Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Colunistas | Wilson Barbosa | Coluna Panorama Esportivo 21.08.14 – Wilson Barbosa

Coluna Panorama Esportivo 21.08.14 – Wilson Barbosa

Lanterna 

Palmeiras perdeu para o Sport na Arena Pernambuco - Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)A seis dias do centenário, o Palmeiras confirmou que dificilmente não estará na zona de rebaixamento enquanto comemorar seu aniversário. Nesta quarta-feira, a consequência da falta de planejamento e a montagem de um time com fragilidades técnicas teve até gol contra do goleiro Fábio, erro marcante na derrota de virada para o Sport, por 2 a 1, na Arena Pernambuco. E que colocou o time na última posição do Campeonato Brasileiro. Sem Lúcio, suspenso, e Valdivia, mais uma vez machucado, o Verdão começou bem e abriu o placar com Henrique, aos 13. Mas Fábio tratou de inaugurar mais um mau resultado, desviando a bola contra suas próprias redes após cobrança de falta de Patric, aos 22. Dez minutos depois, o Verdão não conseguiu acompanhar o rebote após bate-rebate em sua área e Patric marcou um golaço, virando ainda no primeiro tempo.

Atacantes

Não adiantou Ricardo Gareca escalar  quatro atacantes por quase todo o segundo tempo. Mais do que organização tática, o Palmeiras precisa de qualidade técnica. Não à toa, completa dez rodadas sem vitória no Brasileiro, torneio pelo qual ainda não venceu com o técnico argentino, e parou nos 14 pontos, protagonizando a pior campanha da competição.

O time tenta respirar em seu último jogo antes de o clube completar 100 anos, enfrentando o Coritiba às 21 horas (de Brasília) no sábado, no Pacaembu. Já o Sport, ainda próxima da faixa da tabela que dá vaga na Libertadores, atinge 25 pontos e encara o Fluminense às 16 horas de domingo, no Maracanã.

Demitido

Após a derrota para o então lanterna do Campeonato Brasileiro, Coritiba, por 2 a 0 na noite de quarta-feira no Couto Pereira, o técnico Jorginho foi desligado e saiu do comando do Vitória. A decisão foi tomada pelo executivo de futebol Marcos Moura Teixeira e pelo vice-presidente Epifânio Carneiro, em uma reunião realizada no hotel em que a equipe está hospedada em Curitiba, na madrugada desta quinta. O clube procura um substituto e o novo treinador deve ser anunciado até segunda-feira. Carlos Amadeu deve assumir interinamente e comandar a equipe no próximo domingo diante do Figueirense, no Barradão. O nome mais cotado para o cargo é Enderson Moreira, demitido do Grêmio no final de julho.

Centroavante

A torcida do Flamengo deu mais uma demonstração de que pode ser o maior reforço do time para a disputa do Campeonato Brasileiro. Na vitória de virada por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, foram 40.892 torcedores presentes no Maracanã em um jogo que começou às 22h (horário de Brasília) com o time brigando para não voltar à zona de rebaixamento. Em nenhum momento da partida a vaia ganhou as arquibancadas, mesmo como time ficando em desvantagem desde o primeiro tempo. Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, a torcida foi a responsável pela virada diante do Atlético-MG.

Brasileiro

O São Paulo conseguiu na noite desta quarta-feira uma vitória digna de uma equipe que briga pelas primeiras posições da tabela. Em pleno Beira-Rio, o time paulista abriu o placar com Paulo Henrique Ganso no primeiro tempo, segurou o resultado como pode no restante da partida e saiu de campo com o importante triunfo por 1 a 0 sobre o Inter, que vinha de cinco vitórias seguidas sem sofrer gols, para entrar no G-4 da competição nacional. Até então, o clube colorado só havia perdido em casa para o Cruzeiro, pela sétima rodada do torneio nacional – a única derrota no Beira-Rio havia sido para o Ceará, pela Copa do Brasil. O revés impede o Inter de assumir a liderança do Brasileiro: fica com 31 pontos, na segunda colocação. O time tricolor, por sua vez, sobe aos 29 pontos e tira o Fluminense do G-4, assumindo a terceira colocação – ainda pode ser ultrapassado pelo Corinthians, que joga nesta quinta em Itaquera contra o Goiás.

