Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Colunistas | Wilson Barbosa | Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

Panorama Esportivo – por Wilson Barbosa

Homenagem

Chamado de ‘Jogo da Amizade’, amistoso Brasil x Colômbia teve homenagens aos sobreviventes da tragédia com a Chapecoense e também ao povo colombiano – Foto: Getty Images

Emoção à parte, pela homenagem às vítimas do acidente com o voo da Chape, em 29 de novembro, o amistoso da noite de quarta (25) entre Brasil e Colômbia rendeu ao clube catarinense em torno de R$ 5 milhões. Isso porque a TV Globo, em parceria com 13 dos seus patrocinadores, abriu mão do dinheiro pela transmissão da partida, em torno de R$ 3,8 milhões, quantia destinada à Chape. Como a renda, na bilheteria, passou de R$ 1,2 milhão e seria toda revertida para o clube, restaria ainda o arrecadado com os ingressos solidários – uma ideia da CBF de vender bilhetes virtuais para quem quisesse ajudar a família das vítimas do desastre sem ir ao Engenhão, no Rio. O acréscimo, na soma geral, em razão dessa iniciativa não alteraria muito os números finais. A Chapecoense vai dividir todos esses valores entre os familiares das vítimas do acidente que tinham relação direta com o clube – atletas, integrantes da comissão técnica e dirigentes. Sua diretoria tem promovido reuniões sistemáticas com parentes dos que morreram na queda do avião para discutir a melhor maneira de atender cada demanda – divisão dos valores de eventos beneficentes, salários e premiações pendentes e indenizações.
Empresário
O vice-presidente de futebol do Flamengo, Flávio Godinho, foi preso na manhã desta quinta-feira na Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, um desdobramento na Lava Jato. Ex-braço direito do empresário Eike Batista, Godinho foi acusado de envolvimento com lavagem de dinheiro e ocultação no exterior de cerca de 100 milhões de dólares (aproximadamente R$ 317 milhões). As investigações da Calicute miram o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, já preso na penitenciária de Bangu. Godinho é acusado de ser um dos operadores do esquema de lavagem e ocultação das propinas recolhidas das empreiteiras que realizavam obras no estado governado por Cabral. Na operação, a Polícia Federal emitiu nove mandados de prisão, quatro de condução coercitiva e 22 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro. Enquanto o vice do Flamengo já foi preso, Batista foi considerado “foragido da justiça”, já que não foi encontrado em seu apartamento. Seu advogado afirmou que o empresário está viajando fora do país. A diretoria do Flamengo ainda não se pronunciou sobre a prisão de seu vice-presidente, um dos homens fortes dentro da equipe Rubro Negra e de boa relação com a torcida.

Promessas
Duas das maiores promessas do elenco do Corinthians campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o zagueiro Vinícius Dell’Amore e o atacante Pedrinho tranquilizaram a torcida corintiana a respeito do futuro deles como jogadores. Mesmo sondados por equipes europeias, os dois deixaram claro que veem o Alvinegro como objetivo principal em um futuro próximo. “Eu fico muito feliz de ter grandes clubes olhando para mim, para o meu futebol, isso mostra que a gente está fazendo as coisas da forma correta. Mas o meu momento é aqui, é jogar no Corinthians, é subir para o profissional, tentar buscar o meu espaço. Quero ser campeão com o Corinthians, fazer gols, virar ídolo. É nisso que eu estou pensando”, afirmou Pedrinho, que terminou o torneio com seis gols e seis assistências. Dono de grande destaque nas fases anteriores, principalmente nas partidas contra Internacional e Flamengo, times com a segunda e a terceira melhor campanha do torneio à época, respectivamente, o jovem chamou a atenção do Atlético de Madrid. O time espanhol chegou a sondar o Alvinegro para pegar mais informações sobre Pedrinho, mas não formulou qualquer proposta oficial.

Disposição
Por ainda ter 18 anos e não ter nem atuado pela equipe profissional, o garoto é visto apenas como um prospecto para o futuro no momento. Resta saber, porém, se ele conseguirá espaço em meio à fartura de opções para pontas à disposição do técnico Fábio Carille, que só poderá inscrever 28 atletas no Campeonato Paulista. Já Dell’Amore, que “estoura” os 20 anos nesta temporada, não tem mais a opção de seguir nas categorias de base. Dono de vínculo até dezembro deste ano (o de Pedrinho vai até o final de 2018), ele chamou a atenção da Lazio pela boa colocação e o fato de poder tirar cidadania italiana. Tranquilo, o xerife corintiano disse ter outros planos no momento. “Eu quero agora é curtir esse título, foi complicado chegar até aqui, perdemos no ano passado. Eu fiquei bem por fora durante a competição. Não só por fora dessas coisas, mas do mundo de uma forma geral. Estava totalmente focado em ganhar o título. Agora vou desfrutar, pensar em jogar no profissional, talvez curtir umas férias que venham por aí”, comentou o defensor.

Convocação
Em setembro de 2008, a Seleção Brasileira empatou com a Bolívia por 0 a 0 no no estádio Nilton Santos, em duelo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Naquele jogo, Diego e Robinho pertenciam ao grupo canarinho. Desde então, a dupla nunca mais havia compartilhado da mesma convocação até o duelo desta quarta-feira, quase sete anos depois, quando ambos estiveram à disposição de Tite para o Jogo da Amizade, entre Brasil e Colômbia. É bem verdade que o treinador brasileiro não chamou nenhum jogador que atua no exterior o amistoso foi marcado como mais uma forma de homenagear e ajudar os envolvidos direta e indiretamente do acidente com o avião da Chapecoense. Mas, nada disso evitou a empolgação dos ex-santistas, que já falam em disputar a Copa do Mundo da Rússia, ano que vem. “Olha, eu nunca fui campeão do mundo. Claro que a Seleção está muito bem, mas vou sempre trabalhar para chegar à Seleção”, avisou Robinho. “O objetivo é esse (voltar à Seleção). Trabalhar para que aconteça novamente. Jogar uma Copa do Mundo é um sonho. Vamos trabalhar”, completou Diego.

