Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Defensoria empossa primeiros servidores concursados nesta sexta-feira

Defensoria empossa primeiros servidores concursados nesta sexta-feira

A posse de servidores concursados é a primeira da história da DPE – Foto: Ascom/DPE

Os quatro primeiros servidores nomeados da Defensoria Pública do Estado (DPE), do 1º concurso para Provimento de Cargos Efetivos do Quadro de Pessoal, realizado em 2015, vão tomar posse nesta sexta-feira (27), no auditório da Instituição, na Avenida Sebastião Diniz, 1165, Centro, às 9h.

A posse de servidores concursados é a primeira da história da DPE. Os empossados serão dois de nível médio: Ilara Talita da Silva e Souza (Assistente Administrativo) e Miguel Lucas de Alencar Pereira (Oficial de Diligência); e dois de nível fundamental: Daniel Leandro Jerônimo da Silva e Ana Karla de Sousa Batista, ambos, para o cargo de Auxiliar Administrativo.

A defensora pública-geral, Terezinha Muniz, dará posse aos novos servidores. Segundo ela, a posse dos primeiros concursados é um anseio não só deles como também da Instituição. “Com a vinda dos efetivos o setor de Atendimento, como porta de entrada dos assistidos aos serviços da Instituição, ganhará um reforço a mais”, garantiu.

A defensora-geral destacou que a contratação de mais concursados é prioridade da atual Gestão, porém para isso acontecer, a instituição necessita de um maior aporte de recursos orçamentário e financeiro. “Sabemos da importância dessas primeiras contratações, mas o número ainda é irrisório diante das necessidades que temos, contudo, estamos empenhados em conseguir o aumento de investimento institucional. Ou seja, mais recursos, mais justiça social garantida”, frisou Terezinha.

Na oportunidade, a defensora-geral parabenizou os empossados. “Parabéns a todos pela conquista e sejam bem-vindos à Defensoria, instituição essencial para as pessoas que necessitam de assistência jurídica gratuita. Com a chegada deles, a DPE será com certeza ainda mais atuante”, saudou Terezinha.

O classificado para o cargo de Oficial de Diligência, Miguel Lucas de Alencar, conta da alegria com a proximidade da posse, pois com isso vê a realização de um sonho. “Fiquei sabendo da convocação através de amigos “concurseiros” que visualizaram a notícia nas mídias sociais em uma quinta-feira, e no dia seguinte procurei logo a Defensoria. Agora estou muito feliz em ser empossado e saber que o resultado de um esforço já está aparecendo”, comemorou.

De acordo com a responsável pelo Departamento de Recursos Humanos da DPE, Eunice Almeida, os candidatos passaram por todos os tramites legais para a realização da posse. “Conforme o edital, os empossados já são considerados aptos a ocuparem os cargos, pois já realizaram a inspeção de saúde na Junta Médica Oficial e entregaram toda a documentação necessária”, ressaltou.

A fundação Carlos Chagas também teve participação nessa parte do processo. A fundação foi quem emitiu o laudo técnico informando se o empossado é o mesmo que realizou as provas do Concurso.

Celton Ramos

 

Deixe uma resposta