Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Especializações da Sesau: mais 66 estudantes recebem tablets para aprimorar estudo

Especializações da Sesau: mais 66 estudantes recebem tablets para aprimorar estudo

Serão contemplados 34 alunos de pós em Direito Administrativo e 32 em Nutrição Enteral e Parenteral - Foto: SesauOs estudantes das pós-graduações em Direito Administrativo e em Nutrição Enteral e Parenteral ganham tablets para aprimorar a aprendizagem. Está prevista a chegada de 66 aparelhos digitais nesta quarta-feira, 16. A entrega para alunos das especializações em Nutrição e Direito Administrativo será na quinta-feira, 17, às 8h30, no auditório do Centro de Saúde da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

As especializações são promovidas pela Sesau, por meio da Coordenadoria-Geral de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (CGTES), em parceria com a Faculdade Machado de Assis de Curitiba (Fama). Ao todo, são 32 alunos do curso de Nutrição e 34 do Direito Administrativo. O evento deve contar com a presença do secretário de saúde em Exercício, Alysson Lins.

Conforme o diretor do Departamento de Gestão de Educação em Saúde, Mozart Andrade, o aparelho eletrônico é uma ferramenta importante, pois o aluno encontrará todos os conteúdos do curso armazenado no aparelho. “Encontrar todo o material didático em um único instrumento facilita, e muito, o rendimento do aluno. Esperamos que o aluno possa fazer bom uso dele”, comentou.

As qualificações estão em andamento, sendo que a Nutrição está no seu terceiro módulo. Enquanto, a de Direito Administrativo está no seu quinto módulo. “Os tablets são do aluno permanentemente, caso conclua os cursos. Caso haja desistência do aluno antes do fim do curso, o aparelho é devolvido à instituição promotora”, alertou o diretor.

A oferta do curso em Direito Administrativo é na perspectiva de melhor instruir os processos de PAD (Processo Administrativo Disciplinar) e Sindicância, evitando assim que tais processos sejam arquivados sem resolução do mérito, por ineficiência do procedimento instrutório. “Enfim, melhorar o nível de conhecimento dos servidores efetivos na área de direito público, no sentido de melhor subsidiar os trabalhos da Comissão de Sindicância”, exemplificou Lins.

O secretário acredita que a especialização beneficiará tanto os servidores, com a expansão do nível de conhecimento, quanto o Estado, que ganhará profissionais mais qualificados. “Além disto, o Estado vai ganhar mais qualidade nos serviços prestados, pois teremos servidores melhor preparados na instrução dos procedimentos administrativos. E ainda, atualizados na era digital”, afirmou.

Saiba mais

A nutrição enteral é aquela que não utiliza a via oral normal para a ingestão dos alimentos. Esta se faz por meio de sondas introduzidas diretamente no estômago ou no intestino do paciente. E a nutrição parenteral é a alimentação que fornece todos os nutrientes necessários ao paciente por via venosa. Ela deve ser utilizada quando o trato gastrointestinal não está apto a receber alimentos, ou seja, no agravamento do quadro do paciente que recebe nutrição enteral ou em casos de obstruções severas do tubo gastrointestinal, pancreatites, fístulas, traumatismos, intervenções cirúrgicas, pós-operatórios, doenças inflamatórias intestinais, queimaduras graves e extensas, entre outros casos.

 

 

 

Deixe uma resposta