádio de Itaquera, e isso embasou o voto da relatora do processo, Auditora Michelle Ramalho, que citou reincidência do clube de Parque São Jorge. A punição, a ser cumprida em 2018, já que as competições nacionais se encerraram no ano com o fim do Campeonato Brasileiro no último domingo, é válida apenas para competições da CBF. Assim, para o Paulista, o time está liberado de qualquer punição. Como só entra na Copa do Brasil nas oitavas de final, que estão previstas para começarem em 25 de abril, a tendência é de que, caso a decisão não seja revertida, o Timão cumpra a pena em seu primeiro duelo como mandante no Campeonato Brasileiro, que se inicia em 15 de abril em 2018.

Recurso
O Supremo Tribunal Federal decidiu, mais uma vez, contra o recurso do Flamengo pela divisão do título brasileiro de 1987. Em audiência na tarde da última terça-feira, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal rejeitou os embargos de declaração do clube carioca, que pedia a revisão da sentença anterior. Em abril, o STF indeferiu agravo regimental extraordinário do Flamengo. Com isso, o Sport segue como único campeão brasileiro no ano de 1987. O departamento jurídico do Flamengo ainda estuda que medida pode tomar depois de mais uma negativa. O clube vai esperar a publicação do acórdão para avaliar o caso. Em março do ano passado, o ministro Marco Aurélio de Mello, que é flamenguista declarado, negou outro recurso do Flamengo contra a decisão do Superior Tribunal de Justiça que mantinha o Sport como único campeão de 1987.

Reconhecimento
O caso tem origem na ação do Sport, de 1988, contra a CBF e a União pelo reconhecimento da validade do regulamento inicial do Campeonato Brasileiro de 1987. O juízo da 10ª Vara Federal de Pernambuco aceitou o pedido e o trânsito em julgado ocorreu em 1999. O Flamengo busca ser considerado oficialmente campeão brasileiro de 1987 – ao lado do Sport – há muito anos. O time pernambucano, por sua vez, quer continuar sendo reconhecido como único campeão daquele ano, como estabeleceu uma decisão da Justiça em 1994, diante da antiga ação do Sport que teve sentença final, transitada em julgado (que não pode ser modificada), em 2001. O caso foi parar novamente dos tribunais porque a CBF publicou uma resolução em 2011 reconhecendo o Flamengo como também campeão. A entidade havia passado anos sem fazer o reconhecimento – tendo ignorado o pleito mesmo quando reconheceu títulos pretéritos de outros times como Palmeiras, Fluminense, Botafogo e Santos. Após essa decisão, no entanto, a equipe pernambucana entrou com uma ação no Tribunal Regional Federal (PE) pedindo que a decisão da CBF fosse invalidada, o que aconteceu. Daí o recurso do Flamengo.

Comissão
Na tarde da última terça-feira, o Palmeiras anunciou em seu site oficial que decidiu pela não manutenção de Alberto Valentim em sua comissão técnica permanente, após ter feito proposta para o auxiliar continuar no clube mesmo com a chegada de Roger Machado. A informação é divulgada no dia seguinte a uma reunião em que as partes trataram da continuidade do trabalho de Valentim no Verdão. O ex-assistente técnico ficou de dar uma resposta se aceitava ou não permanecer com o time, porém a diretoria palmeirense não esperou e tomou a decisão de demitir o funcionário. Alberto nunca negou a vontade de seguir sua carreira como treinador e havia recebido sondagens para comandar outras equipes do futebol brasileiro, embora tenha dito também que adorava o dia a dia no Alviverde.

Rebaixada
A Ponte Preta acabou rebaixada no Campeonato Brasileiro e começa a planejar 2018, ano em que os campineiros tentarão rapidamente voltar à elite do futebol nacional, além da disputa do Paulista e da Copa do Brasil. O clube anunciou esta semana que a reapresentação do elenco está marcada para o dia 2 de janeiro, primeira terça-feira do ano. Também foram confirmados alguns dos nomes que seguirão fazendo parte do grupo. Os goleiros Aranha e Ivan, o lateral Jeferson, o zagueiro Luan Peres, os meio-campistas Danilo e Léo Artur, o volante João Vitor e os atacantes Claudinho, Saraiva e Luís Alí serão mantidos como atletas da Macaca.

Cotado
Naldo, volante titular em boa parte dos jogos do Brasileiro, também é cotado para permanecer, mas a Ponte afirmou que ainda negocia, assim como nos casos de Fernandinho, Rodrigo, Formiga e Mendoza. Por outro lado, o time do Moisés Lucarelli também fará limpa em seu elenco. Diversos atletas em fim de contrato não terão o vínculo renovado. São os casos de João Carlos, Nino Paraíba, Marllon, Yago, Elton, Jadson, Artur, Fábio Ferreira, Wendel, Fernando Bob, Jean Patrick, Renato Cajá, Emerson Sheik, Léo Gamalho, Maranhão e Lucca. A estreia oficial da Macaca no ano será em 17 de janeiro, contra o Corinthians, pelo Paulista. O clube tenta repetir o bom desempenho de 2017, quando foi vice-campeão estadual, perdendo a decisão justamente para o Timão.

Coletiva
O atual presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, afirmou que não haverá a troca entre o atacante Lucca com o lateral-esquerdo do São Paulo, Júnior Tavares. Durante a coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, o dirigente deixou bem claro que o atleta que estava emprestado na Ponte Preta ainda terá seu futuro discutido pela diretoria para saber se ele sera utilizado pelo técnico Fábio Carille em 2018. “Não tem troca nenhuma envolvendo, não conversei com o Leco (presidente do São Paulo), o Lucca volta para o Corinthians e vamos ver o que faremos”, afirmou o presidente do clube paulista. Os boatos de que os dois rivais estariam pensando em realizar a troca começou há algumas semanas, porém a tendência é que a negociação realmente não aconteça nesta próxima janela de transferências. Roberto de Andrade também ressaltou que falar sobre a próxima gestão do Corinthians cabe ao novo presidente, e assim, planejar os novos reforços da equipe. “O ano que vem não pertence a mim. O próximo presidente que virá vai decidir o rumo a ser tomado. A gente vai montar um time forte. Se pudermos montar um time forte gastando menos, é o que vamos fazer”.