Copinha
Não tem jeito. A Copa São Paulo de Futebol Júnior é “fechamento” do Corinthians. Em sua 18ª final em 48 edições disputadas até este ano, o sub-20 do Timão conquistou o décimo título ao derrotar o Batatais por 2 a 1, com gols de Carlinhos e Marquinhos – Douglas Pote descontou para o time do interior, que endureceu o jogo, mas não saiu com a taça do Pacaembu. Copinha? O Timão te ama. Copa São Paulo e Corinthians têm tudo a ver, mas isso não significa que a final tenha sido fácil. Pelo contrário. O Batatais segurou muito bem a força ofensiva do time cuja torcida dominou o Pacaembu. E olha que não faltou chance… Marquinhos após cruzamento rasteiro de Carlinhos, Fabricio Oya em batida de falta e também após passe de Pedrinho (com defesaça de Gerson), Thiago em cabeceio na trave, Mantuan em chute de fora da área. Foram muitas as oportunidades. Nenhuma aproveitada no primeiro tempo. O Batatais teve só uma chance clara na etapa inicial, com finalização de Thales por cima da trave de Filipe, que ainda fez algumas boas defesas. A real é que o Batatais marcou bem, congestionou o meio com uma marcação quase individual, mas não tinha escape pelos lados e mostrou que o empate era bom negócio.

Defendendo
A lógica do segundo tempo seguiu a do primeiro, mas um ingrediente complementar foi adicionado: o nervosismo. O Corinthians seguiu criando chances e o Batatais seguiu defendendo bem. Rolou até um gol anulado de Marquinhos após Carlinhos receber de Pedrinho em posição irregular. Gerson também fez uma boa defesa. E foi o mais perseguido pela torcida, com os lamentáveis gritos de “bicha”. A torcida estava impaciente, querendo gol, e o time também. Tanto é que o número de jogadas criadas foi menor por conta do nervosismo. Como estamos falando de garotos em processo de formação, nada a reclamar. Tudo normal, segue o jogo. Nessa idade as coisas são tão rápidas que num intervalo de três minutos, já perto do fim, o Corinthians resolveu a história. Aos 39, Pedrinho fez boa jogada e rolou para Marquinhos, que fez o cruzamento e viu Carlinhos cabecear com precisão. Logo aos 42, Carlinhos retribuiu o gesto e deixou Marquinhos livre para marcar. Antes nervosa, a torcida corintiana tirou o “É campeão!” da garganta. Douglas Pote até marcou um golaço de honra para o Batatais, mas não teve jeito. Deu onda. Para o Timão.

Melhores
O atacante do Corinthians, Pedrinho, e o goleiro do Batatais, Gerson, foram eleitos pela Federação Paulista de Futebol (FPF) os melhores jogadores da Copa São Paulo Futebol Júnior de 2017. O anúncio feito minutos depois da decisão entre os dois clubes, na tarde desta quarta-feira, no estádio do Pacaembu, enquanto era entregue o troféu de campeão da competição para o Alvinegro, vencedor da partida por 2 a 1. De acordo com a entidade, uma votação promovida pela sua página oficial no Facebook terminou empatada entre as duas revelações, ambas premiadas com um televisor de uma patrocinadora. Foi a primeira vez que a organizadora da Copinha promoveu tal disputa, que reuniu apenas nomes das equipes finalistas do torneio. Os votos foram computados até uma hora antes do início da final.

Profissional
Dono de seis gols e seis assistências no torneio, Pedrinho foi o jogador mais regular do Corinthians no torneio, fazendo gols importantes contra Flamengo e Internacional. Dono de chute forte com sua perna esquerda, ele é cotado para subir ao elenco profissional, sob o comando do técnico Fábio Carille, mas teria de buscar um espaço em meio aos 39 jogadores hoje à disposição do treinador. Já o arqueiro Gerson se destacou após pegar três pênaltis nas quartas de final contra o Botafogo, dedicando o feito à sua irmã, que faleceu há dois anos. Reconhecidamente fora de forma, ele admitiu que pensou em parar de jogar futebol, mas resolveu jogar a Copinha de última hora. Depois de sofrer uma goleada na semifinal para o Paulista de Jundiaí, por 5 a 1, foi premiado com a chance de jogar a decisão após a eliminação do Galo da Japi por escalação de um jogador irregular.

Derrotado
Em jogo antecipado da segunda rodada do Campeonato Carioca, o Botafogo foi derrotado pelo Madureira por 2 a 0, na estreia das duas equipes na competição. A partida foi disputada na tarde desta quarta-feira, em Moça Bonita e o resultado fez a equipe de Conselheiro Galvão conquistar os primeiros três pontos na competição. Os gols foram marcados por Souza e Geovane Maranhão, ambos no segundo tempo. O Botafogo, que precisou antecipar o confronto em função dos compromissos na Libertadores, promoveu a estreia oficial de Montillo e Roger, mas acabou decepcionando a sua torcida que enfrentou o forte calor de Bangu para prestigiar a equipe de General Severiano. O time alvinegro cometeu muitos erros de finalização e enfrentou um adversário bem armado. O time dirigido por PC Gusmão soube aproveitar os espaços para construir sua primeira vitória no campeonato. O Botafogo volta a jogar pelo Campeonato Carioca neste sábado, diante do Nova Iguaçu, no Engenhão. O Madureira vai encarar o Macaé, no Eduardo Guinle.

Desfalques
O Flamengo se prepara para a estreia no Campeonato Carioca, neste sábado, contra o Boavista, em Natal. Nesta quarta-feira, os Rubro-Negros realizaram um jogo-treino contra o Serra Macaense e acabaram derrotados por 2 a 1, no CT do clube. Com muitos desfalques, o técnico Zé Ricardo viu o volante Rômulo trabalhar com o restante do elenco. Sem o goleiro Alex Muralha, o lateral esquerdo Jorge, o volante William Arão e o meia Diego, que estão na Seleção Brasileira, o Flamengo iniciou o jogo-treino com a seguinte formação: Thiago, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Rômulo, Mancuello, Adryan e Éverton; Guerrero. Com esta formação, o Flamengo terminou o primeiro tempo do jogo-treino na frente após gol de Márcio Araújo. Os flamenguistas miram o início do Carioca, mas estão com a cabeça na Libertadores. O Flamengo sofre com a pressão da torcida por não ter conquistado títulos na temporada passada.