Tabela

A Chapecoense fez valer seu mando de campo, nesta quarta-feira, ao superar o Fluminense, na Arena Condá, em Santa Catarina, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os donos da casa aproveitaram melhor as oportunidades de gol e venceram por 1 a 0, ganhando um fôlego a mais na briga contra o rebaixamento e atrapalhando os cariocas na perseguição aos clubes do G-4. Camilo, no segundo tempo, fez o único gol da partida. Com o resultado, o Fluminense acumula três tropeços na competição, sendo um empate e duas derrotas, e deixa a zona de classificação da Copa Libertadores, aparecendo em 5º lugar, com 26 pontos. Já a Chapecoense chega aos 19, na 12ª posição e se distancia da zona da degola. Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Sport, domingo (24), às 16h, no Maracanã. As equipes farão duelo direto para entrar no G-4. Já a Chapecoense encara o Botafogo, que luta para não entrar na zona da degola, sábado (23), às 18h30, também no Maracanã.

Empata

Bahia e Criciúma fizeram um duelo sofrível na noite desta quarta-feira, na Fonte Nova, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na briga para fugir do rebaixamento, os dois times pouco criaram em Salvador e, no estádio que ficou famoso pela chuva de gols durante a Copa do Mundo de 2014, não saíram de um empate moroso por 0 a 0.  Foi, por sinal, o primeiro duelo da arena que termina sem gols após o Mundial. A igualdade mantém os baianos na zona de rebaixamento do Brasileiro por mais uma rodada: são apenas o 18º, com 15 pontos. Já a equipe catarinense não melhora muito a sua situação na tabela e fica a perigo, com 17 pontos, em 14º lugar. Ambos os times voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro neste fim de semana. No domingo, o Criciúma recebe o Flamengo às 16h (de Brasília). No mesmo dia, mas às 18h30, o Bahia visita o Atlético-PR na Arena da Baixada.

Supera

O Coritiba conseguiu abandonar a lanterna do Campeonato Brasileiro ao derrotar, no Couto Pereira, o Vitória, por 2 a 0, nesta quarta-feira, pela 16ª rodada da competição. Dudu, com um golaço de fora da área, e Keirrison, de pênalti, foram os heróis do triunfo, que deve aliviar um pouco a pressão sobre o técnico Celso Roth. Com o resultado, o clube paranaense chegou aos 15 pontos, subindo na tabela, mas sem deixar a zona de rebaixamento. O último lugar ficou com o Palmeiras, justamente o adversário na próxima rodada. O triunfo também fez o time passar o próprio Vitória, outro que está na zona da degola, com os mesmos 15 pontos, e que terá o Figueirense como próximo adversário.

Perfeita

O torcedor santista quase teve uma noite perfeita nesta quarta-feira. No reencontro com as vitórias após três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, o Santos bateu o Atlético-PR por 2 a 0 na Vila Belmiro pela 16ª rodada da competição nacional, mas perdeu o ídolo Robinho ainda no primeiro tempo por causa de uma lesão. O triunfo marcou o reencontro de Leandro Damião com as redes. Criticado pelo alto valor investido (R$ 42 milhões), o atacante ex-Inter-RS sofre para se firmar no Santos. O jogador não marcava desde o dia 30 de março, quando fez contra o Penapolense, pela semifinal do Campeonato Paulista. No período, foram 10 jogos em branco, lesão e até o banco de reservas. Com Robinho, Leandro Damião voltou à titularidade e fazia partidas regulares até finalmente marcar nesta quarta.  