Atualmente
Por fim, o dirigente ressaltou que o atacante Júnior Dutra, atualmente no Avaí e que seria um dos possíveis reforços do Timão para a próxima temporada, não deve ser atleta do clube em 2018.Com isso, a primeira aquisição do atual campeão brasileiro deve ser o volante Renê Júnior, que não permanecerá no Bahia e é um dos nomes mais esperados pelo treinador Fábio Carille. O volante foi um dos destaques do clube e está muito perto de assinar com o clube alvinegro. Neste ano, o Corinthians surpreendeu muita gente logo no início da temporada ao conquistar o Campeonato Paulista. Depois das eliminações na Copa do Brasil e a na Sul-Americana, o clube paulista fez o melhor primeiro turno da história do Campeonato Brasileiro e conquistou o sétimo Brasileirão da sua história.

Planejamento
O planejamento do Fluminense para a próxima temporada passa obrigatoriamente pela permanência ou não do técnico Abel Braga. O treinador vai se reunir ao longo da semana com o presidente Pedro Abad no sentido de discutir a possibilidade de cumprir seu contrato até o fim. O vínculo com o Tricolor é até o fim de 2018, mas a multa rescisória, de R$ 700 mil, é considerada baixa no atual mercado. O presidente do Tricolor esteve no prêmio dos melhores do Campeonato Brasileiro e comentou a situação. “Existe uma confiança muito grande da minha parte, pois o Abel tem grande identificação com o Fluminense e é querido por todos nas Laranjeiras. Todos querem muito que ele fique. Sabemos que dois mil e dezessete não foi fácil por conta dos aspectos financeiros. Mas estamos projetando um dois mil e dezoito melhor”, disse Abad. O treinador vinha despertando o interesse de grandes clubes do futebol brasileiro, como Palmeiras e Internacional.

Interesses
Os dois, porém, já definiram seus técnicos para a próxima temporada. Restou então o Santos como outra opção, mas as eleições presidenciais na Vila Belmiro acontecem apenas no fim de semana. Apesar desses interesses, não é o assédio de poucos clubes que está fazendo Abel deixar o futuro em aberto. Até porque ele é conhecido por cumprir seus contratos. O que pesa neste sentido é que o treinador teve um ano complicado, com a perda de seu filho em julho e está repensando permanecer ou não no Rio de Janeiro. Nos bastidores das Laranjeiras, porém, há membros da diretoria que já bancam que ele ficará no Tricolor. Até o fim da semana Abel deve se posicionar e o Fluminense vai começar o planejamento para a próxima temporada. A reapresentação do elenco será no dia 3 de janeiro, quando começa a preparação para o Campeonato Carioca e para a Copa do Brasil. A ideia da diretoria é ter parte do plantel fechada nesta data para que o trabalho não comece a ficar comprometido. Algumas saídas devem acontecer por conta da valorização de peças no mercado, como o meia Gustavo Scarpa e o atacante Henrique Dourado, que foi um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro. As categorias de base também continuarão a ser bem valorizadas.

Necessário
A diretoria do Vasco já pensa no planejamento da próxima temporada e com a classificação para a Copa Libertadores é preciso investir. Para isso, também se faz necessário abrir uma brecha na folha salarial com a saída de atletas que não estão mais nos planos da comissão técnica. A barca de dezembro promete sair cheia de São Januário. Os nomes, porém, são mantidos em sigilo, embora alguns atletas já tenham até se despedido. O primeiro a sair, já na semana passada, foi o zagueiro Lucas Rocha. O jogador, que teve poucas oportunidades em 2017, vai disputar o próximo Campeonato Carioca pelo Boavista a fim de ganhar visibilidade. Quem parece não estar tão preocupado com visibilidade e disposto a encarar novos desafios é o goleiro Jordi. O jogador, de 24 anos, foi emprestado ao Tractor Sazi, do Irã. O jogador viaja nesta quinta-feira para a realização de exames médicos e assinatura de contrato, que será de seis meses com possibilidade de renovação por igual período.

Orçamento
Sem a vaga na Copa Libertadores o Botafogo terá um orçamento menor para a próxima temporada e a ordem é apostar em jogadores que estão se destacando em clubes de menor investimento e principalmente valorizar as categorias de base. Atletas de maior nome vão chegar, porém, serão contratações mais pontuais, já que a prioridade é manter o elenco, principalmente a espinha dorsal. Nas conversas com os dirigentes, o técnico Jair Ventura destacou pela importância de manter uma espinha dorsal com nomes como os goleiros Jéfferson e Gatito Fernández, o zagueiro Joel Carli, os volantes Aírton, se recuperando de lesão, e Bruno Silva. Um nome de referência está sendo procurado para o ataque e Rafael Moura é o mais cotado. O jogador, porém, ainda negocia a permanência no Atlético-MG. Os jogadores do Botafogo entraram de férias na segunda-feira. O elenco se reapresenta no dia 3 de janeiro, quando começa a preparação para o Campeonato Carioca e para a Copa do Brasil. A ideia da diretoria é ter a maior parte do plantel fechada para esta data.

(*) Wilson Barbosa é jornalista e cronista esportivo. Email: www.wilsonbarbosatreze@gmail.com

Deixe uma resposta