Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Carnaval: blocos fecham última noite de festa em grande estilo

Carnaval: blocos fecham última noite de festa em grande estilo

Mais quatro blocos desfilaram na avenida – Fotos: Fernando Teixeira

A última noite do Carnaval 2018, ocorrida nesta terça-feira, 13, na Praça de Eventos Fábio Marques Paracat contou com a animação e agitação dos quatro últimos blocos de rua: Porca que Fuça, Bloco dos Palhaços, Dente de Leite e Canaimé. Ao som de hits conhecidos da axé music, samba, sertanejo universitário e até funk carioca, os boavistenses caíram na folia e se alegraram.

Entre os hits tocados nesta noite estão “Dona Maria” (Thiago Brava) “Minha Pequena Eva” (Banda Eva), “50 reais” (Naiara Azevedo) e muito mais. Claro, não poderia faltar a recente sensação “Que Tiro foi esse”, da funkeira Jojo Todynho, que foi embalada pelos foliões. Além disso, o Bloco dos Palhaços apostou também nas tradicionais marchinhas, como “Mamãe eu quero”, “Cabeleira do Zezé”, “Jardineira”, entre outras.

Para o presidente do Bloco dos Palhaços, Wallace Feitosa, um dos pontos altos do carnaval boavistense é a crescente participação das famílias, principalmente das crianças e dos idosos, que abrilhantam a festa. Além disso, ele destaca o trabalho social desenvolvido por eles que auxiliam diversas famílias carentes.

“Todas as nossas expectativas foram superadas. As famílias participaram em peso. Foi bonito ver as crianças, os pais, os avós, brincando e participando conosco. O melhor de tudo é que essas pessoas nos ajudaram a ajudar outras pessoas, pois é com a venda dos abadás que a gente desenvolve nossas ações sociais ao longo do ano. Só temos que agradecer a prefeitura e a Fetec pela oportunidade. E que venha logo 2019”.

Participante do bloco Canaimé, a estudante universitária Eliane Alves vê no carnaval uma ótima oportunidade de reunir os amigos e se divertir, para fugir das preocupações da vida. “A gente estuda e trabalha o ano todo. Vir ao carnaval é um alívio muito grande, pois só há espaço para a diversão e nada mais. Ser feliz é o que importa”.

Desde 2013, foi adotado o modelo de blocos de rua para o carnaval boavistense, como forma de retornar às origens da festa popular que predominava nas décadas de 40 a 80 na capital. Com isso, diversos blocos tem surgido para animar os foliões com grande estrutura de som (os famosos “trios elétricos”), abadás e muito mais.

Fábio Cavalcante

Deixe uma resposta