Clássico
O Vasco trabalha visando a estreia no Campeonato Carioca, neste domingo, no clássico contra o Fluminense, no Engenhão. No entanto, o técnico Cristóvão Borges já tem problemas para escalar a equipe. O meia Wagner está fora da partida e o atacante Muriqui ainda é dúvida. Recém-contratado, o meia Wagner não foi regularizado a tempo e está vetado para o clássico contra seu ex-clube. O jogador chegou ao clube no fim da pré-temporada e ainda não tem previsão para estrear com a camisa cruzmaltina. Já o atacante Muriqui, outro jogador contratado para esta temporada, faz trabalho de recondicionamento físico no Caprres (Centro Avançado de Prevenção Reabilitação e Rendimento Esportivo), em São Januário. O jogador ainda não foi liberado para voltar aos treinos com o restante do elenco e dificilmente vai encarar o Fluminense. Além deles, Cristóvão Borges não conta com o volante Douglas, que está com a Seleção Brasileira na disputa do Sul-Americano Sub-20. O comandante cruzmaltino tem adotado o mistério desde o início da pré-temporada. Cristóvão Borges não liberou a imprensa para acompanhar os treinos da equipe. No entanto, os torcedores já tiveram a oportunidade de ver o Vasco por três vezes em campo neste ano. Os cariocas venceram Barcelona-EQU e River Plate-ARG e foram derrotados pelo Corinthians na Copa Flórida.

Volante
Após a contusão do volante Lucas Cândido, que lesionou o joelho esquerdo e ficará fora por um longo período precisando, inclusive, passar por procedimento cirúrgico, o técnico do Galo, Roger Machado, destacou a carência atleticana no setor. O treinador, porém, confia na diretoria e espera um nome em breve. “Eu não gostaria de falar em nomes. Há muita especulação em torno disso, muita notícia que reflete um fundo de verdade, uma conversa inicial”, destacou sobre o caso Elias. “Por vezes, no futebol, as coisas se decidem nos detalhes. A gente sabe que o Maluf e o presidente estão se esforçando muito para agregar qualidade ao nosso elenco. Hoje tivemos a notícia do Lucas Cândido. Temos a necessidade urgente de um jogador da posição”, acrescentou. Roger armou seu meio campo defensivo com Rafael Carioca e atletas da base que subiram para o profissional recentemente. Além disso, o treinador utilizou a situação de colocar Luan para cumprir funções de volante em campo. Ele, entretanto, destaca que um novo jogador deve ser contratado. “Que seja um bom jogador (risos). Tenho certeza que vão nos dar a notícia em breve da contração de um jogador importante para a posição”, finalizou. O Galo estreia no Campeonato Mineiro no próximo sábado, às 17h (de Brasília), no Independência, contra o América de Teófilo Otoni.

Reforços
O Grêmio segue com a preparação para a temporada de 2017. Nesta quarta-feira, a equipe se reuniu no CT Luiz Carvalho para realizar mais um treino antes do Campeonato Gaúcho. Ao final das atividades, o meia Douglas concedeu entrevista coletiva e tratou, basicamente, de um assunto: reforços. O jogador pede à diretoria que ajude a trazer novas peças ao elenco, antes que as competições comecem. O Tricolor não apenas contratou pouco, como também perdeu alguns jogadores importantes. Quem, provavelmente, sairá logo menos será o zagueiro Pedro Geromel, que anunciou já ter recebido propostas de outros clubes. O camisa 10 do clube gaúcho já está sentindo o possível desfalque do colega. “Perder o Geromel vai ser muito ruim. Um excelente jogador, um dos melhores do país. Ficamos preocupados sim. Em questão de contratação, precisamos realmente. Porque temos competições longas e a gente espera que a diretoria possa trazer reforço para nos ajudar”, disse. Diante disso, Douglas cita diretamente a diretoria e pede por reforços. “Não tem como um time titular jogar todas as partidas. Pode ser um garoto ou um experiente. Impossível jogar todos os jogos. Conversando com o pessoal da comissão, a gente vai conseguir dividir bem isso (…) Precisamos de reforços e, sabendo do calendário desse ano, acaba conversando. Se tratando de campeonatos longos, com cartões, lesões… se tiver um elenco menor, num campeonato longo, não chega a lugar nenhum”, ressaltou.

Treinamento
O São Paulo está de volta à sua casa. No dia em que completou 87 anos de história, o Tricolor fez nesta quarta-feira seu primeiro treinamento no CT da Barra Funda após realizar pré-temporada nos Estados Unidos, onde foi campeão da Copa da Flórida. Na atividade, o técnico Rogério Ceni promoveu um trabalho técnico e dividiu o elenco em duas equipes, que se enfrentaram em campo reduzido com quatro gols, um em cada extremidade. Nas metas, atuaram Denis, Sidão e Thiago Couto, além do preparador de goleiros Octávio Ohl, que completou o treino. O maior destaque desta parte atividade foi o atacante Cueva, que anotou dois gols. Wellington Nem, Buffarini, Luiz Araújo, Wesley, Bruno e Neilton também marcaram. Em seguida, Rogério Ceni promoveu um trabalho específico de cruzamentos na área: Wesley e Neilton de um lado, e Wellington Nem e Luiz Araujo de outro foram encarregados das bolas na área, enquanto Chávez e Gilberto tentavam finalizar. A dupla, porém, sofreu com fraco desempenho e foi bastante cobrada pelo treinador. O São Paulo estreia no Campeonato Paulista no dia cinco de fevereiro, contra o Osasco Audax, finalista do Estadual no ano passado, às 17h (de Brasília), na Arena Barueri. Já na quinta-feira, dia nove, o Tricolor fará seu primeiro jogo pela Copa do Brasil, contra o Moto Clube-MA.

Retomada
Brendon Matheus Lima dos Santos, o “gato” da Copinha, terá um importante aliado na busca pela reconstrução da carreira e, principalmente, da vida: Vampeta. O ex-volante do Corinthians e agora presidente do Audax, time que disputa a elite do Campeonato Paulista, quer ajudar o atleta na retomada de sua carreira. Ao GloboEsporte.com, Vampeta confirmou que dará emprego e auxílio jurídico ao jogador. “Eu não consegui falar diretamente com ele. Conversei com o Alberto, que cuida da carreira do garoto, e ofereci ajuda. Nosso departamento jurídico está à disposição e quero oferecer um contrato. Ele não matou ninguém, não cometeu nenhum crime hediondo. Merece uma chance para seguir a carreira” conta Vampeta. Heltton, que seria o nome verdadeiro de Brendon segue desaparecido. O zagueiro não dá notícias para o Paulista, que anunciou que irá dispensá-lo, nem para o seu empresário, o ex-atacante Alberto. O agente do jogador admite a possibilidade de levar o jogador para Osasco, mas ainda prioriza a localização do garoto, que há três dias não se comunica com ninguém do seu staff.

