Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Interior | Pacaraima é o primeiro município a disponibilizar tratamento para HIV/Aids

Pacaraima é o primeiro município a disponibilizar tratamento para HIV/Aids

Medicamentos serão distribuídos ao município por meio do SAE - Foto: Ascom/SesauA partir deste mês, os pacientes que realizam tratamento para HIV/Aids no município de Pacaraima não precisarão mais se deslocar à capital para terem acesso aos medicamentos antirretrovirais. A partir de agora, os mesmos serão disponibilizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) ao município. Até então, o Serviço Assistencial Especializado (SAE) centralizava o atendimento a toda a população do Estado, mas a ideia é que este serviço seja descentralizado a todos os municípios gradativamente.

A mudança será benéfica tanto para os pacientes quanto para os municípios. Isso porque os usuários tinham que se deslocar até Boa Vista para adquirirem os remédios, muitas vezes com apoio financeiro dos municípios. Agora, a cota de medicamentos fornecida para o serviço estará disponível na Unidade de Referência de Saúde da Família em Pacaraima, município pioneiro na descentralização do serviço.

A técnica do Núcleo Estadual de Controle das DST/HIV/AIDS, Neusa Nascimento, explicou que o município, localizado na fronteira com a Venezuela, é uma peça fundamental na pulverização deste tratamento. Primeiramente, porque o município detém grande parte das pessoas que vivem com a doença no Estado. De 2007 a 2013, foram notificados 12 casos de Aids em adultos, conforme dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan).

Outro aspecto que reforça a importância do município é o fato de ele estar localizado em uma área de fronteira. “Nós temos muitas pessoas do país vizinho, até de Caracas [capital da Venezuela] que vêm buscar medicamento no SAE e que agora contarão com essa facilidade”, explicou.

Desde março, a rede pública de todos os municípios possui farmacêuticos treinados para  operar o Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclom). Além de possibilitar que os soropositivos recebam o antirretroviral nas unidades básicas de saúde, a medida vai favorecer o cumprimento do novo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV, do Ministério da Saúde, que possibilita o início do tratamento antirretroviral logo após o diagnóstico.

A medida permite que todos os adultos com o vírus da AIDS utilizem precocemente os recursos terapêuticos previstos para a doença. Estudos demonstram que o uso precoce de antirretrovirais reduz em 96% a taxa de transmissão do vírus. O protocolo também preconiza que o acompanhamento do paciente medicamento seja realizado na unidade de saúde aonde foi realizado o diagnóstico.

Incidência

Com uma população de estimada em pouco mais de 11,4 mil habitantes pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município de Pacaraima possui 12 casos de Aids notificados entre 2007 e 2013. A faixa etária mais atingida é a entre 40 a 49 anos (seis casos), seguida por 20 a 29 casos (três casos). Dos casos registrados no município, 10 são homens e duas mulheres.

No Estado, de 2006 a maio de 2014 foram notificados 946 casos de AIDS, sendo 615 em homens e 331 em mulheres. Destes casos, 247 pessoas morreram, sendo 161 homens e 86 mulheres. 

 

 

 

Deixe uma resposta