Colocação

Até então sem vencer há três jogos (Cruzeiro, Corinthians e Inter), o Santos agora sobe provisoriamente para a sétima colocação, com 23 pontos, e volta a sonhar com o G-4. Já o Atlético-PR cai para o nono lugar, com o mesmo número de pontos do adversário. Ambas as equipes voltam a jogar já neste fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16h (de Brasília), os santistas encaram o rival São Paulo no Morumbi. O time paranaense, por sua vez, recebe o Bahia no mesmo dia, mas às 18h30. A partida começou relativamente animada em Santos e logo após os primeiros 10 minutos de estudo dos dois lados ambas as equipes tiveram boas chances de abrir o placar. Mandante, o Santos se destacava no confronto, procurando sempre Robinho, mas sofreu uma dura baixa aos 27min: o atacante, que retornou recentemente da Europa, sofreu uma lesão depois de esboçar uma pedalada e foi substituído por Rildo.

Confusão

A chegada ao Maracanã para o jogo Flamengo x Atlético-MG foi um filme de terror para torcedores e membros da imprensa nesta quarta-feira. Por volta das 20h30 (de Brasília), alguns torcedores do Flamengo começaram a correr pela Rua Professor Eurico Rabelo, onde estão localizados os portões de acesso da imprensa ao estádio, e geraram um conflito com a Polícia Militar. A correria aumentou e foi preciso o uso da força policial e tiros para o alto para conter a multidão, que assustou quem chegava ao estádio para trabalhar. “Estava no meu carro e me abaixei quando ouvi os tiros. Foi um susto”, relatou o narrador da Bradesco FM, Edílson Silva. “Vi um policial agarrando um cara pelo pescoço, dando uma gravata mesmo, para segurar a figura”, disse o comentarista da Transamérica, Gérson. A confusão teria começado quando três ônibus de torcedores do Atlético-MG estavam próximos a um bar tradicionalmente ocupado pelos rubro-negros. Eles partiram para o conflito, mas foram contidos pela PM. 

Exalta

O técnico do Santos, Oswaldo de Oliveira, se animou com o fim do jejum pessoal de dez jogos do centroavante Leandro Damião na vitória por 2 a 0 contra o Atlético-PR, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Oswaldo explicou que a atuação com aplausos da torcida do camisa 9 foi a sua “maior vitória” e ainda animou o santistas, dizendo não crer em lesão grave do atacante Robinho. “Quer saber? A maior vitória hoje foi essa (a atuação do Damião). Claro que os três pontos são importantes, o Arouca fez uma bela partida, mas não foi só o gol. A reação da torcida foi muito importante para ele, por tudo o que sabemos que aconteceu com esse rapaz. Acho que hoje ele vai dormir mais aliviado e vai nos próximos jogos ter mais confiança”, disse o treinador.

Confirma

O Botafogo não repetiu a atuação da última rodada, quando bateu o Fluminense, e foi derrotado pelo Figueirense por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Orlando Scarpelli. O resultado fez a equipe carioca permanecer com 16 pontos ganhos, e ocupar, provisoriamente, a 14ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Já o time catarinense segue em recuperação e chegou aos 17 pontos ganhos que o coloca no 12º lugar. O time catarinense mereceu a vitória, principalmente pelo bom futebol demonstrado no início da partida, quando estabeleceu a vantagem, aos dois minutos, com um gol de Clayton. Depois, a equipe comandada por Argel Fucks soube defender o resultado com muito empenho. O Botafogo foi irregular durante toda a partida e quase não conseguiu incomodar o goleiro do clube catarinense. Na próxima rodada, o Figueirense vai enfrentar o Vitória, no Barradão. O Botafogo vai receber a Chapecoense, no Maracanã.

Descartam

No confronto entre Cruzeiro e Grêmio, no Mineirão, na noite desta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), o técnico Luiz Felipe Scolari vai reencontrar o local onde o Brasil sofreu uma das maiores vergonhas do futebol mundial, na derrota por 7 a 1 para a Alemanha. Na ocasião, o agora técnico do Grêmio, era treinador do Brasil e sentiu o gosto amargo da queda da semifinal. Os jogadores do Cruzeiro, entretanto, acreditam que as lembranças daquela tarde não vão afetar o desempenho do treinador a frente de seus novos comandados. Segundo o atacante Willian, o treinador tem grande bagagem no futebol e não vai sentir nenhuma pressão no estádio mineiro. “Ele tem bagagem, não é um cara que vai sentir, somente ele pode falar, mas não creio que é um cara que vai se abalar, tem história no futebol, conquistas. É outro momento, tem que ter respeito com a equipe dele. Vamos fazer nossa parte e buscar a vitória”, observou.

