Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Política | Deputado Izaias Maia denuncia casos de alcoolismo entre índios no Estado

Deputado Izaias Maia denuncia casos de alcoolismo entre índios no Estado

Izaias Maia: “Não podemos permitir que nossos adolescentes indígenas sejam vitimas da embriaguez” - Foto: Charles Wellington

Izaias Maia: “Não podemos permitir que nossos adolescentes indígenas sejam vitimas da embriaguez” – Foto: Charles Wellington

Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), durante a sessão ordinária realizada na manhã desta quinta-feira, 19, o deputado Izaias Maia (PRB) demonstrou preocupação acerca do alto índice de alcoolismo entre indígenas do Estado.

O parlamentar denunciou ainda a existência de índios adolescentes perambulando embriagados nas ruas da capital.  “É comum encontrarmos essas pessoas andando sem direção pelas ruas de Boa Vista. Muitos procuram as praças e nas feiras como moradia. Já tive a infelicidade de ver alguns deles comendo lixo e vivendo de forma subumana”, lamentou Maia, mencionando um igarapé próximo a ponte do Cauamé, onde alguns estariam usando como abrigo.

O deputado pediu apoio dos parlamentares para que cobrem das autoridades competentes as devidas providências para resolver o problema. “Estou elaborando uma matéria sobre essa problemática para denunciar o problema, pois não podemos permitir que nossos adolescentes sejam vitimas do alcoolismo”, disse.

Os deputados Gabriel Picanço (PRB) e Aurelina Medeiros (PSDB) enalteceram o pronunciamento de Maia e se prontificaram a apoiar a iniciativa. “Infelizmente temos uma política indigenista que limita o Estado a fazer algo pelas comunidades indígenas. O Governo Federal que tem a tutela dessas pessoas não está fiscalizando essa problemática em Roraima. Sugiro que formalizemos a denúncia baseada em provas para que sejam encaminhadas aos órgãos competentes em Brasília, pois não podemos contar com a Funai (Fundação Nacional do Índio) aqui no Estado”, finalizou Aurelina.

Jânio Tavares

 

Deixe uma resposta