Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Instituto Insikiran torna-se laboratório para professores indígenas do Pará

Instituto Insikiran torna-se laboratório para professores indígenas do Pará

A comitiva é formada por 16 pessoas – Foto: Greick Alves

O Instituto Insikiran da Universidade Federal de Roraima (UFRR) tornou-se referência em educação superior indígena no Brasil. Esta semana, recebeu uma comitiva de professores de Altamira, Pará, com objetivo foi conhecer a experiência local e realizar laboratório de vivências educacionais interculturais no contexto da educação intercultural indígena.

A comitiva é formada por 16 pessoas, sendo 13 professores indígenas, a coordenadora de Educação Escolar Indígena da Secretaria de Educação do Pará, unidade de Altamira, professora Liliane da Cunha Chipaya; o diretor Faculdade de Letras do campus Altamira/UFPA, professor MSc. Nelivaldo Cardoso Santana; e a pedagoga Maria Ellen Regina Rocha, técnica do Programa de Educação Escolar Indígena.

Os professores indígenas são pertencentes a várias etnias do município de Altamira, entre elas as aldeias: Arara, Xipaya, Xicrin, Parakanã e Kayapó. A visita iniciou na segunda-feira (22) e encerrou nesta sexta-feira (27).

Na UFRR, os visitantes foram recebidos pelo diretor do Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena, Michel Rolim e pelo coordenador do Curso de Licenciatura Intercultural, Jonildo Viana, com apoio dos demais professores que conduziram os trabalhos.

Conforme o professor Dr. Marcos Braga, do Curso de Licenciatura Intercultural do Insikiran, o Instituto colaborará na consultoria técnica com vistas à elaboração da proposta de licenciatura intercultural indígena no âmbito da Universidade Federal do Pará/campus Altamira. Além de realizar intercâmbio tão logo o convênio de cooperação técnica seja firmado entre a UFRR e a UFPA/Campus Altamira.

Entre as atividades, os visitantes participaram da abertura do semestre levito da Licenciatura Intercultural 2016.2 e 2017.1, buscando assim a interação inicial nas atividades pedagógicas do Insikiran, realizando ainda visita às dependências do bloco e da Casa do Estudante e Cultura Indígena, no São Pedro. O reitor professor Dr. Jeferson Fernandes do Nascimento os recebeu para audiência em seu gabinete.

Além disso, participaram de reuniões com o coordenador Geral da OPIRR – Organização dos Professores Indígenas de Roraima; e com os Coordenadores de Cursos e Direção do Insikiran. O Centro Acadêmico de Licenciatura Intercultural – CALI promoveu ainda um Happy Hour, com roda de conversa sobre o Insikiran e apresentação da Banda Cruviana, acompanhado de muito caxiri e damurida, mostrando um pouco da cultura indígena de Roraima.

Os trabalhos incluíram ainda duas palestras. A primeira sobre o contexto das línguas indígenas no Insikiran, com os professores macuxi Celino Alexandre Raposo e Idelvânia Rodrigues de Oliveira. A segunda com a professora Dra. Antônia Costa, sobre o jornalismo ambiental na Amazônia no contexto dos impactos ambientais e sociais da construção da Hidrelétrica de Belo Monte. Além de vivências em sala de aula com uma turma do Curso de Gestão em Saúde Coletiva Indígena.

 

Deixe uma resposta