Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Infraestrutura dos bairros acelera valorização de imóveis da capital

Infraestrutura dos bairros acelera valorização de imóveis da capital

corretordeimoveis1Comprar uma casa, seja para morar, ou investir, é uma tarefa que exige estudo e dedicação. Se até 2013 a tendência no Brasil era de alta nos preços de imóveis, desde 2014 esse cenário começou a mudar. A crise econômica que pegou todo o país influenciou também o mercado imobiliário. Entretanto, em Boa Vista, a história é diferente. De acordo com o professor doutor do departamento de Economia da Universidade Federal de Roraima (UFRR), Rodrigo Rodrigues Silva, a capital de Roraima vive um momento favorável.

“Boa Vista é uma cidade organizada, com muitos parques, uma boa qualidade de vida. Isso atraí muitas pessoas de outros estados que vêm para trabalhar, principalmente no serviço público. Essas pessoas chegam para trabalhar, mas também com o interesse de adquirir imóveis. Os preços aqui, se comparados com grandes capitais como Brasília e São Paulo, ainda são bem mais agradáveis”, explica.

Há mais de 10 anos atuando no mercado imobiliário, a corretora Rosmery Malinoswki conta que o crescimento da cidade aumentou significativamente o valor dos imóveis na capital. Bairros como Cidade Satélite, Cinturão Verde e Conjunto Pérola do Rio Branco estão cada vez mais valorizados e a expectativa é que os valores cresçam ainda mais.

Há alguns anos, por exemplo, um terreno no Cidade Satélite custava cerca de R$ 15 mil. Hoje, nesta mesma área, custa entre R$ 40 a 60 mil. Isso tem a ver com a estrutura oferecida. “Antes existia preconceito na hora de adquirir um terreno ou casa nesses bairros. Isso acabou, porque houve um investimento muito grande da prefeitura nessas áreas”, ressaltou.

Desde que assumiu a gestão, a prefeita Teresa Surita iniciou uma série de ações em toda a cidade. Obras de drenagem, asfaltamento, iluminação e eliminação de pontos de alagamento ajudam no processo de valorização do imóvel. Na hora de comprar a casa própria, Luzanete Cordeiro, de 52 anos, levou em conta todos esses fatores. Moradora do bairro Cinturão Verde há dois anos, ela viu sua casa valorizar em pouco tempo.

“Eu escolhi o Cinturão Verde por ser um bom bairro, mas como todo local, ele enfrentava alguns problemas. No inverno minha rua alagava e chegava até nossa casa. Com a obra da prefeitura, foi solucionado o problema. Moro em uma das ruas mais bonitas e planejadas do bairro. Se hoje fosse vender minha casa, seria por um preço muito maior do que comprei”, afirmou.

Deixe uma resposta