Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Ministério Público de Contas investiga denúncia envolvendo secretária-adjunta da Seinf

Ministério Público de Contas investiga denúncia envolvendo secretária-adjunta da Seinf

Denúncia envolve conrtrato de quase R$ 1 milhão - Foto: ArquivoO Ministério Público de Contas de Roraima (MPC/RR) instaurou nesta quinta-feira, 2, um Procedimento Investigatório Preliminar (PIP) para apurar denúncia de irregularidades na Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), que estaria favorecendo empresa ligada a família da secretária-adjunta, Roberta Delchelly de Souza Oliveira.

De acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RR), que recebeu na quarta-feira, 1º a denúncia, um parlamentar seria influente no direcionamento das licitações para beneficiar parentes dele e de Delchelly Oliveira. A Seccional encaminhou aos órgãos fiscalizadores as informações.

Segundo a OAB, a denúncia trata do contrato nº 147/2013, cujo objeto é a contratação da empresa RR Sinalização Ltda-ME para executar serviços de sinalização horizontal e vertical em várias rodovias estadual e federal. A denúncia, formalizada por Almir Queiroz, aponta que o contrato é resultando de um processo administrativo que gerou uma tomada de preços no valor de R$ 976.529,24. Essa empresa, conforme contrato anexo à denúncia, pertence à Nelza Nogueira Câmara e a Rodolfo Maciel Castro.

O denunciante relatou à OAB que o noivo da secretária-adjunta da Seinf, Delchelly Oliveira, é filho da senhora Nelza, proprietária da empresa RR Sinalização Ltda-ME. Já o sócio da empresa, Rodolfo Maciel Castro, é filho de um parlamentar federal. O endereço de Rodolfo Castro disponibilizado no documento de constituição da empresa é o mesmo usado pelo pai dele, que fica na avenida Capitão Júlio Bezerra. Enquanto o endereço de Nelza Nogueira Câmara pertence a uma pessoa que seria sócia da secretária adjunta, Delchellly, em outro empreendimento no ramo de alimentação.

Ainda conforme denúncia feita à OAB, a empresa RR Sinalização Ltda – ME sequer dispõe de equipamentos para execução dos serviços, se valendo de aluguel de outras empresas do mercado.  

 

 

 

Deixe uma resposta