Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Interior | Pacaraima: comunidade de Sorocaima ganha feira e vicinal do Bananal é recuperada

Pacaraima: comunidade de Sorocaima ganha feira e vicinal do Bananal é recuperada

A feira vai incrementar e incentivar a geração de emprego e renda, além de valorizar a cultura indígena local – – Fotos: Ascom/Seinf

A partir deste domingo, 12, os cerca de 500 moradores da comunidade indígena de Sorocaima, no município de Pacaraima, terão espaço adequado para a comercialização de produtos com a inauguração da Feira de Sorocaima, localizada às margens da BR-174. A inauguração será às 11h, com a presença da governadora Suely Campos, lideranças indígenas e autoridades em geral.

A feira, que teve investimento no valor de R$ 639.145,17, é composta por quatro blocos. No primeiro, estão concentrados dois boxes destinados a açougues, atividade já desenvolvida na região e que agora terá um espaço adequado atendendo às normas sanitárias vigentes, inclusive com câmara frigorífica para conservação das carnes. A revitalização foi feita por meio da Seinf (Secretaria de Infraestrutura) e Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Segundo a governadora Suely Campos, com a feira totalmente revitalizada, os moradores das comunidades indígenas da localidade terão espaço adequado para a comercialização de alimentos, produtos e artesanatos em geral. “É o compromisso do nosso governo em estimular a economia, promovendo espaços de geração de renda”, enfatizou.

Na estrutura, os dois blocos centrais, com oito boxes, são destinados à comercialização de artesanato, frutas e hortaliças, doces e outros produtos da comunidade. O quarto bloco é destinado a duas lanchonetes, com área para mesas. Na parte posterior foram construídos sanitários masculino e feminino, além de um específico para PNE (Portadores de Necessidade Especiais).

Um atrativo da feira é um grande pórtico central na entrada da vicinal do Bananal, cujo tema remete à tradição indígena local. Também foi projetado um totem central, onde foram fixadas iconografias indígenas locais, além de um tratamento paisagístico utilizando plantas locais.

De acordo com a governadora Suely Campos, a feira é um importante investimento para incrementar e incentivar a geração de emprego e renda, além de valorizar a cultura indígena local, com a produção e comercialização de artesanato e produtos agrícolas num espaço adequado e planejado para os turistas e as comunidades locais.

“A construção da feira, juntamente com a recuperação da vicinal do Bananal, vão beneficiar diretamente às comunidades que moram na região, que são produtores de farinha e banana, abacaxi e cana, entre outros produtos, além de artesanato, que são comercializados em Pacaraima ou mesmo para quem trafega pela BR-174, indo para Boa Vista ou para a Venezuela. Agora, eles terão um espaço adequado para vender seus produtos e atender melhor os turistas”, ressaltou.

Funcionamento

A Feira funcionará de forma rotativa por todos os produtores da vicinal do Bananal. “Desta forma todos terão a oportunidade de se beneficiar do espaço. A escala de uso e o regimento já são de responsabilidade dos próprios produtores”, informou Dias.

Vicinal do Bananal recuperada

No ano passado, o Governo do Estado executou a recuperação total da Vicinal do Bananal (PAC-353), que tem extensão de 7,5 km, no município de Pacaraima. A entrega da obra para a comunidade será no domingo, 9h30.

Conforme o secretário de Infraestrutura, Gregório Almeida, além dos serviços de terraplanagem e piçarramento, foram feitas as substituições das pontes de madeira por bueiros e galerias de concreto.

Também foi construída uma ponte de madeira de 20 metros de extensão, com sapata de concreto, seguindo o padrão DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), que garantirá maior qualidade e durabilidade, além da melhora do tráfego na região para os mais de 500 moradores das comunidades de Sorocaima I e Bananal. O investimento foi de cerca de R$ 1,4 milhão.

Feirantes participam de curso sobre higiene e manipulação de alimentos

Preocupada com a manutenção do local e com a qualidade do serviço a ser ofertada, a Seapa, pasta responsável pela administração das feiras, vai ofertar um curso de higiene e manipulação de alimentos para aqueles produtores que utilizam o espaço.

Segundo o diretor do Deac (Departamento de Abastecimento e Comercialização), Ismael Dias, o curso será ministrado por profissionais do Sebrae [Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas], instituição parceira nas ações de capacitação.

“Entre os meses de novembro de 2016 e janeiro deste ano, ofertamos aos feirantes da Feira do produtor o curso de higiene e manipulação de alimentos. Obtivemos ótimos resultados com o trabalho e por isso levaremos essa capacitação para Sorocaima”, explicou.

O diretor do Deac frisou que durante as aulas serão destacadas todas as normas de higiene e como fazer para cumpri-las. “A parte teórica compreende orientações para manipulação de alimentos, como noções de micro-organismos, higiene pessoal e do local, possibilidade de contaminação dos alimentos e como evitá-la, doenças vinculadas aos alimentos, cuidados com os resíduos produzidos e como descartá-los corretamente, higienização das mãos”, detalhou.

As datas e horários dos cursos ainda serão definidos com os produtores indígenas das comunidades de Sorocaima I e II, Guariba e Bananal, que atuam na feira.

 

Deixe uma resposta