Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Femarh e Cipa apreendem madeira de extração ilegal

Femarh e Cipa apreendem madeira de extração ilegal

A madeira será doada ao 6º BEC para ser utilizada na recuperação de pontes e pontilhões ao longo do estado - Fotos: Neto Araújo

A madeira será doada ao 6º BEC para ser utilizada na recuperação de pontes e pontilhões ao longo do estado – Fotos: Neto Araújo

Uma fiscalização de rotina feita pela Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) em parceria com a Cipa (Companhia Independente de Policiamento Ambiental), da Polícia Militar, apreendeu na última sexta-feira, 24, 50 metros cúbicos de madeira, correspondentes a 90 toras de madeira, extraída ilegalmente da região da Vicinal 4, município de Rorainópolis, ao Sul do estado.Essa foi a primeira grande apreensão do ano realizada pela Femarh. A madeira será doada ao 6º BEC (Batalhão de Engenharia e Construção) para ser utilizada na recuperação de pontes e pontilhões ao longo do estado. Equipes estão investigando o caso, na tentativa de identificar os responsáveis pela extração ilegal, uma vez que no ato da abordagem, não havia ninguém e por isso também não houve aplicação de multa e prisão.

Segundo o presidente da Femarh, Rogério Martins, em razão do período de queima controlada estar suspenso por conta da forte estiagem, duas equipes de fiscalização foram destacadas para percorrer o Interior do estado a fim de combater o desmatamento ilegal. “Foi uma fiscalização de rotina por conta das queimadas que estão ocorrendo de forma ilegal e nos deparamos com um grande desmatamento na região de Rorainópolis, que resultou na apreensão de 90 toras de madeira”, disse.

Na operação também foi apreendido um equipamento esquide, veículo que serve para manusear as toras de madeira até um caminhão transportador. O maquinário ficou nas dependências da Uerr (Universidade Estadual de Roraima) e no sábado, dia 25, quando equipes do Exército estiveram no local, constatou-se o sumiço do trator. A Uerr e a Femarh estão adotando as medidas legais.

Nesta segunda-feira, 27, 21 toras da madeira apreendidas serão transportadas para Boa Vista e ficarão sob a responsabilidade do 6º BEC. Equipes da Divisão de Fiscalização da Femarh se destacaram para o município de Rorainópolis para dar continuidade à operação.

Extração legal

A extração de madeira é legal quando é feita dentro dos 20% da área devidamente licenciada. Se o proprietário da terra derrubar a floresta no perímetro permitido de 20% mas sem o licenciamento ambiental, a multa é de mil reais por hectare derrubado. Se a extração ocorrer dentro da reserva legal (fora dos 20% permitidos), a multa avança para R$ 5 mil por hectare derrubado.

O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que alimenta o banco de dados do Governo Federal, aponta que de novembro de 2014 a janeiro de 2015, o desmatamento somou 291 quilômetros quadrados, o que corresponde aumento de 5% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Considerando apenas o corte raso entre novembro de 2014 e janeiro de 2015, o Inpe registrou uma devastação de 219 quilômetros quadrados – área equivalente a cerca de 137 vezes a do Parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo.

Leandro Freitas

 

Deixe uma resposta