Incentivo
“O Vampeta demonstrou ser uma pessoa incrível com esse gesto, além de um grande amigo. Nos interessa muito poder ter esse apoio, que serve como incentivo para ele não seguir outro caminho, já que deve ser punido e ficar parado por um bom tempo. Vamos estudar isso da melhor forma possível, mas primeiro precisamos achar ele” revela Alberto. Mesmo sem conseguir contato direto, Alberto se diz tranquilo quanto a situação de Heltton. Segundo ele, o pai sabe o paradeiro do jogador e estuda o melhor momento de se apresentar até a Polícia para prestar depoimento e esclarecer toda a polêmica. “Conversei com o pai dele e pelo jeito ele sabe onde o menino está. Já têm advogado e estão vendo a melhor forma de se apresentar para a Polícia. Só quero que ele apareça e se explique, porque um time todo e uma cidade sofrem com tudo isso. Minha vida está um inferno e quero seguir minha vida” desabafa o ex-jogador.

Hexagonal
Com a classificação ao Hexagonal Final conquistada de forma antecipada, a Seleção Brasileira se deu ao luxo de entrar em campo na noite desta terça-feira com um time misto para encarar a Colômbia pela 4ª rodada da primeira fase do Sul-Americano sub-20. O resultado foi um jogo preguiçoso, de raras oportunidades e gol, mas que aos 41 do segundo tempo viu uma bola na rede. Em lance confuso do goleiro Cleiton, Valencia garantiu o 1 a 0 no placar e colocou os colombianos de volta à briga por uma vaga na próxima fase. O Brasil, por outro lado, apesar de perder a invencibilidade, segue na ponta do Grupo A com sete pontos. Com isso, a equipe do técnico campeão olímpico Rogério Micale se despede da primeira fase com o dever cumprido. Agora, os brasileiros apenas aguardam para conhecer quais serão as outras duas seleções do Grupo que se juntarão ao Brasil no Hexagonal Final. Nesta quinta, a Colômbia encara o Chile e o Equador pega o Paraguai. Todos têm chance de classificação.

Motivação
Os colombianos, mais do que estarem vivos na briga, chegarão para a ‘decisão’ com a motivação lá em cima. Afinal, venceram o Brasil e saíram da lanterna para a terceira posição. Para isso, se beneficiaram por enfrentar uma equipe com muitos reservas. A Seleção Brasileira jogou de forma lenta, preguiçosa e com a clara intenção de administrar um resultado que para ela não fazia grande diferença. Tudo isso, aliado ao péssimo gramado do estádio de Riobamba, fez com que o jogo ficasse duro de ser assistido, com poucos lances de perigo. Os brasileiros não conseguiam tabelas e envolver o adversário pelas condições do campo e era obrigados a entrar no jogo de força que a Colômbia tanto queria. Na primeira etapa, a única vez que alguém chegou próximo de marcar um gol foi quando Hernández cruzou e Cleiton saiu mal, dando um susto em todo o sistema defensivo do Brasil.

Desempenho
Na segunda etapa, aos 12, a Seleção Brasileira teve a sua grande chance em uma bola parada. Allan alçou e Arias espalmou para o meio. Lucas Cunha cabeceou na trave e a zaga salvou quando Maycon finalizou no rebote. Foi só. O jogo já parecia caminhar para um 0 a 0, o que até seria mais justo pelo desempenho das duas equipes, mas, aos 41, Valencia foi colocar a bola na área, também após cobrança de falta, e contou com um leve desvio de Léo Jabá para deslocar Cleiton e marcar o gol da vitória. Os três pontos deixaram a Colômbia com quatro pontos, assim como Equador e Paraguai. Os paraguaios, aliás, entraram em campo mais cedo, no mesmo estádio de Riobamba, e fizeram 2 a 1 no Chile, que agora é o lanterna, com dois pontos. Vale lembrar que as três primeiras equipes de cada grupo avançam ao Hexagonal Final. Dessas seis seleções, as quatro primeiras vão ao Mundial da categoria, que será disputado entre 20 de maio e 11 de junho, na Coreia do Sul.

Zagueiros
No jogo-treino desta terça-feira, contra o Nacional-SP, no CT Rei Pelé, o Santos não contou com os zagueiros David Braz (estiramento na panturrilha) e Cleber (desequilíbrio muscular). Por conta disso, o técnico Dorival Júnior voltou a improvisar o volante Yuri na zaga ao lado de Lucas Veríssimo, na equipe de iniciou a goleada por 9 a 1 contra o time da capital paulista. Porém, mesmo com os desfalques, o Peixe não pretende trazer novos reforços para a posição. Segundo a diretoria, o zagueiro Felipe Trevizan, que está no Hannover, da Alemanha, foi oferecido nas últimas semanas. Com a lesão de Braz, que deve perder as primeiras rodadas do Campeonato Paulista, a cúpula santista chegou a cogitar a possibilidade de investir no defensor de 29 anos.

Acreditam
Porém, Dorival e o presidente Modesto Roma Júnior acreditam que o alvinegro está bem servido e não precisa ir mais ao mercado da bola. O mandatário e o comandante entendem que após a chegada do atacante Bruno Henrique, que fará exames médicos nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé, o Santos já fechou seu ciclo de contratações para 2017. O clube, porém, não descarta a chegada de mais algum zagueiro, mas acredita que isso só irá acontecer se for um negócio de ‘oportunidade’. Vale lembrar que Luiz Felipe e Gustavo Henrique, defensores titulares de 2016, ainda se recuperam de lesões ligamentares nos joelhos e só devem voltar aos gramados no segundo semestre deste ano.

Preparação
Esta quarta-feira marcou o retorno do São Paulo aos treinos no CT da Barra Funda, na Capital Paulista, justamente no dia que o clube comemora seu 87ª aniversário. Após dez dias nos Estados Unidos e a terça de folga, o elenco tricolor agora vai para seu último período de preparação para a temporada 2017, que terá sua largada dada dia 5 para os são-paulinos, quando a equipe enfrentará o Osasco Audax, fora de casa, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. E nessa retomada aos trabalhos, novamente “em casa”, o grupo traz consigo um novo clima, uma nova filosofia e muito mais ambição. “Ficamos juntos durante todo o tempo na Florida, e isso aproximou os jogadores. Os mais jovens que subiram da base se sentiram mais à vontade, e os recém-contratados já estão mais entrosados. A convivência foi muito boa, e voltamos mais unidos para brigar por títulos este ano. Nosso grupo está forte e preparado para começar bem o Campeonato Paulista”, explicou Rodrigo Caio. Na América do Norte, foram 15 sessões de treinos, pouco tempo de descanso, dois jogos-treinos e duas partidas pela Copa Flórida. O elenco pôde se conhecer melhor, mas, principalmente, criar um relacionamento interno agradável, bem diferente do que se tinha no clube em 2016.

