Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Ministério da Saúde libera recurso para construção do Laper

Ministério da Saúde libera recurso para construção do Laper

Prédio será construído em terreno doado pela prefeitura, atrás do Hemocentro - Foto: Ascom/SesauO Estado vai ganhar em breve, uma unidade de referência para o diagnóstico e prevenção do câncer de colo do útero, dentre outras doenças. Com a aprovação do projeto que trata da construção do Laboratório de Anatomia Patológica do Estado de Roraima pela Caixa Econômica Federal (CEF) e liberação do recurso por parte do Ministério da Saúde, o Estado fica autorizado a construir o prédio, que segue agora para abertura de processo licitatório. A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinf) será responsável pela execução da obra.

O prédio será construído em um terreno doado pela prefeitura, atrás do Hemocentro de Roraima, mediante um investimento de R$ 633.176,67, dos quais R$ 37.510,000 serão da contrapartida do Estado. Paralelamente a isso, outra portaria do MS libera recursos no valor de R$ 235 mil para equipar e mobiliar o prédio. A licitação dos equipamentos está marcada para ocorrer no início do próximo mês. Com recursos garantidos, o processo segue para abertura de licitação, onde empresas apresentarão as propostas e, após os trâmites previsto na legislação, a obra deverá ser iniciada.

De acordo com o técnico da Coordenadoria Geral de Atenção Especializada (CGAE), Alan Freitas, a unidade atua com duas formas de serviços. Uma voltada ao diagnóstico do câncer e outra voltada à prevenção, por meio da análise do exame preventivo do câncer de colo uterino (papanicolau) para o qual, atualmente, somente o município de Boa Vista dispõe de laboratório. Toda a demanda dos outros 14 municípios é atendida pelo Laper. “A construção e os equipamentos deste novo prédio vão dar uma resposta mais rápida aos pacientes que, em muitos casos, precisam do diagnóstico para iniciar o tratamento. Além disso, estando na nova sede, os profissionais poderão desempenhar as suas funções de maneira mais ampla”, explicou Freitas.

O Laboratório de Patologia, que oferece serviço médico especializado para a realização de diagnósticos de várias doenças, inclusive do câncer, é constituído por dois setores: o da Citopatologia e Histopatologia. Por falta de espaço, os setores já chegaram a funcionar em locais diferentes, no Hospital Coronel Mota (HCM) e no Hospital Materno Infantil (HMI), mas, atualmente, ambos funcionam no espaço deixado pela Escola Técnica do SUS (ETSUS), que abriga a instituição de maneira provisória, até que sua sede fique pronta.

A nova estrutura contará com hall de entrada com sala de espera, recepção e triagem, sala de reuniões, de digitação de laudos e estatística, administração, processamento citológico e confecção de lâminas para líquidos, coloração e montagem, sala de coloração histoquímica, de microscopia e de patologistas e de microtomia. “O projeto foi feito com base nas normas de Vigilância Sanitária, discutido com técnicos da área de engenharia, e segue todas as diretrizes do Ministério da Saúde”, finalizou. 

A Caixa Econômica Federal é órgão executor do projeto por ser o representante do Ministério da Saúde em Roraima. Atualmente todos os projetos, que incluam repasses do governo federal, são efetivados junto à CEF, para facilitar os trâmites burocráticos de execução das obras.

 

 

 

Deixe uma resposta