Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Interior | IFRR e governo estadual discutem parceria

IFRR e governo estadual discutem parceria

O reitor em exercício do Instituto Federal de Roraima (IFRR), Nadson Castro, o diretor-geral do Campus Amajari, George Sterfson Barros, a prefeita do Amajari, Vera Lúcia Cardoso, e a governadora de Roraima, Suely Campos, reuniram-se no gabinete do CAM, no início da tarde desta terça-feira, 11, após a solenidade de entrega da obra que pavimentou o trecho que dá acesso ao Campus Amajari.

A reunião, acompanhada por técnicos do IFRR e secretários de estado, serviu para que o diretor-geral falasse da possível parceria com o governo do estado no projeto de implantação do laboratório de propagação artificial de peixe de reprodução. “A governadora se colocou à disposição, principalmente pelo alcance social que terá esse projeto, que vai distribuir gratuitamente alevinos para a agricultura familiar, pequenos e médios produtores”, disse Barros.

Outro ponto da pauta foi a posse dos 256 km de terras do CAM, que foram doados pelo município para a implantação da escola. Com o primeiro curso superior, o de Tecnologia em Aquicultura, prestes a receber a comissão de avaliação do Ministério da Educação, um dos itens a serem avaliados é o documento de posse das terras da escola.

“Também dependemos dessa legalização para desenvolver projetos dentro do campus, sobretudo em se tratando do meio ambiente. Então, a governadora disse que o governo vai legalizar as terras das glebas do Amajari e do Tepequém, para, depois disso, entregar a documentação”, afirmou Barros, que levou a governadora e a prefeita para visitar os tanques de peixe e o laboratório improvisado de aquicultura.

Rodovia

A entrega da obra de pavimentação do trecho de 2,1 km da Rodovia 342, que liga a sede do Amajari (Vila Brasil) ao CAM, ocorreu na manhã desta terça-feira, no espaço de convivência do campus, com a presença de alunos, servidores, comunidade, autoridades estaduais e municipais, e dirigentes do IFRR.

Os serviços custaram aos cofres do estado R$ 1.313.896,59. Em seu discurso, a govenadora lembrou que, quando fez uma reunião de campanha antes de ser eleita, se comprometeu a asfaltar o trecho, pois era um serviço esperado havia muitos anos e causava transtornos para alunos, servidores e comunidade.

Filha de família do Amajari, Suely disse ser uma honra entregar a obra. “Hoje é um dia especial, porque a Rodovia 342 está homenageando meu pai, Antonino Menezes, um amajariense que viveu intensamente nesta região e amava o Amajari”, afirmou.

A governadora ressaltou a importância da escola técnica para o município, que tem viés na formação técnica e profissional, e recentemente incrementou com a oferta de graduação. Ela também chamou a atenção para a vocação do turismo na região. “O Tepequém, que recebe turistas de todos os lugares, já tem oito instâncias registradas no Ministério do Turismo, e precisamos ficar atentos ao turismo, porque esse movimento se desdobra em outras atividades”, discursou.

Emocionado em sua fala, o diretor do CAM, que desde o início do processo de expansão da rede federal, em 2009, está à frente do campus, afirmou que a obra vai atender diretamente mais de 500 pessoas que utilizam a escola. São mais de 400 alunos nos cursos presenciais, quase 90 servidores e 30 terceirizados, fora a comunidade externa, que utiliza espaços como biblioteca, restaurante e ginásio de esporte. “Sem contar que essa é uma via de escoamento da produção de piscicultura, pecuária e agricultura”, comentou Barros.

O reitor em exercício do IFRR, Nadson Castro, agradeceu o empenho do governo em iniciar e concluir a obra, e mencionou que o CAM tem conseguido grande destaque nas ações desenvolvidas, como a oferta de cursos por meio da Educação a Distância. “O Campus Amajari está presente em várias comunidades distantes e é referência em EaD no IFRR”, disse.

Rebeca Lopes

Deixe uma resposta