Aproveitamento

Depois de fazer seu papel em casa nos jogos subsequentes à Copa do Mundo e manter um bom aproveitamento longe de São Paulo, o Corinthians voltou a tropeçar no último final de semana, não indo além de um empate com o Bahia em Itaquera. A equipe alvinegra atua novamente em seu estádio diante do Goiás na noite de quinta-feira. Os comandados de Mano Menezes esperam retomar, a partir das 19h30 (de Brasília), a caça aos primeiros colocados da tabela. Cinco pontos os separam do Cruzeiro, que começou a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro na liderança, e desperdiçar novas oportunidades na zona leste da capital paulista não está nos planos.

Críticas

Apesar das críticas ao futebol da equipe, a preocupação não é apresentar algo que encha os olhos. “A gente precisa dos três pontos. Não nos interessa jogar bonito. Devemos melhorar em muitos aspectos, sim, mas não necessariamente jogar bonito para ganhar”, afirmou Paolo Guerrero.No confronto com o Goiás, o Corinthians terá a estreia do zagueiro Anderson Martins, que entra na quarta zaga por causa da saída de Cleber para o futebol alemão e empurra Gil para o lado direito da defesa. O meia Renato Augusto é o substituto de Petros, suspenso por seis meses por suposta agressão ao árbitro Raphael Claus. O adversário se enquadra no perfil que mais tem criado problemas: visitantes que estão na metade de baixo da tabela. O time esmeraldino vem de três derrotas consecutivas e terá mudanças na tentativa de virar a maré, com as prováveis entradas de Jackson, Tiago Real e Samuel.

Abandonar

A má fase do Palmeiras não fará o argentino Ricardo Gareca pedir demissão, como era o temor da diretoria. Foi o que o treinador alegou após a derrota por 2 a 1 para o Sport, nesta quarta-feira, na Arena Pernambuco. “Não vou sair, tem que ser uma decisão da diretoria. Somente vou trabalhar. Penso que temos tempo para modificar essa situação, eu quero estar junto com os jogadores. Não gosto de abandonar. Os resultados não são bons, mas eu quero estar até o fim. Agora, está é uma decisão da diretoria e eu vou respeitar isso”, disse o treinador. Pela segunda rodada seguida, o time alviverde está na zona do rebaixamento. Gareca ainda não venceu no Brasileiro: são seis derrotas e um empate.

Competição

O jejum total do clube é de dez jogos na competição, com oito derrotas e dois empates. O argentino voltou a dizer que tem limites, como fez após o clássico contra o São Paulo: “Tenho limites, mas no momento não penso nisso”, afirmou o treinador, que pediu apoio da torcida no sábado, contra o Coritiba, no Pacaembu, às 21h (de Brasília). “É uma situação difícil, e a torcida tem que estar junto com o time. A torcida apoiou sempre, e eu agradeço. E a equipe necessita do apoio deles, porque é importante nessa situação”, completou.

Destaca

O São Paulo chegou pouco à meta defendida por Dida, porém não desperdiçou a chance mais clara que teve na partida, ainda no primeiro tempo, e venceu o Internacional por 1 a 0, no Beira-Rio. Garantido o resultado com muito sacrifício defensivo, Kaká deixou o gramado satisfeito pela organização do time até o fim. “Hoje (quarta-feira) foi uma aula do que realmente a gente pode fazer. O time está de parabéns”, disse o meia, ofegante depois de também ter ajudado a equipe na defesa. “Precisa ajudar. Hoje em dia, é fundamental que os atacantes e os meias também participem da organização tática, principalmente no sistema defensivo. Na oportunidade que tivemos, fizemos o gol, e a organização tática, no final, fez a diferença”, comentou.

