Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Casas Mãe: investimento na primeira infância e segurança para os pais que precisam trabalhar

Casas Mãe: investimento na primeira infância e segurança para os pais que precisam trabalhar

Inauguração da Casa Mãe Vovó Conceição - Fotos: Diego Dantas

Inauguração da Casa Mãe Vovó Conceição – Fotos: Diego Dantas

Vanuza Souza de Menezes, 30 anos, trabalha como secretária. Enquanto cumpre o expediente no serviço público, ela deixa a filha Maria Luiza, de 3 anos, sob os cuidados dos profissionais da Casa Mãe Vovó Conceição, no bairro Cidade Satélite. A vaga na unidade foi a solução para ela não largar o emprego.

“Antes eu deixava minha filha com a minha mãe, mas ela começou a trabalhar e é difícil encontrar uma pessoa responsável que possa ficar com seu filho. Eu consegui a vaga na casa mãe, onde minha filha é bem acolhida, aí fico mais tranquila para trabalhar”, disse.

Assim como a Vanuza, outras mães e pais passam pela mesma situação. Alguns deles acompanharam na manhã desta quarta-feira, 11, a prefeita Teresa Surita entregar mais duas unidades completamente reformadas e inaugurar a primeira casa mãe, das 11 que devem ser construídas até 2016.

As casas mãe Vovó Conceição e Vovó Joana Cidade passaram por uma reforma geral que mudou toda a estrutura dos prédios, a unidade Pedacinho de Gente foi erguida do zero. As três casas estão localizadas no mesmo terreno e atendem ao novo modelo de casas mãe: mais amplas, com acessibilidade e com refeitório climatizado para atender as crianças.

casamaevovoconceicao3Para a prefeita Teresa Surita, a entrega das casas mãe representa um avanço na qualidade da educação no município. “Diante da situação que o Brasil enfrenta hoje, proporcionar uma educação de qualidade é o maior presente que você pode dar a uma família. Entregar uma obra como essa, com os profissionais capacitados para atender às crianças nessa idade, é uma realização muito grande”, ressaltou.

Juntas, as duas unidades reformadas atendem atualmente 58 crianças com idade de 2 a 3 anos. Mais 30 vagas serão ofertadas na casa que foi construída. Cada casa mãe conta com dois cuidadores no período da manhã e duas à tarde, uma merendeira, uma auxiliar de limpeza e uma coordenadora. As crianças permanecem nas unidades por tempo integral.

A secretária municipal de Educação, Lucivane Freitas, lembrou que as casas mães possibilitam o primeiro contato coletivo das crianças, por isso, a importância de uma estrutura acolhedora. “Aqui, elas vão receber toda uma assistência em tempo integral, desenvolvem a leitura, as primeiras habilidades.

Quando elas passam para o primeiro período da educação infantil, já chegam acostumadas e habituadas ao convívio educacional. Isso facilita muito o trabalho pedagógico”, destacou.

Uma estrutura com foco na primeira infância

casamaevovoconceicao1Atualmente, 23 casas mãe atendem a 660 crianças em Boa Vista. Os profissionais desenvolvem um trabalho criativo e inovador, baseado nas diretrizes curriculares nacionais para as creches, em que a prioridade é a primeira infância. Esse período compreende os seis primeiros anos da criança, época em que ocorrem o desenvolvimento da capacidade de aprendizado e a iniciação social e afetiva.

Entre os projetos desenvolvidos nas casas mãe está o Leitura Desde o Berço, em que as crianças e os pais têm acesso aos livros, incentivando o hábito de ler juntos, fortalecendo os laços familiares.

Tanto a estrutura física como o trabalho realizado nas casas mãe chamou a atenção do promotor da Infância e Juventude, Ricardo Fontanella, que acompanhou a inauguração das unidades e elogiou a iniciativa. “É um projeto direcionado à atenção de nossas crianças, principalmente nessa idade que precisa de cuidado especial. A mãe e o pai podem trabalhar e deixar os filhos com segurança, sob os cuidados de profissionais preparados, com alimentação e com estrutura física adequada. Esse tipo de projeto tem que ser reconhecido”, enfatizou.

Gleyde Rodrigues

 

Deixe uma resposta