Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Lacen inicia processo de automatização em 2014

Lacen inicia processo de automatização em 2014

Com a mudança o Lacen reduzirá o tempo de resposta na liberação dos resultados - Foto: Ascom/SesauO Laboratório Central de Saúde Pública do Estado de Roraima (Lacen/RR)  passará por processo de automatização neste ano, nos setores de Bacteriologia Clínica, Microbiologia, Micologia Médica e Tuberculose. Com a mudança, o sistema de leitura dos exames, feito atualmente de forma manual, passará a ser executado por equipamentos mais modernos, o que garantirá a implantação do teste de sensibilidade para fungos e bactérias.

Segundo a diretora da unidade, Roseane Silva de Souza, com o aumento da demanda nestes setores, a instituição sentiu a necessidade de automatizar os serviços. “Com a automação será possível substituir o processo manual pela utilização de equipamentos modernos e com isso, diminuir o tempo de resposta na liberação de resultados. Buscaremos também a automação do setor da Tuberculose cujas culturas são realizadas através da técnica manual, que além de trabalhosa permite a liberação dos resultados em 60 dias após a entrada do material, com a implantação da nova tecnologia o tempo de resposta será reduzido em 50%”, esclareceu.

Conforme a diretora, os equipamentos serão adquiridos, através de processo licitatório em forma de comodato. “Com esse processo, o Lacen adquire os insumos laboratoriais, ou seja compra os kits laboratoriais e a empresa contratada fornece os equipamentos de última geração. O processo já passou pela fase de planejamento, onde se estipulou a estimativa de atuação para dois anos”, complementou.

Nos últimos três anos, o Lacen realizou 163.195 exames. Nos primeiros cinco meses de 2013 foram realizados 36.009, contra 28.252 no mesmo período deste ano. As variações de exames para mais e ou menos são normais, uma vez que a unidade trabalha com demanda. O setor de HIV foi automatizado em 2004 e o de Hepatites Virais em 2008, trazendo agilidade, confiabilidade e qualidade nos resultados dos exames.

Além da realização de exames na área da Vigilância Epidemiológica realiza também as análises nas áreas da Vigilância Ambiental e Sanitária, com a análise da água de consumo humano. Atende também entidades públicas e privadas, no que se refere à qualificação de profissionais. “Nossa equipe é treinada constantemente pelo Ministério da Saúde, e como multiplicadores, sempre realizam capacitações e atualizações regulares aos profissionais de saúde como baciloscopia para Hanseníase e para Tuberculose, microscopia para Malária, Chagas e Leishmaniose. Desta forma temos conseguido manter os profissionais atualizados”, salientou.

Criado em 1994, o Lacen/RR faz parte da estrutura da Coordenação Geral de Vigilância em Saúde (CGVS) e é a unidade de referência do Estado na realização de exames de média e alta complexidade. “Nossa missão é a busca contínua pela qualidade dos serviços laboratoriais em saúde pública e capacitação técnica de excelência, a fim do reconhecimento público e científico em ações de vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental. E com a realização de projetos como este acreditamos que nosso papel está sendo cumprido”, finalizou.

 

Deixe uma resposta