Rendimento

São três derrotas consecutivas. O Fluminense vive o pior momento desde a chegada de Cristovão Borges. Nesta noite, o time perdeu para a Chapecoense por 1 a 0 e terminou a rodada na quinta posição, fora da zona de classificação para a Libertadores. O próprio técnico admitiu a queda de rendimento da equipe. “Não acertamos nada contra o América de Natal. Naquela partida jogamos abaixo, foi irreconhecível. Fora isso, não tem abatimento, a equipe tem se empenhado, se entregado, os jogos são parelhos. A questão é que diminuímos o nível de atuação e os adversários conseguiram equilibrar o jogo conosco. Precisamos crescer novamente”, contou. Com a corda no pescoço, o time tricolor agora enfrenta o Sport, no domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã. Hora para tentar começar a dar uma volta por cima no Campeonato Brasileiro.

“Nocaute”

Ao final da vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, nesta quarta-feira, o técnico Muricy Ramalho chamou de “nocaute” a recente eliminação do São Paulo para o Bragantino, na Copa do Brasil. Segundo ele, o triunfo no Beira-Rio, o terceiro consecutivo no Campeonato Brasileiro, mostra que o time se reergueu. “Tivemos um tropeço, mas não era realmente o time que estava jogando. Os jogadores entenderam. Além dos bons jogadores, temos jogadores acima da média no que diz respeito à parte intelectual, e nosso ambiente é muito bom. Como temos um bom ambiente, eles acreditaram muito na palavra do treinador, e a gente saiu de um nocaute”, disse. “Estamos saindo”.

Fantasmas

O Santos espantou os próprios fantasmas ofensivos que criou na noite de quarta-feira. A vitória por 2 a 0 diante do Atlético-PR, na Vila Belmiro, foi mais do que a primeira nos últimos quatro jogos. Serviu, principalmente, para curar estigmas: o fim dos jejuns pessoais do centroavante Leandro Damião e Thiago Ribeiro, que não marcavam a dez e seis jogos, respectivamente, além da má pontaria do setor ofensivo, que havia passado em branco nas últimas três partidas. Thiago e Damião foram reflexos da melhor atuação ofensiva do Santos no período. O time que só havia acertado um chute no gol diante de Cruzeiro e Corinthians, finalizou nove vezes corretamente contra os paranaenses.

Treinador

Recém chegados ao Sport, Ibson e Diego Souza ainda não tinham condições de atuar durante 90 minutos, mesmo assim o Sport decidiu promover a estreia dos dois atletas. E ambos receberam elogios do treinador Eduardo Baptista. “Diego ainda está longe de uma condição ideal. O Ibson um pouquinho melhor. Mas tecnicamente não tem o que falar. O Diego acho que ganhou todas as disputas de bola. E Ibson teve uma entrada fundamental, na hora que o Palmeiras estava começando a nos pressionar”, explicou. Com a contusão de Régis logo no início do primeiro tempo, Eduardo Baptista poderia até ter deixado um dos atletas sem entrar em campo. Mas ele optou por colocar Ibson para aumentar o domínio de bola e a saída de Érico Júnior realmente melhorou o time. Já Diego Souza, que entrou na vaga de Felipe Azevedo, teve menos chances de aparecer em campo.

Injusta

Os jogadores do Internacional deixaram o campo decepcionados com a derrota por 1 a 0 para o São Paulo. O resultado impediu o time colorado de dormir na liderança do Brasileiro e ainda fez o clube tricolor paulista encostar – a distância entre ambos caiu de cinco para dois pontos. Apesar do mau resultado, os atletas gostaram do desempenho da equipe e reclamaram contra a arbitragem de Grazianni Rocha. “O futebol é bonito porque não tem lógica. Esses dias nós ganhamos do Bahia sem merecer e hoje perdemos sem merecer. Tomamos um gol quando estávamos bem no primeiro tempo, tentamos o empate de todas as formas no segundo, fizemos um belo trabalho, mas não deu”, resumiu o capitão D’Alessandro, que ironizou contra a arbitragem: “não vou falar de arbitragem. Mas é só o segundo jogo dele na Série A, né? Só isso”, disse D’Alessandro.

