Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Combate à malária: núcleo aguarda municípios informarem quantitativo de material para o interior

Combate à malária: núcleo aguarda municípios informarem quantitativo de material para o interior

Chegaram ao Estado, aproximadamente 16.500 EPIs, entre máscaras, luvas, botas, macacões, bonés,óculos e outros equipamentos de proteção - Foto: Ascom/SesauAtendendo diretrizes do Ministério da Saúde (MS), o Núcleo Estadual de Controle da Malária dará continuidade ao reforço das ações de prevenção, controle e combate da doença em Roraima. Para tanto, pretende repassar, na primeira quinzena de agosto, aproximadamente 16.500 Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) enviados pelo Ministério da Saúde, para o trabalho dos agentes de endemias que atuam nos municípios. No entanto, para ter êxito, aguarda o posicionamento dos gestores municipais sobre o quantitativo necessário para desenvolver os trabalhos.

Até agora apenas os municípios de Alto Alegre, Bonfim, Pacaraima e Mucajaí enviaram a quantidade necessária de EPIs, para as atividades do segundo semestre de 2014.      Serão disponibilizados 300 máscaras de proteção individual, 300 pares de luva, 300 pares de bota de couro, 300 macacões, 150 bonés (bico de pato), 150 protetores auriculares, 150 óculos de proteção individual, somando aproximadamente 16.500 equipamentos.

Conforme gerente Estadual do Núcleo de Controle da Malária em Roraima, Jonas Monteiro Souza, os equipamentos serão repassados de acordo com a necessidade apresentada por cada região. “Os equipamentos atenderão todos os municípios do Estado, mas é preciso que os gestores informem a quantidade necessária, de acordo com a demanda de cada localidade, para que o trabalho seja iniciado o quanto antes”, esclareceu.

A entrega do material aos municípios ficou acordada na 25ª Reunião de Avaliação do Programa Estadual de Controle da Malária, realizada em julho. “A aquisição dos equipamentos foi um dos pontos tratados da reunião, de forma que os gestores tiveram a oportunidade de falar sobre o trabalho desenvolvido no interior e das dificuldades enfrentadas em cada localidade. Diante do apresentado, os materiais foram adquiridos e já estão disponíveis, conforme acordado no encontro. No entanto, até agora apenas quatro municípios enviaram o quantitativo necessário para executar o trabalho. Por isso, aguardamos o envio pelos gestores municipais para que possamos seguir com o cronograma de atividades estabelecido para 2014. Nossa proposta é ainda na primeira quinzena de agosto iniciar o repasse dos equipamentos”, salientou.

A disponibilidade dos equipamentos faz parte do trabalho realizado em Roraima, atendendo a portarias ministeriais que normatizam o trabalho de controle e combate da malária nos estados. “O objetivo primordial é garantir a segurança dos trabalhadores que realizam as atividades do controle vetorial (borrifação intradomiciliar de nebulização espacial (fumacê), para o controle da malária, especialmente nesse segundo semestre”, reforçou.

Entre as ações estabelecidas para 2014, foram instalados mais de 500 mosquiteiros impregnados, na região de São João do Baliza, concluindo o cronograma que atendeu também os municípios de Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Uiramutã, Normandia, São Luís, São João do Baliza, Caroebe, Iracema e Mucajaí. Além da atualização para mais de 100 microscopistas e capacitação de servidores que atuam nos laboratórios de revisão de lâminas para o controle da malária.

 

 

Deixe uma resposta