Categorias
Com o final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, cinco jogadores da equipe sub-20 do Corinthians já não tem mais como jogar nas categorias de base do clube. Os zagueiros Vinícius Dell’Amore e Thiago, o volante Guilherme Mantuan, o meia Marquinhos e o atacante Carlinhos, todos nascidos em 1997, “estouram” os 20 anos neste ano e, mesmo se não estiverem prontos para o profissional, terão de tentar a sorte ou no time de cima do Corinthians ou em outros clubes. A situação, que acompanha o técnico Osmar Loss há alguns anos, fez com que o treinador formulasse uma teoria sobre o aproveitamento dos atletas. Mesmo sem gostar de utilizar a palavra “pronto” para definir quem pode vingar no futebol, o treinador disse que os clubes deveriam manter uma categoria sub-23 em seus quadros, uma acima do limite atual da base. “Essa palavra pronto me incomoda. A gente cansa de ver jogadores que estavam na base dos grandes clubes, não conseguem ir bem em um primeiro momento, saem para clubes menores e só aí voltam, aos 24, 25 anos de idade. O Corinthians devia investir mesmo até os 23 anos. Neymar, Pato, Willian, esses sim desde cedo dá para contar, mas tem uns que desabrocham mais tarde”, avaliou Loss.

Financeiro
O meia brasileiro Oscar tomou a decisão de deixar o Chelsea, líder da Premier League, para jogar no Shanghai SIPG, da China. Não há dúvida que mais uma vez o lado financeiro da transação pesou demais. Especula-se que Oscar receberá R$ 84 milhões por ano e que o clube inglês arrecadou R$ 218 milhões com a venda. De agora em diante, por outro lado, pode ficar difícil imaginar uma sequência do atleta na Seleção Brasileira, certo? Errado. Segundo o técnico Tite, nenhum jogador está descartado, independente de onde estiver atuando. “Eu sempre tenho cuidado de não julgar. Já tenho uma responsabilidade muito grande de julgar o momento dos atletas, isso já é um pepino danado. Eu não quero julgar o que envolveu a negociação, a parte financeira, o lado familiar, profissional. Mas posso garantir. Não há preconceito nenhum. Tem uma série de jogadores que estão na Seleção e jogam na China: Renato (Augusto), Paulinho, Gil. Não é (impeditivo). Há uma evolução do futebol chinês, já está mais alto (o nível), o trabalho já evoluiu. Não é igual a Europa? Não é. É igual ao Brasil e América do Sul? Não sei. Mas, não é impeditivo para convocação. Não é”, avisou o responsável pelas convocações.

Aumento
Ainda em cima do mesmo tempo, mas tratando exclusivamente de futebol brasileiro, Tite não garantiu um aumento do número de atletas que atuam dentro do país em virtude da vitória sobre a Colômbia nesta quarta. O técnico rasgou elogios ao grupo, que não contou com nenhum jogador do exterior, mas evitou fazer prognósticos. “É difícil quantificar. É muito difícil. A gente faz avaliações e acompanhamento dos atletas todos. Exemplo, fizemos um trabalho tático ontem que me deu absoluta certeza que posso ter na Seleção, pelo domínio da posição, e que não entrou em campo. Henrique. Inclusive me desculpei com ele. Pedimos à Fifa para fazermos mais substituições, era um jogo com conotação diferente, um jogo atípico, minha opinião, para termos possibilidade de oportunizar”, explicou, reclamando por não ter podido fazer mais de seis substituições diante dos colombianos.

Emoção
Artilheiro da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o centroavante Carlinhos não gosta de sonhar com o futuro. Já alçado à equipe profissional, campeão do principal torneio para categorias de base no Brasil e autor do gol que abriu a vitória por 2 a 1 sobre o Batatais, na quarta-feira, o atacante corintiano já tem na sua cabeça o que precisa fazer daqui para frente. “Eu não costumo sonhar, tem que fazer. Agora é chegar e tentar brigar pelo meu espaço lá no profissional. Podem ter certeza que foi uma emoção incrível. Ser artilheiro da competição, de um torneio como esse, só tenho a agradecer pela oportunidade”, comentou o jogador, que fará 20 anos em fevereiro e deve se juntar em breve ao grupo do técnico Fábio Carille, assim como o volante Mantuan. “Eu quero sair feito da base, isso é fruto de trabalho, dentro de campo eu tento dar o eu melhor. Se tão pedindo para eu subir é porque eu dei meu melhor para ajudar a equipe. É um momento inexplicável, conquistar essa Copinha pelo Corinthians. Torcedores, estádio lotado, e ainda fiz um gol, fico muito feliz. Agora é só curtir e comemorar que o trabalho já foi feito”, comentou.

Otimismo
Um dos sobreviventes do acidente com o voo da Chapecoense, o lateral-esquerdo Alan Ruschel esteve na noite de quarta no Engenhão para ver Brasil x Colômbia e deu mais uma demonstração de força e otimismo. Desinibido e atendendo a muitos torcedores que queriam uma foto ao seu lado e também autógrafos, ele revelou que deve voltar a jogar pela Chapecoense em maio. A previsão inicial dos médicos é que talvez só pudesse atuar em outubro. Mas sua recuperação tem sido muito boa, com rapidez e ótimas respostas do organismo ao tratamento – sofreu diversas fraturas e uma luxação na coluna torácica. “Eu tenho surpreendido aos médicos e agora eles já falam em antecipar meu retorno para maio. Minha ansiedade é muito grande, tenho pensado muito nisso e não vejo a hora de vestir a camisa da Chape e honrar meus amigos que não estão mais com a gente”, disse Ruschel, num dos intervalos de tantas entrevistas que concedeu na noite de quarta.

