Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Novo conceito de chácaras é aprovado pela população de Roraima

Novo conceito de chácaras é aprovado pela população de Roraima

O lançamento ocorreu na última quarta-feia - Foto: Ascom

O lançamento ocorreu na última quarta-feia – Foto: Ascom

Um tipo de empreendimento que já é comum no Centro-Sul do Brasil, surpreendeu a população de Roraima pela estrutura e conceito de qualidade de vida. Em dois dias de comercialização foram vendidos 100% dos lotes rurais.

Em breve será lançado o segundo módulo com mais 600 lotes. O Colina Park é um loteamento de chácaras-clube com área de lazer para toda a família, inclusive com sinal de internet por meio de fibra óptica. O que também chamou a atenção dos compradores foi o valor da entrada e das prestações, que cabem no bolso de qualquer trabalhador ou profissional liberal.

A incorporadora Terra Brasil, que já atua nesse mercado há mais de 20 anos, resolveu trazer esse tipo de investimento para Boa Vista porque acreditou no mercado. O dono do empreendimento, Divino Toledo, observou a expansão demográfica e a necessidade de moradia longe da agitação urbana. – O Colina Park foi criado pensando nas pessoas que procuram tranquilidade para passar os finais de semana com a família ou mesmo para moradia, já que o local fica a apenas 25 quilômetros da cidade de Boa Vista, destacou o empresário.

Quem comprou as chácaras ficou satisfeito, não somente pelo tamanho dos lotes, de 5 mil a 50 mil metros quadrados, como também pela segurança jurídica. – Tivemos todo o cuidado de elaborar um contrato baseado na legislação vigente e obter toda a documentação dos imóveis rurais para evitar qualquer tipo de problema. Inclusive as pessoas que compraram à vista terão a escritura e registro do imóvel de imediato, esclareceu a advogada da empresa Terra Brasil, Juliana Quintela Ribeiro.

Já estava na hora de ter um empreendimento assim. Comprei dois lotes e quero fazer um pomar e construir uma casa. Tenho certeza que foi um bom investimento, declarou o comerciante José Alcântara.

Airlene Carvalho

 

Deixe uma resposta