Suspensivo

O departamento jurídico do Corinthians cumpriu o que dele se esperava, entrando com um recurso contra a punição de Petros. Suspenso em primeira instância por 180 dias por suposta agressão ao árbitro Raphael Claus, o meia será julgado novamente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em seu Tribunal Pleno. Como o caso não está juridicamente esgotado, o clube pediu efeito suspensivo da pena inicial. Se a solicitação for aceita, o gancho ao jogador será suspenso até o julgamento definitivo em segunda instância. A expectativa é que a resposta do tribunal seja dada até quinta-feira.

Favorável

Se o despacho do presidente do STJD, Caio César de Vieira Rocha, for favorável ao Corinthians, Petros estará apto a enfrentar o Goiás na noite de quinta. Mesmo nesse caso, o mais provável é que o atleta não seja titular, com Renato Augusto ocupado sua vaga. “Para não ficar falando em hipóteses, vamos esperar. Depois, tomaremos uma decisão”, afirmou o técnico Mano Menezes, que vê subjetividade demais em julgamentos como o de Petros. Para o gaúcho, o sistema mais correto teria uma tabela de penas para os atos correspondentes.

Desmanche

Depois de perder o zagueiro Cleber, de saída para o futebol alemão, o Corinthians pode ter mais uma dor de cabeça no elenco. Segundo o jornal inglês Daily Mail, o West Ham está interessado em Paolo Guarrero. O clube de Londres teria, inclusive, sondado o time brasileiro sobre a possibilidade de empréstimo com opção de um acordo permanente depois. Essa não é a primeira vez que o atacante corintiano tem propostas para sair. Antes da parada da Copa do Mundo, um clube da China chegou a oferecer 6 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões) pelo jogador. A pedido do técnico Mano Menezes, as negociações não avançaram. O peruano, 30 anos, é o único centroavante do Corinthians há praticamente dois anos. Também por isso, o clube tem demonstrado interesse em contratar Nilmar.

Agredido

O torcedor do Palmeiras que foi agredido por corintianos em briga de torcidas no último domingo, na estação de metrô de Franco da Rocha, morreu na noite desta quarta-feira. A informação foi confirmada pelo Hospital Estadual de Franco da Rocha, que revelou que Gilberto Torres Pereira, de 31 anos, não resistiu aos ferimentos sofridos na cabeça às 22h (de Brasília) e teve morte encefálica. A morte encefálica é a completa e irreversível parada de todas as funções do cérebro. O sangue que vem do corpo e supre o cérebro é bloqueado, e o paciente é considerado legalmente morto. Para confirmá-la, entre outras coisas, há testes que incluem um exame clínico para mostrar que a vítima não tem mais reflexos cerebrais e não pode mais respirar por si próprio.

Organizada

Gilberto Torres, que era membro da torcida organizada Mancha Alviverde, estava internado na UTI do Hospital Estadual de Franco da Rocha em estado gravíssimo desde domingo, quando foi agredido em briga de torcidas. Ele acabou espancado em confronto com integrantes da Gaviões da Fiel, que o agrediram com pedaço de madeira – provocando traumatismo craniano. Desde então, passou por cirurgia no cérebro, mas nesta quarta-feira não resistiu. Por sua vez, dois corintianos foram detidos e encaminhados ao presídio de Franco da Rocha. Outro alvinegro apontado pela polícia como participante da briga, o vereador Raimundo Faustino, do PT, foi indiciado pelos crimes de rixa qualificada e lesão corporal, mas, depois de prestar depoimento, acabou liberado.

(*) Wilson Barbosa é jornalista e cronista esportivo. Email: www.wilsonbarbosatreze@gmail.com

 

Deixe uma resposta