Contidas
O técnico Tite não fez nenhum elogio específico durante a entrevista concedida logo depois da vitória do Brasil sobre a Colômbia por 1 a 0, na noite de quarta, no Engenhão. De uma forma geral, disse que muitos dos 23 convocados lhe agradaram nos dois dias de convívio e que as portas estão abertas na Seleção principal. Apesar das palavras contidas e motivacionais, Tite gostou particularmente da atuação do zagueiro Rodrigo Caio. Isso ficou claro em pelo menos duas situações de jogo em que o atleta do São Paulo se antecipou ao ataque da Colômbia para tirar a bola do adversário. Em ambas as vezes, Tite, então de pé na área técnica, se voltou para seus colegas da comissão técnica e fez comentários rápidos e entusiasmados. A reação foi idêntica quando Rodrigo Caio esteve presente em lances de ataque do Brasil e num deles quase marcou, de cabeça. “O grupo não está fechado, absolutamente. Esse grupo me deu boas afirmações e (os jogadores) me colocaram dúvidas, mas são dúvidas boas”, disse Tite. O zagueiro, de 23 anos, tenta um lugar num setor que é muito concorrido na Seleção principal, embora já tenha figurado em convocações para compromissos das eliminatórias do Mundial de 2018. Há três nomes por ali que parecem consolidados no grupo de Tite – Marquinhos e Thiago Silva, do PSG, e Miranda, da Internazionale. A quarta vaga está disponível e Rodrigo Caio tem demonstrado que é a opção que cada vez agrada mais ao treinador.

Dirigente
O Jogo da Amizade foi em solo brasileiro, mas nem por isso o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, foi ao gramado do Engenhão para participar da homenagem aos sobreviventes da queda do avião da Chapecoense. O dirigente, que não deixa o Brasil desde o estouro da investigação por parte da Justiça dos Estados Unidos em torno de um esquema de suborno no futebol sul-americano, até foi ao estádio, mas ficou só na tribuna de honra. A CBF e a Federação Colombiana entregaram a Neto, Follmann e Alan Ruschel salvas de prata. Enquanto pelo lado colombiano estava dirigentes do Atlético Nacional e o presidente da federação do país, Ramón Jesurún, o lado brasileiro teve Rubens Lopes, presidente da Ferj, como representante de Del Nero. O presidente do Atlético Nacional, Juan Carlos de la Cuesta, e da Chapecoense, Plínio David de Nês, estiveram na cerimônia, realizada antes do apito inicial. O presidente da CBF já tinha passado longe dos holofotes no velório das vítimas da queda do avião, na cerimônia em Chapecó. Del Nero, como acostumou-se a fazer desde maio de 2015, tampouco foi a solo colombiano para, ao lado de outros dirigentes do futebol sul-americano, como o presidente da Conmebol, acompanhar o período pós-acidente.

Interrompido
Camisa 10 clássico, Brayan Nascimento Vasconcelos era mais um dos destaques do bom time do Paulista de Jundiaí na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Autor de dois gols na competição, entre eles o que eliminou a Chapecoense do torneio, o meia via o sonho de projeção no futebol se tornar realidade. O sonho foi interrompido pela eliminação do clube do interior paulista da final, por conta de irregularidades envolvendo o zagueiro Brendon Matheus, acusado de adulterar a idade e utilizar documentos falsos. Brayan conta que todos os jogadores almoçaram juntos após derrotarem o Batatais e garantirem vaga na final da Copinha. Ainda quando estavam juntos, as primeiras notícias sobre a suspeita de falsificação dos documentos de Brendon Matheus chegaram até eles, que brincaram com a situação. “Levamos na brincadeira até começar sair as provas, foi um choque pra todo mundo. Ele era um menino amado por todos. Ficar fora da final foi muito difícil, choramos muito. Era a cereja do bolo na nossa campanha. Deixamos a competição de cabeça erguida e com a consciência tranquila, fizemos oito jogos e vencemos os oito” revela o jogador.

Sentimento
Apesar de ser o causador da eliminação do Paulista da Copinha, Brendon é muito querido pelo elenco. Brayan revela o sentimento após o trágico fim da bela campanha do time de Jundiaí e que todos tentaram, sem sucesso, contato com o zagueiro após o episódio. “Não é certo guardar mágoa. Foi um caso isolado e uma coisa muito difícil de acontecer, ainda mais em uma competição tão grande e importante. Não acho que tenho que julgar, alguém o ajudou a fazer isso, ele não fez sozinho. Se ele pagar o que estiver devendo com a justiça poderá jogar futebol, acho que tiveram outros garotos que fizeram tudo certo com o sonho interrompido por uma atitude dele. Poderiam olhar melhor pra isso” desabafa Brayan. As boas atuações na Copa São Paulo são uma espécie de volta por cima para Brayan, que foi eleito um dos 11 jogadores da seleção da competição.

Ligamento
No ano passado o jogador teve uma lesão no ligamento do joelho esquerdo que o tirou dos gramados por sete meses e o deixou com a incerteza da participação no torneio em 2017. O sucesso na Copinha rendeu ao jogador de 18 anos uma oportunidade no time profissional do Paulista, que começa neste sábado a disputar a Série A3 do Campeonato Paulista, às 11h, contra a Inter de Limeira, no estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira. “A expectativa é muito boa pra sequência agora também no profissional. Não só eu, mas vários meninos estão tendo a oportunidade de estar com o grupo, o treinador Carlinhos vai estar ali pra escolher quem estiver melhor. Se o clube precisar eu vou dar o meu melhor pra ajudar como sempre fiz em outras oportunidades” disse o jogador.

Defesa
Em seu segundo dia de treinamento com o elenco do Corinthians, o zagueiro Pablo já trabalhou ao lado de alguns dos jogadores com quem deverá formar a defesa titular da equipe no início da temporada. Ele veio do Bordeaux, da França, por empréstimo de um ano com a expectativa de ser a solução para os problemas de marcação apresentados em 2016. Trabalhando no CT Joaquim Grava desde a semana passada, quando o restante da equipe disputava a Copa Flórida, nos Estados Unidos, Pablo se apresenta em boas condições físicas e estreará no amistoso contra a Ferroviária, na próxima quarta-feira, em Itaquera. Na manhã desta quinta-feira, o técnico Fábio Carille dividiu o seu plantel em quatro times para a realização de dois trabalhos com campo reduzido. Pablo compôs dupla de zaga com o paraguaio Balbuena em um deles, com Léo Príncipe na lateral direita (Fagner ainda não se reapresentou após defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Colômbia, assim como o meia Rodriguinho) e Moisés na esquerda. A defesa foi protegida pelo volante Gabriel.

