Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Coronel Mota: bloco desativado há 30 anos passa por reforma

Coronel Mota: bloco desativado há 30 anos passa por reforma

Assim que for concluído o bloco C, os trabalhos de reestruturação serão iniciados nos outros blocos até que toda a unidade esteja completamente reformada - Fotos: Francisco Oliveira

Assim que for concluído o bloco C, os trabalhos de reestruturação serão iniciados nos outros blocos até que toda a unidade esteja completamente reformada – Fotos: Francisco Oliveira

Dando prosseguimento as ações de melhorias nas estruturas físicas das unidades de saúde, o Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) iniciou a reforma do bloco C do HCM (Hospital Coronel Mota). O local abrigava o antigo centro cirúrgico e estava desativado desde a década de 80, ou seja, há mais de 30 anos. A previsão é que até o início de abril, as obras sejam finalizadas.

De acordo com o diretor do HCM, Sandro Fernandes, a área reformada ganhará nove consultórios médicos, três salas de ultrassom, uma de eletrocardiograma e outra para eletroencefalograma. “O bloco ganhará uma ampla recepção onde os pacientes que aguardam a consulta poderão esperar pelo atendimento em ambiente climatizado, com cadeiras confortáveis”, pontuou o diretor, ao ressaltar que a ideia é acabar com cadeiras de espera nos corredores.

Com a reforma deste bloco, dois novos serviços serão acrescentados aos muitos já ofertados pela unidade, entre eles, a realização de biópsia hepática e a paracentese, que é um procedimento médico que consiste na retirada de líquido por punção com agulha. “Este procedimento é realizado hoje apenas no HGR [Hospital Geral de Roraima]”, disse o diretor. “A ampliação dos serviços à população também é prioridade para a gestão”, reforçou.

As ações de melhoria na estrutura física da unidade vêm ocorrendo desde o ano passado, onde o bloco D foi reformado para a instalação do SAE (Serviço de Assistência Especializada). “O projeto prevê que toda a unidade seja reformada e que tão logo seja concluído o bloco C, os trabalhos de reestruturação sejam iniciados no bloco B, em seguida no bloco A, até que toda a unidade esteja completamente preparada para melhor atender a população”, complementou Fernandes.

HCM

Com a obra, hospital ganhará 14 espaços para consultas e exames e dois novos serviços serão acrescentados aos já ofertados pela unidade

Com a obra, hospital ganhará 14 espaços para consultas e exames e dois novos serviços serão acrescentados aos já ofertados pela unidade

Atualmente o hospital é a unidade referência em consultas especializadas e exames. Oferece atendimento em 33 especialidades, aos pacientes da Capital e do Interior, entre cardiologista, endocrinologista, urologista, neurologista, psiquiatra, geriatria e outras especialidades.

Possui também exames complexos como eletroencefalograma, eletrocardiograma, além do atendimento em seis programas específicos como Diabetes, Hanseníase, Hepatite, Tuberculose, Asma e Colostomia. A unidade dispõe ainda de serviços de pequenas cirurgias, tratamento de feridas, acupuntura, alergia-imunologia, ultrassonografia, radiologia (raio-x).

O HCM foi inaugurado em 1958 e já abrigou a Maternidade, o Hemocentro e o Pronto Socorro, sendo um verdadeiro patrimônio histórico para o Estado.

Wanessa Carvalho

 

 

Deixe uma resposta