Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | IFRR: novos alunos são recepcionados pela equipe gestora em manhã de acolhimento

IFRR: novos alunos são recepcionados pela equipe gestora em manhã de acolhimento

Na manhã desta segunda-feira, 6, no auditório do Campus Boa Vista (CBV), foi realizado o acolhimento dos novos alunos dos cursos técnicos integrados. A diretora-geral do CBV, Joseane Cortez, os diretores de Ensino, Ilzo Pessoa, de Pesquisa, Adeline Farias, de Extensão, Ananias Noronha, e os demais diretores e coordenadores recepcionaram os estudantes e apresentaram, de forma breve, a estrutura física, administrativa e pedagógica, e normas de funcionamento da instituição, bem como deram as boas-vindas aos recém-chegados. Discentes veteranos e os integrantes do Grêmio Estudantil também participaram da recepção como forma de tornar o ambiente escolar mais acolhedor nesse primeiro contato dos novatos com a escola.

Um total de 175 alunos ingressam no CBV neste primeiro semestre de 2017, distribuídos em cinco cursos técnicos integrados: Secretariado, Informática, Eletrônica, Eletrotécnica e Edificações. Já nos cursos técnicos subsequentes, serão recepcionados 105 alunos, distribuídos nos cursos de Secretariado e Análises Clínicas.

Egressa de escola particular, a aluna do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio Catarina de Fátima Fim diz que decidiu estudar no IFRR por buscar uma experiência nova em uma escola melhor. “Me disseram que o Campus Boa Vista do Instituto Federal é uma escola que oferece um dos melhores ensinos do estado, e espero gostar muito daqui, afinal irei passar três anos estudando nesta escola. Acabei de chegar e, apesar de ainda não conhecer quase nada, fui muito bem recebida. Desde quando eu vim fazer a prova, fui bem orientada, e as pessoas são muito simpáticas”, disse com entusiasmo. Sobre a escolha do curso, Catarina, que é cadeirante, explica que sempre se interessou pela área, o que certamente facilitará o aprendizado. “Gosto de informática, pois, além de me ajudar a ampliar os conhecimentos, é uma área ou atividade que não exige muita mobilidade, o que facilitará a minha participação, já que tenho limitação física”, acrescentou.

Acessibilidade

O CBV dispõe de rampas de acesso aos laboratórios de informática. Isso permite o atendimento de alunos com algum tipo de necessidades especiais, como é o caso de Catarina. Além de infraestrutura física adaptada, o CBV dispõe do Núcleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne), cuja finalidade é desenvolver ações que contribuam para a promoção da inclusão escolar de pessoas com necessidades específicas, buscando viabilizar as condições de acesso, permanência e saída com êxito dos cursos ofertados.

Assim como Catarina, o estudante do curso Técnico em Eletrotécnica Vinícius Gabriel Lourenço Santos demonstra grande satisfação em ingressar no IFRR e tem grandes expectativas com relação ao curso. “A princípio, escolhi estudar aqui para que eu seja motivo de orgulho para minha mãe e para que eu tenha um futuro promissor. Minha mãe achava que eu não iria ser aprovado, mas eu pedi que ela confiasse em mim, e eu consegui. Escolhi fazer Eletrotécnica, pois conheço uma pessoa que fez esse curso e hoje trabalha na Eletrobrás, e ganha um bom salário. Eu espero obter o mesmo sucesso”, ressaltou Vinícius. Sobre a infraestrutura física e pedagógica apresentada pelos gestores, o estudante destaca que esses aspectos serão decisivos para sua formação. “Toda a estrutura a que teremos acesso será importante, pois nos dará uma base sólida para nosso aprendizado e com certeza será decisiva para a aprovação no vestibular e para nosso futuro profissional”, complementou.

A vasta programação de recepção dos alunos contou também com um tour pelas instalações do CBV com o intuito de apresentar os espaços administrativos, pedagógicos, esportivos e de convivência aos recém-chegados.

Virginia Albuquerque

Deixe uma resposta