Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Método Canguru: capacitação deve formar novos tutores

Método Canguru: capacitação deve formar novos tutores

Novos tutores do Método serão formados de 15 a 19 de dezembro, no HMI - Foto: Ascom/SesauPara disseminar cada vez mais os componentes do Método Canguru no Estado, a equipe do Hospital Materno-Infantil Nossa Senhora de Nazareth (HMINSN) e Núcleo de Ações Programáticas de Saúde da Criança do Estado, juntamente, com o Ministério da Saúde (MS) irão realizar uma semana de formação para 30 novos tutores. O treinamento está agendado para ocorrer de 15 a 19 de dezembro, no HMI, na parte da manhã e tarde.

A equipe organizadora esteve reunida na tarde da última sexta-feira (28), na maternidade, preparado a programação do curso. O conteúdo programático aguarda observações do MS, para ser concluído. Conforme a tutora do Método Canguru no HMI, Neudalha Pontes de Melo, os 30 cursistas da maternidade serão escolhidos pela equipe organizadora, com base em alguns critérios. Entre eles, os profissionais devem ter Ensino Superior e perfil para tutoria. “Senso de liderança, envolvimento com o projeto, facilidade em ministrar palestras”, acrescentou.

O curso tem o objetivo de ampliar o número de tutores para multiplicar aos demais profissionais das unidades de saúde, a prática da metodologia Canguru, uma assistência neonatal que implica em contato pele a pele entre os pais e o recém-nascido de baixo peso. “Passando de quatro tutores que atuam no Estado, para mais 30, poderemos treinar profissionais que atuam na Atenção Básica dos municípios, no Programa Estratégia Saúde da Família, agentes comunitários, entre outros”, informou Neudalha.

A tutora lembrou que durante a semana de treinamento, também acontecerá o primeiro Encontro Estadual do Método Canguru, com participação, inclusive, de três técnicas do Ministério. “Durante a visita das técnicas, o HMI passará por uma avaliação de desempenho. Será revisto os pontos fortes e fracos e o que poderemos melhorar ainda mais na aplicabilidade do Método”, recordou a tutora.

Alguns temas estão previstos durante o curso, como apresentação da metodologia, a abordagem de como desenvolver a metodologia dentro da maternidade, bem como fora dela, parte importante já que é a terceira etapa do MC. O curso terá carga horária de 40h e encerrando com a entrega do certificado de tutor.  

O método

A implantação do método canguru na maternidade aconteceu em 2001, e desde então tem contribuído na recuperação de crianças prematuras, de baixo peso e, sobretudo, fortalecido a relação afetiva entre bebê e pais quando estão internadas na UTI Neonatal. A meta é intensificar para as demais unidades e hospitais do Estado a prática, até porque o HMI é referência estadual.

O Método Canguru foi criado na Colômbia, pois na época não existiam incubadoras suficientes para atender tantos bebês prematuros de baixo peso. Por isso, colocaram para serem ninhado junto às mães e terem o contato pele a pele, como estivessem ainda na barriga da mãe. A partir daí, o método foi expandido para outros países.

 

 

 

Deixe uma resposta