Possibilidade
Essa formação – com a entrada de Fagner – é a base do sistema defensivo que Carille projeta para o princípio do Campeonato Paulista. Existe ainda a possibilidade de Moisés perder espaço para Guilherme Arana quando o prata da casa retornar da Seleção Brasileira sub-20. Inicialmente, Pablo e os demais defensores do Corinthians foram testados contra o seguinte time: Cristian; Romero, Camacho, Giovanni Augusto e Bruno Paulo; Jô. O inglês naturalizado turco Kazim, que poderia integrar a formação ofensiva, continua poupado das atividades no gramado por ter se queixado de um incômodo muscular na coxa direita. Em outro gramado, o Corinthians trabalhou Pedro Henrique, Vilson, Yago e Marciel; Paulo Roberto, Marquinhos Gabriel e Marlone contra Mendoza, Jean, Warian e Luidy; Felipe Bastos, Rodrigo Figueiredo e Guilherme. Entre os goleiros, Walter voltou a mostrar evolução. O concorrente de Cássio se recupera de uma contusão na região do tórax e já faz trabalhos isolados com o preparador Mauri Costa Lima, aparentemente sem limitação de movimentos.

Sociedade
Aos 35 anos de idade, o zagueiro Edu Dracena começa a temporada de 2017 de maneira otimista. Em preparação para a estreia no Campeonato Paulista, o defensor mira o tetra estadual e sonha marcar seu primeiro gol com a camisa da Sociedade Esportiva Palmeiras. Contratado para ser titular em 2016, Edu Dracena acabou ofuscado pelo jovem e promissor colombiano Yerry Mina. Ainda assim, o defensor disputou um total 27 jogos na temporada e foi importante na campanha do título brasileiro. Mas segue em busca do primeiro gol. “Nesse ano, vai ser diferente. Nos treinamentos, já estão saindo vários gols de cruzamento. O gol vai surgir na hora certa. Como sempre falo, o importante é ajudar, como fiz no ano passado. O Palmeiras teve a defesa menos vazada do Brasileiro e isso é motivo de orgulho”, descreveu. Na briga para formar o miolo de zaga palmeirense, Edu Dracena enfrenta dois concorrentes fortes nas jogadas aéreas de ataque. Vitor Hugo contabiliza 13 gols em 117 jogos, enquanto Yerry Mina, eficiente em clássicos, soma quatro gols em 15 jogos. “Eles são especialistas”, sorriu Dracena, esperançoso. “No ano passado, houve umas duas ou três bolas em que eu já estava comemorando e o goleiro defendeu ou foi para fora. Tenho que continuar trabalhando e acreditando. Na hora certa, o homem lá de cima abençoa”, afirmou.

Renomados
Droga, Jadson… nada disso! Nos próximos dias, além da busca por jogadores renomados para o time profissional, o Corinthians viverá um processo de conversas e negociações sobre jogadores de suas categorias de base. Na última semana, o Timão abriu conversas com o Paulista de Jundiaí pela contratação do atacante Mateus Criciúma, de 18 anos. O Corinthians, entretanto, não está sozinho no páreo: o Grêmio e o Cruzeiro são outros concorrentes pelo jogador, que atuou sete vezes e marcou dois gols nesta edição da Copinha – o time de Jundiaí foi desclassificado nas semifinais por conta do uso de um jogador irregular. Mateus Criciúma foi observado pelo setor de scout e análise de desempenho do Corinthians, que teve representantes em todas as cidades-sede da Copa São Paulo em 2017. Na última semana, a diretoria da base abriu conversas com a cúpula do time do interior e manifestou interesse. O Paulista deseja uma compensação financeira, mas também planeja manter uma porcentagem dos direitos econômicos pensando em possíveis transferências. A ideia do Timão, por sua vez, é integrar Mateus ao time sub-20, já que ele é nascido em 1999 e ainda poderá atuar pelo menos nas duas próximas edições da Copinha.

Assédio
Enquanto busca reforços para a base, o Corinthians também lida com forte assédio de clubes estrangeiros em relação às suas promessas. O nome mais badalado é do meia Pedrinho, eleito como um dos craques da Copa São Paulo, competição em que marcou cinco gols e distribuiu seis assistências em nove partidas. Na última semana, o Timão recebeu a “visita” de um representante da diretoria do Chelsea (ING) e de um empresário atuante no futebol inglês que deseja fazer a ponte entre os dois clubes. O clube inglês enviou um emissário para conversar sobre a possibilidade de liberação do meia. O Chelsea não está sozinho nessa. O Barcelona e o Atlético de Madrid, ambos da Espanha, também tiveram olheiros na Copinha que se encantaram com o talento de Pedrinho. Nenhuma proposta foi formalizada, apenas a do próprio Corinthians, que encaminhou a renovação de contrato pouco antes da Copa São Paulo. A multa rescisória de Pedrinho é de R$ 40 milhões, e os planos são de aumentar o valor para ao menos R$ 70 milhões, mas mantendo os 70% dos direitos econômicos atualmente detidos. Os representantes de Pedrinho desejam mantê-lo no Brasil em 2017 e torcem pela promoção imediata ao profissional.

Animação
Após a vitória por 1 a 0 sobre a Colômbia, dois jogadores do futebol carioca não escondiam a animação com o fato de terem representado a Seleção Brasileira. Camilo, único em campo que já defendeu a Chapecoense, não escondia a emoção por ter entrado no segundo tempo, depois de pedidos da torcida de seu atual time, o Botafogo. “Tem um significado muito importante para mim, de estar representando o povo de Chapecó. Estou no meu estado, no estádio do meu clube. Quis aproveitar minha oportunidade com alegria, sonho desde criança em vestir essa camisa. Hoje, me sinto realizado, me sinto completo, no ápice da minha carreira. Sou muito grato ao Tite”. Diego era outro que estava exultante. O meia do Flamengo também espera ser lembrado por Tite nas próximas convocações. “Maravilhoso, maravilhoso. Desfrutei de cada segundo, realmente, foi um trabalho muito bem feito, em apenas dois dias. Acredito que aproveitamos muito bem o tempo que estivemos juntos e conseguimos vencer. Na maior parte do jogo, conseguimos dominar, superamos algumas dificuldades, começo de temporada, mas, no geral, foi muito positivo. Saio muito feliz e, agora, é trabalhar para, quem sabe, continuar presente nas próximas convocações”.

