Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Casamento Comunitário: formalização de pedidos de habilitação na Defensoria encerram esta semana

Casamento Comunitário: formalização de pedidos de habilitação na Defensoria encerram esta semana

Cerca de 40 casais estão sendo atendidos diariamente – Foto: Ascom/DPE-RR

Até sexta-feira, 31, na parte da manhã, a Câmara de Conciliação da Defensoria Pública do Estado (DPE), em parceria com o Ministério Público, os Cartórios do 1° e 2° Ofícios e a Justiça Itinerante, continua com os atendimentos aos 300 casais que participarão do casamento comunitário, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Caravana do Amor.

Até o momento, mais de 150 casais passaram pela Câmara, para formalizar o pedido de habilitação para participar da cerimônia de casamento coletivo, que ocorrerá no Parque Anauá, no próximo dia 28 de abril, às 16h.

A senhora Rozilda Alves de Amorim, que desde 2012 mantém uma união estável com seu companheiro Gilson Severino, esteve presente na Câmara de Conciliação para oficializar a documentação e assim selar os laços matrimoniais.

“Estávamos em uma união estável porque foi o meio mais rápido e fácil que encontramos. Mas agora que apareceu essa oportunidade resolvemos aproveitá-la. E eu e ele estamos muito felizes e ansiosos pela cerimônia que só oficializará a nossa convivência”, disse Rozilda.

A defensora pública Elceni Diogo, titular da Câmara de Conciliação, orienta aos casais que é preciso levar a certidão de nascimento de ambos, a fim de dar prosseguimento ao atendimento de habilitação. “Isso acaba sendo ruim para o casal que precisa se deslocar para buscar e também para o atendimento que se torna um pouco demorado. A certidão de nascimento é primordial para o pedido de habilitação”, frisou Elceni.

Ela ainda ressalta que no dia da realização da cerimônia, os casais levem consigo suas devidas testemunhas. “No dia 28 os casais precisarão estar acompanhados das testemunhas, pois lá serão recolhidas as assinaturas das testemunhas, somente assim receberão a certidão de casamento”, explicou a defensora.

Celton Ramos

 

Deixe uma resposta