Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Política | Deputado requer informações sobre critérios de escolha do Crédito do Povo

Deputado requer informações sobre critérios de escolha do Crédito do Povo

Deputado Masamy Eda  - Foto: Secom ALE-RR

Deputado Masamy Eda – Foto: Secom ALE-RR

O mês de maio começou com muitas surpresas para mais de 24 mil famílias em Roraima. O motivo foi o corte do benefício do Crédito do Povo, conhecido anteriormente como Crédito Social. Desde o início do mês, diversas pessoas têm buscado respostas junto a Secretaria Estadual do Trabalho e Bem Estar Social (Setrabes), órgão responsável pelo programa assistencial, quanto ao critério de escolha dos atendidos e o meio utilizado.Um dos afetados, o desempregado João Batista, 36, pai de três filhos, procurou a Assembleia Legislativa para expor a situação vivida por ele e por muitas famílias após o corte do Crédito do Povo. “Recebo esse benefício desde o governo Flamarion Portela e agora está difícil, pois é uma ajuda, principalmente quando temos crianças para sustentar”, declarou, ao salientar que para manter a casa, ele e a esposa trabalham fazendo “bicos” e não tem o dinheiro certo e fixo todo final de mês.

“Conversei com o deputado Jalser Renier e ele se mostrou muito preocupado com a situação das nossas famílias. Confio nele e espero que ele nos ajude”, destacou Batista. Segundo ele, foi injustiça feita contra quem realmente necessita. “Fizeram esse recadastramento sem visitar as casas e agora querem fazer isso? Depois de prejudicarem milhares de pessoas?

Isso não pode e esperamos que as nossas autoridades tenham a sensibilidade de enxergar esse fato”, desabafou o ex-beneficiário.

Com residência no conjunto habitacional Pérolas do Rio Branco, no bairro Nova Cidade, zona Oeste, Batista informou que no interior do Estado diversas famílias foram desamparadas com essa ordem e que muitas passam fome. “Estive na Setrabes e o que vi foi muita gente chorando e eu chorei por presenciar isso”, comentou.

Diante desse fato, o deputado Masamy Eda (PMDB), requereu o Pedido de Informação nº 01/2015 junto a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE/RR), que foi aprovado pelos membros da Casa. O documento é direcionado a titular da Setrabes Emília Campos, para disponibilize informações sobre a concessão do Crédito do Povo, assim como os critérios usados pela comissão instituída para escolha dos beneficiários.

No pedido consta ainda que sejam repassadas, em mídias sociais, informações com relação a nova lista de beneficiados após esse recadastramento. O deputado acredita que estas informações precisam de mais transparência, principalmente para aqueles que mais necessitam. “Esperamos pelo atendimento ao pedido”, enfatizou.

Crédito

O Crédito do Povo foi suspenso por três meses, desde janeiro, após constatação de fraudes no repasse de verbas para pessoas que não se enquadravam no perfil do programa. Uma auditoria foi realizada por técnicos da Controladoria Geral do Estado, onde foi identificado que, entre os mais de 49 mil inscritos, pouco mais de 24 mil não atendiam aos critérios. A constatação aconteceu após o recadastramento feito entre fevereiro e março deste ano.

O primeiro pagamento, com retroativo ao mês de janeiro, foi feito no dia 30 de abril. As agências bancárias lotaram e muitos descobriram, na boca do caixa eletrônico, a exclusão do Programa. Desde então, muitas famílias procuram a sede da Setrabes, localizada na avenida Mário Homem de Melo, para saber o motivo do corte.

Yasmin Guedes

 

Deixe uma resposta