Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Enfermagem para Indígena: Etsus reabre edital e altera item de classificação

Enfermagem para Indígena: Etsus reabre edital e altera item de classificação

A contratação de dez docentes temporários qualificará 35 indígenas em técnicos de enfermagem - Foto: CGAB/SesauA Escola Técnica de Saúde de Roraima (Etsus) reabre edital para contratar docentes para atuar no curso Técnico em Enfermagem para 35 indígenas, da maloca da Malacacheta, região do Cantá. As inscrições vão até dia 29, na própria a unidade. Os documentos devem ser entregues na sede da unidade, na rua Uraricoera, 1668, no bairro São Vicente, em horário comercial. 

O contrato temporário de docentes é de R$ 35 hora/aula, e as demais informações de participação e formalização da inscrição está no endereço eletrônico www.sesau.rr.gov.br.

A diretora da Etsus, Cleres Alvarenga, explicou que a reabertura do edital, para garantir o preenchimento das 10 vagas disponíveis, o novo certame veio com uma alteração nos critérios. “O que era um item obrigatório e de classificação, agora, nesse novo edital, a exigência de pelo menos um ano de experiência comprovada em área indígena, será apenas requisito de pontuação”, explicou.

A diretora lembrou que o primeiro seletivo conseguiu classificar três profissionais. O novo é para complementar, ou seja, mais sete terão que passar pelas duas fase classificatória, análise curricular e avaliação didática. “Os três primeiros aprovados aguardarão até a conclusão do novo seletivo”, informou. 

O edital diz que o resultado final do processo seletivo simplificado poderá ser publicado no dia 23 de outubro. Até lá, ocorrerá a primeira fase – análise curricular – provavelmente de 08 a 12 de setembro, e a segunda fase, entre os dias 6 e 10 de outubro.

O funcionamento das aulas será em duas etapas formativas, divididas em 10 blocos que terão 820 horas/aulas, sendo 560h de teoria e 260h práticas. O docente receberá também ajuda de custo de R$ 60,00 por dia para deslocamento e alimentação.

Conforme a diretora, o candidato poderá concorrer, somente, a um único bloco de unidades temáticas. Cada bloco possui diferentes temas ligadas a saúde. A análise vai favorecer o profissional docente que tenha capacidade de exercer a docência com desenvoltura, domínio de conteúdo, clareza e coerência de ideias, boa expressão verbal e corporal. “Na avaliação didática, o candidato deverá ministrar uma aula para uma banca de avaliadores, em um dos assuntos pretendidos”, informou.

O julgamento dos candidatos será feito por uma Comissão de Avaliação do Processo Seletivo Simplificado, composta por três membros da Etsus/RR e mais dois dos DSEIs, sendo um do Leste e outro do Yanomami.

 

 

 

Deixe uma resposta