Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Educar é Prevenir: Roda de Conversa encerra atividade na escola Elza Breves de Carvalho

Educar é Prevenir: Roda de Conversa encerra atividade na escola Elza Breves de Carvalho

Educar é Prevenir na escola Elza Breves – Fotos: Platão Arantes

“É muito importante sabermos, porque as vítimas quando não são mortas, ficam com traumas para sempre e precisamos aprender a nos defender”. Esta é uma afirmação da aluna Camily Amorim, estudante do sétimo ano do ensino médio do Colégio Militar Estadual Professora Elza Breves de Carvalho, localizado no Conjunto Cidadão, no bairro Senador Hélio Campos, zona Oeste de Boa Vista.

Durante esta semana, desde o dia 11, toda a comunidade escolar da unidade de ensino recebeu as atividades do projeto ‘Educar é Prevenir’, da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), por meio do Núcleo de Promoção e Prevenção as Vítimas de Tráfico de Pessoas.

Camely Amorim

Nesta sexta-feira, 15, todos os alunos, professores e demais servidores da instituição, participaram de uma roda de conversa juntamente com os integrantes da Rede de Proteção contra o Tráfico Humano. E no momento das discussões, eles apresentaram peças teatrais e formularam perguntas sobre dúvidas acerca do tráfico de pessoas.

Para a coordenadora do Núcleo, Socorro Santos, o trabalho tem apresentado resultados positivos, pois os alunos trazem questionamentos e esclarecem dúvidas. “É de suma importância fazer com eles saibam a quem recorrer em situações de risco. Eles ficam empoderados de informações e aprendem a quem pedir ajuda dentro da Rede Proteção”, explicou Socorro.

Representantes de toda a Rede de Proteção, como Policia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público Federal (MPF), Juizado da Infância e da Juventude, Conselho Tutelar, Comitê Estadual de Enfrentamento a Exploração Sexual e Tráfico de Pessoas, Diocese de Roraima e Polícia Federal (PF) participaram deste processo, nesse e nas edições anteriores.

A inspetora Verônica Cisz, da Comissão de Direitos Humanos da PRF, disse que eles fazem um trabalho em parceria com a Rede para que as fiscalizações sejam reforçadas e o tráfico deixe de existir, não apenas em Roraima, mas em todo o pais. “A Rede de Proteção faz um trabalho intensivo de fiscalização para que estas pessoas sejam salvas desse mal e esse trabalho junto aos adolescentes é muito importante, pois a partir do momento que eles conhecem, eles aprendem o que fazer para evitar”, enfatizou.

A procuradora especial da mulher, deputada Lenir Rodrigues (PPS), acredita que a prevenção é o melhor caminho, e aproveitou para agradecer o apoio importante para a condução dos trabalhos. “Queremos agradecer ao Tribunal de Justiça (TJ), que nos concedeu o alvará com disponibilização de recursos e com isso foi possível adquirirmos o material necessário para estarmos aplicando neste projeto, e eu acredito muito que o processo educativo da sociedade passa por prevenção”, ressaltou a procuradora.

O projeto ‘Educar é Prevenir’, segundo a coordenação, tem a meta de chegar a 19 escolas em um ano, sendo 15 na Capital e quatro nas cidades de Rorainópolis, Bonfim, Pacaraima e Caracaraí. A próxima escola a receber o projeto será a Cicero Vieira Neto, no município de Pacaraima, localizado ao Norte do Estado de Roraima, nos dias 27, 28 e 29 deste mês.

Tarsira Rodrigues

 

 

Deixe uma resposta