Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Geração de empregos no 1º semestre de 2014 é o melhor dos últimos 4 anos em Roraima

Geração de empregos no 1º semestre de 2014 é o melhor dos últimos 4 anos em Roraima

Resultado é o melhor nos últimos 4 anos - Foto: ArquivoNo primeiro semestre de 2014 a geração de empregos formais em Roraima registrou o melhor resultado dos últimos quatro anos. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, foram admitidos no período 13.399 trabalhadores contra um total de demissões de 12.113 trabalhadores, gerando assim um saldo positivo de 1.260 novos postos de trabalho com carteira assinada. 

Segundo análise da Coordenadoria de Estudos Econômicos e Sociais da SEPLAN, o resultado favorável apresentado no semestre deve-se especialmente a criação de empregos no setor de Serviços, principalmente nos subsetores de Serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção, redação, que gerou 354 novos postos de trabalho; o subsetor de Comércio e administração de imóveis, valores mobiliários, serviços técnicos, com 218 novos postos de emprego e o de Ensino com 208 postos. Outro setor que mereceu destaque neste primeiro semestre do ano foi o de Construção Civil, que no período gerou 449 novos postos de trabalho.

Apesar de também ter registrado um resultado positivo, o setor de Comércio ainda esta aquém dos valores apresentados nos últimos anos, que desde 2011 vem apontando, neste período, resultados superiores a 200 novos postos de trabalho, sendo que neste ano foram registrados apenas 74 novos postos no Comércio.

Os setores de Serviços Industriais de Utilidade pública (água, esgoto e energia), Administração Pública e Extrativa Mineral também registraram resultados positivos, com 47, 19 e 5 novos postos respectivamente. A Indústria de Transformação fechou o semestre com resultado nulo, já que a criação de empregos registrados em alguns de seus subsetores, como o de Produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico, foram igualados pela queda de empregos apresentada em outros subsetores, como o de Produtos minerais não metálicos.

O resultado negativo no ano ficou por conta do setor de Agropecuária, que apresentou o pior resultado dos últimos quatro anos, com uma retração no emprego formal de (-127) postos.

As ocupações com melhores saldos de empregos no primeiro semestre foram: Pedreiro com 204 novos postos; Servente de Obras com 193; Auxiliar Geral de Conservação de Vias Permanentes com 165; Auxiliar de Escritório em Geral com 118; e Zelador com 113.

As profissões que apresentaram as maiores quedas no mês passado foram: Vendedor de Comercio Varejista (-120); Motorista de Furgão ou Veiculo Similar (-60); Operador de Motosserra (-47); Vigia (-37); e Assistente Administrativo (-36).

 

 

Deixe uma resposta