Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Estado conclui cadastro georreferenciado da malha rodoviária de quatro municípios

Estado conclui cadastro georreferenciado da malha rodoviária de quatro municípios

Levantamento será importante para orientar aplicação de recursos em infraestrutura de transportes - Foto: France TellesO trabalho de elaboração do cadastro georreferenciado da malha rodoviária estadual já foi finalizado nos municípios do Cantá, São Luiz do Anauá, São João da Baliza e Caroebe. O levantamento começou em janeiro deste ano e, quando for concluído, o governo terá um mapa detalhado sobre localização, condições estruturais e extensão de todas as rodovias, estradas vicinais e pontes do Estado.

Os primeiros dados indicam crescimento substancial da malha viária dos municípios. O Cantá, por exemplo, passou de 550 quilômetros de vicinais, em 2000, para 1.074,40 quilômetros, em 2014. Na última atualização, o município tinha pouco mais de 900 quilômetros de estradas. Com base nos números iniciais, a estimativa é de que a extensão total das estradas municipais chegue a 10 mil quilômetros em 2014.  

De acordo com o Departamento Estadual de Infraestrutura de Transportes (DEIT), os próximos cadastros a serem concluídos são dos municípios de Rorainópolis, Caracaraí, Iracema e Mucajaí. Com dados sobre coordenadas geográficas, extensão, condições de tráfego e tipos de pavimento das vias, além de imagens das pontes e dos bueiros localizados ao longo dessas estradas, o levantamento será importante também para gestão e aplicação de recursos em infraestrutura rodoviária.

Além disso, a empresa responsável pelo trabalho, Compav-Consultoria Ltda., fornecerá um software para atualização contínua dos dados. De acordo com o diretor do DEIT, engenheiro Edílson Lima, isso possibilitará a inserção no banco de informações da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) sobre abertura de novas estradas e construção de pontes, realização de serviços de obras de artes nas vias, mudança do tipo de pavimento, após realização de obras de asfaltamento, entre outros.

Ele ressalta ainda que, a atualização dos dados garante, de forma imediata, a inclusão das estradas recém-abertas no sistema de viação do Estado, portanto também no Plano Nacional de Viação (PNV), o que possibilita a criação de linhas de transporte de passageiros. Somado a isso, servirá para orientar o gerenciamento dos recursos a serem aplicados na recuperação de estradas e também para delimitar e regulamentar a faixa de domínio nas rodovias estaduais, por meio de projeto de lei elaborado pelo Executivo.

Com base nas instruções federais sobre o assunto, o DEIT estabelece reserva de 40 metros, 20 de cada lado das rodovias estaduais, como faixa de domínio. Nas rodovias federais de pista simples, a reserva é de 60 metros, 30 de cada lado, e nas de pista dupla são reservados 100 metros, 50 de cada lado. A delimitação é uma medida de segurança necessária para evitar a utilização irregular da faixa de domínio, como a realização de construções nas áreas de acostamento das estradas, por exemplo.

 

 

Deixe uma resposta