Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Embrapa: interação Lavoura-Pecuária será tema da IV Reunião de Tecnologias para a Cultura da Soja

Embrapa: interação Lavoura-Pecuária será tema da IV Reunião de Tecnologias para a Cultura da Soja

A Reunião de Tecnologias para a Cultura da Soja no Cerrado de Roraima chega a sua quarta edição trazendo novas informações e ampliando as discussões para utilização do grão em sistema de Integração Lavoura-Pecuária (iLP). O evento acontecerá nos dias 21 e 22 de março, no Auditório da Embrapa Roraima, das 8h às 17h15, e tem como público pesquisadores, profissionais de assistência técnica e extensão rural, produtores e demais interessados no cultivo da soja. O evento é gratuito, sem necessidade de inscrição prévia.

Entre os temas que serão abordados estão: Forrageiras para sucessão à soja; Semeadura de milho com forrageiras para a formação de pasto; Geração de informação para tomada de decisões no cultivo da soja e Integração Lavoura-Pecuária. Também serão ministradas palestras que visam atualizar os produtores nas questões básicas para o plantio, como correção e adubação do solo, manejo de pragas e doenças.

Outra novidade este ano é a ampliação da participação internacional com a apresentação da palestra ‘O que significa “La Ruta de la Soya Venezuela” para a integração entre os dois países (Brasil e Venezuela) num futuro próximo’, que abordará as possibilidades de parceria entre produtores brasileiros e venezuelanos. A Embrapa receberá também grupo de 29 produtores do país vizinho para participação no evento.

Para o pesquisador da Embrapa Roraima e organizador do evento, Vicente Gianluppi, a utilização da soja em sistemas iLP trará novas possibilidades para exploração da cultura no Estado, sendo a alternativa mais segura para que os produtores roraimenses possam fazer a segunda safra através da produção de carne em consórcio com a lavoura de grãos.

Segundo Gianluppi, Roraima dispõe de 4 milhões de hectares de cerrado, sendo que, aproximadamente, um milhão destes tem aptidão para serem incorporados ao processo produtivo através de um sistema de produção que faça a integração entre lavoura e pecuária, explica o pesquisador.

Cultivares da Embrapa

Atualmente, 95% das cultivares de soja plantadas em Roraima são provenientes das pesquisas de melhoramento da Embrapa. São dez as cultivares já testadas em área de produtor e campos experimentais, todas disponibilizadas aos produtores roraimenses, são elas: BRS Tracajá, que representa 60% da área semeada no Estado, BRS 8381, BRS 8581, BRS 7980, BRS 8780, BRS 9180 IPRO RR, BRS 9383 IPRO RR, BRS Sambaíba, BRS Raimunda e BRS Candeia.

Os trabalhos tem priorizado a seleção de materiais de ciclos curtos, com resistência à nematoides e com alto potencial produtivo. O ciclo curto oferece maior segurança ao produtor por ampliar a janela de semeadura e minimizar o efeito dos veranicos, permitindo a implantação de pastagem associada ao cultivo da soja na mesma safra, estratégia decisiva para o sucesso da integração lavoura-pecuária.

Produção em Roraima

Com condições de solo e clima adequados para o cultivo do grão, Roraima desponta como novo polo sojicultor no Norte do país. Uma das grandes vantagens do Estado é a safra invertida, caracterizada pela colheita em agosto/setembro, período em que os sojicultores de outros estados do país estão iniciando a semeadura. Em 2016, o Estado contabilizou 25 mil hectares de área plantada e produtividade em torno de 3 mil toneladas por hectare.

Clarice Rocha

Deixe uma resposta