Previsão
O Boavista tem um grande desfalque para o confronto com o Flamengo pela primeira rodada do Campeonato Carioca. Promessa do Fluminense, o meia Robert sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo em um jogo-treino em Saquarema contra o Juventus-RJ, na semana passada, e não terá condições de entrar em campo diante do Rubro-Negro. A informação foi confirmada pelo diretor de futebol do clube, Thiago Alves, que lamentou muito a perda do jogador para a partida e preferiu não fazer uma previsão de quando o atleta irá retornar aos gramados. “Ele sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo no jogo-treino que realizamos em Saquarema. Os médicos estão trabalhando forte com ele, realizando o tratamento para ele se recuperar o quanto antes. Não posso precisar, mas espero contar com ele o quanto antes” disse o dirigente do time, que tem Fellype Gabriel, Lucas e Erick Flores como opções para o meio. Robert surgiu como um dos melhores jogadores de sua geração no Brasil. Foi campeão sul-americano com a seleção sub-15, disputou o Sul-Americano sub-17 e assinou em 2012 seu primeiro contrato profissional, com multa rescisória de R$ 190 milhões – o vínculo atual vai até o fim de 2019. Pelo Fluminense, tem 11 jogos no time principal e dois gols marcados, sobre Bangu, no Carioca, e Santos, no Campeonato Brasileiro, ambos em 2015.

Agradecer
Nesta quarta-feira, antes do amistoso entre Brasil e Colômbia, com renda para as famílias das vítimas do acidente aéreo com a Chapecoense, o repórter Guido Nunes e Dona Ilaídes, mãe do goleiro Danilo, voltaram a conversar. No dia 2 de dezembro do ano passado, na Arena Condá, os dois protagonizaram uma emocionante cena, quando Dona Ilaídes perguntou ao jornalista sobre a dor de perder colegas na tragédia. Nesta quarta, Guido Nunes pôde agradecer ao vivo à mãe de Danilo pelo carinho naquele momento. “Pela primeira vez no ar, posso agradecer a esse abraço. Em nome de toda a imprensa, eu gostaria de agradecer de verdade esse abraço, que mostrou para o Brasil e para o mundo a grandeza da senhora. A senhora foi a minha mãe e a mãe de todo mundo naquele momento. Fico muito feliz de ter a chance de, no ar, poder agradecer à senhora”. Dona Ilíades se desculpou e disse que não sabia que, naquele momento, a entrevista era transmitida ao vivo. “Eu gostaria de pedir desculpas, pelo momento que fiz essa pergunta. Não achava que estava ao vivo, você estava trabalhando e eu te emocionei. Causamos essa emoção toda para todo o Brasil, para o mundo. Foi um momento muito triste, todos nós estávamos sofrendo. Não eram só os pais, os atletas, eram também os amigos, era uma arena inteira, uma cidade toda, o Brasil todo. Aquele momento foi emocionante, para mim, para você, e foi muito triste, na verdade. Mas a gente conseguiu passar o que a gente estava sentindo. Não eram só os pais e os atletas, a imprensa toda estava sofrendo e, naquele momento, vocês não podiam nem chorar. Foi um prazer muito grande falar com você, gostaria de te dar outro abraço, com mais calma”.

Resultado
O ano de 2017 começou, para o Sport, com gosto de vitória. Nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, o Leão venceu o Sampaio Corrêa, por 1 a 0, e largou com resultado positivo no grupo C da Copa do Nordeste. O gol foi marcado pelo zagueiro Ronaldo Alves, no primeiro tempo. No próximo fim de semana, o Sport volta a campo. Joga no sábado, às 16h, contra o Central. O Sampaio, por outro lado, só se apresenta na próxima quarta-feira, dia 1º de fevereiro. Pelo Campeonato Maranhense, enfrenta o São José.
Mesmo sem Diego Souza, o Sport fez um bom primeiro tempo do ponto de vista ofensivo. Com Everton Felipe na articulação e Rogério e Marquinhos pelos lados, a equipe do técnico Daniel Paulista conseguiu o domínio do jogo e criou várias chances. A que resultou no primeiro gol, porém, nasceu de bola parada. Marquinhos levantou bola na área, em falta pelo lado direito, e Ronaldo Alves abriu o placar, de cabeça. Marcado no início do duelo, logo aos dois minutos, o gol deu tranquilidade para o Sport. Que só não marcou mais porque falhou em várias finalizações. Do meio para o fim da etapa, porém, o ritmo caiu. E o Sampaio assustou, mesmo com várias fragilidades. A grande chance foi uma bola na trave do meio-campista Valderrama. No segundo tempo, a intensidade do Leão caiu ainda mais. Lenis, que entrou na vaga de Leandro Pereira, no fim da etapa inicial, apresentou-se com vontade, mas produziu pouco de efetivo. E Rogério, deslocado para centroavante, caiu de rendimento. Ainda assim, o Leão sofreu poucos riscos e levou o resultado até o final.

Cobrança
O meia Leo Costa, aos poucos, torna-se o jogador mais perigoso do Santa Cruz neste início de 2017. Depois de se destacar na pré-temporada, marcou o gol que deu a Taça Asa Branca no amistoso contra o Paysandu. Na última quarta-feira, voltou a ser decisivo. Em uma cobrança de pênalti sem chances para o goleiro do Campinense, garantiu o empate para o Tricolor, na estreia pela Copa do Nordeste. Apesar de ter sonhado com a vitória para começar bem a Copa do Nordeste, Leo Costa avaliou como positivo o ponto conquistado. Pelas circunstâncias do jogo e pelo simples fato de não ter perdido. ”Foi um jogo muito difícil. Sabíamos da dificuldade que seria jogar contra eles. Fomos em busca do resultado, mas o empate foi importante pelas circunstâncias. Eles tiveram as melhores oportunidades. O empate foi bom”. Assim como boa parte do time do Santa Cruz, Leo Costa não teve uma boa atuação em Campina Grande. Prejudicado pela falta de entrosamento, apareceu pouco, mas voltou a ser decisivo. “Fui premiado podendo fazer o gol do empate. Um empate bom”. O Santa Cruz volta as atenções para o Campeonato Pernambucano. No próximo domingo, estreia no torneio estadual no clássico contra o Náutico, na Arena de Pernambuco.

(*) Wilson Barbosa é jornalista e cronista esportivo. Email: www.wilsonbarbosatreze@gmail.com

Deixe uma resposta