Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Empresários de Santa Catarina podem fazer investimentos em RR

Empresários de Santa Catarina podem fazer investimentos em RR

Em busca de novas fronteiras agrícolas, empresários de SC iniciaram uma série de visitas em Roraima, a convite da Secretaria de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos - Foto: Fernando Oliveira

Em busca de novas fronteiras agrícolas, empresários de SC iniciaram uma série de visitas em Roraima, a convite da Secretaria de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos – Foto: Fernando Oliveira

Fomentar investimentos e incentivar o setor produtivo de Roraima, em especial do Agronegócio, têm sido uma das grandes preocupações do Governo do Estado, nesses primeiros 90 dias de gestão. Visando alavancar um trabalho em busca de investidores, a Seapi (Secretaria Extraordinária de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos) intermediou a vinda de um grupo de empresários de Santa Catarina ao estado, que estiveram reunidos na noite desta segunda-feira, dia 6, no Palácio Senador Hélio Campos, com Neudo Campos, além de membros do primeiro escalão do Executivo Estadual, o chefe-geral da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) em Roraima, Otoniel Ribeiro Duarte, e o estadual deputado Gabriel Picanço.

O grupo de empresários formado por Alcides Borges, presidente da Cooperaviso, com 2.000 produtores de aves e suínos; Alexandre Didomenico e João Didomenico, da Coocam, produtora de grãos; Edward Mundy, da do Grupo Reunidas, que tem em sua cartela mais nove empresários; Éverton Gratt, produtor e representante de fabrica de equipamentos para usina de etanol de batata; Aguinaldo Paggi, pecuarista; e Kelvin Borges, secretário de Desenvolvimento Econômico, visitarão ainda áreas produtivas do estado em busca de mais informações sobre as condições de solo, clima e infraestrutura para futuros investimentos.

Durante a reunião, Neudo Campos falou do planejamento que o Governo tem para o desenvolvimento do Estado e das principais iniciativas que estão sendo tomadas para proporcionar condições aos empresários que queiram investir em Roraima, como incentivos fiscais, apoio técnico, articulação com instituições financeiras.

“Nosso objetivo é despertar o interesse de produtores, que queiram investir e trabalhar em prol do desenvolvimento desta terra. Sabemos que Roraima é um pólo produtivo de grande potencialidade, de localização geográfica privilegiada, de clima e solo atrativos, com destaque para possibilidade de produção de grãos no período da entressafra, e ainda mercado vizinhos como a Venezuela, Guiana e o estado do Amazonas”, enfatizou Neudo.

O secretário extraordinário de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos de Roraima, Alberto Pizzolatti, destacou que recebeu uma missão da governadora Suely Campos, e de Neudo Campos, no sentido de atrair para Roraima, investidores nos mais diversos setores. “Como conhecemos a potencialidade de Roraima para o agronegócio, estamos iniciando essa articulação com esse primeiro grupo. Todos são produtores conceituados no Sul do país, sendo dois deles, dirigentes de cooperativas de grande porte, uma delas com 2.000 produtores”, acrescentou.

Pizzolatti disse que além da captação de investidores no setor do agronegócio, o Governo está trabalhando em outros projetos que irão fortalecer a política de desenvolvimento econômico e social do Estado. “Devido à afinidade tanto com a governadora Suely quanto com Neudo, tendo em vista que fui deputado federal juntamente com ambos, em períodos diversos, estamos podendo articular projetos importantes para Roraima e dentro da visão estratégica de desenvolvimento do Governo”, salientou.

Ao ser questionado sobre a primeira impressão que teve do estado, depois da reunião com os secretários de Estado e autoridades do setor produtivo, Alcides Borges, presidente da Cooperaviso, de aves e suínos, afirmou que é a melhor possível. “Estamos buscando novas fronteiras agrícolas para expandir e buscar novos negócios e para agregar com essa produção ao que temos em Santa Catarina, um modelo nosso de integração e verticalização, onde o produtor produz leite, suínos, aves, pecuária de corte bovina e grãos, que é o princípio básico de toda essa criação para transformar em proteína animal”, relatou o produtor.

Alexandre Didomenico, da Coocam, produtora de grãos, ressaltou estar impressionado com o que já viu e ouviu. “Estamos buscando o máximo de informações e possibilidades para investimentos futuros. Já tivemos essa primeira reunião e amanhã devemos começar as visitas de campo, pois precisamos averiguar in loco todas as vantagens que já nos foram apresentadas hoje e que nos deixou bastante impressionados”, disse.

Após a reunião com o primeiro escalão do Executivo estadual, os empresários estiveram reunidos, ainda no Palácio Senador Hélio Campos, com agentes imobiliários para conhecer a oferta de áreas disponíveis para produção no estado.

Neuraci Soares

 

Deixe uma resposta