Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Interior | Cantá: continuação da BR 432 recebe asfalto

Cantá: continuação da BR 432 recebe asfalto

Foram asfaltados cerca de 24 quilômetros da rodovia - Foto: Edinaldo MoraisMoradores das vilas Central e Santa Rita festejaram nesta quinta-feira, 26, a chegada do asfaltamento no trecho de aproximadamente 24 quilômetros da rodovia BR-432, por onde são interligadas as duas comunidades. Uma solenidade ocorrida no Parque de Exposições do Cantá marcou a entrega da obra, que é uma ação do governo federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), em parceria com o governo do Estado de Roraima.

O trecho asfaltado compreende a primeira etapa da pavimentação da rodovia que, em dois anos, deverá ser concluída até a vila Novo Paraíso, o antigo 500 (Caracaraí), na que dá acesso à BR 174 (sentido Manaus/AM) e BR-210, que liga os municípios de São Luís do Anauá, São João da Baliza e Caroebe.

De acordo com Pedro Christ, superintendente do Dnit em Roraima, até abril de 2015, o asfalto deve chegar à Vila Félix Pinto. Nesta obra já foram investidos cerca de R$ 30 milhões de um total de R$ 65 milhões, aproximadamente.

“Quando se iniciar o período de verão, vamos dar continuidade à obra e concluir os quilômetros restantes. Esta é uma obra de qualidade, que agrega valores. Os moradores estão contentes por seus lotes estarem sob maior valorização, e que também vai influenciar no aumento da produção agrícola.”

A BR-432 tem extensão de mais de 215 quilômetros, sendo que começou a ser pavimentada na década de 90. A partir da BR-401 até 12 quilômetros após a sede do município do Cantá, ela tem aproximadamente 36 quilômetros asfaltados. Com o trecho que foi concluído, a extensão do segmento pavimentado chega a 60 quilômetros.

A inauguração do asfaltamento do trecho da vila Central à vila Santa Rita era algo esperado havia mais de 30 anos por moradores como Nilo Sérgio, que relatou as dificuldades vividas em uma época onde o atoleiro e os danos em veículos eram constantes dores de cabeça para quem trafegava por aquela rodovia.

“Cheguei há 33 anos na região do Cantá e hoje moro em Santa Rita. Não havia pontes e os atoleiros eram grandes. Levávamos dias até chegar ao nosso destino. Agora a situação está bem diferente. Já tem asfalto e os transtornos são minimizados a cada obra que é feita.”

O governador Chico Rodrigues destacou a contribuição dada por parlamentares estaduais e federais na conquista deste sonho da população do Cantá. Ressaltou também a importância que a região tem para o Estado, que além da sede do município, engloba 20 vilas e mais de 970 km de estradas vicinais.

“Esta região é predestinada. Sua vocação para a agricultura é muito grande. Por isso, há a necessidade de se investir pesado nesta localidade, beneficiando os moradores, os colonos e os produtores rurais. É um trabalho que exige a participação de todos”, disse Chico Rodrigues na solenidade, onde estavam também presentes o senador Romero Jucá, deputados federais, estaduais e vereadores do Cantá.

A prefeita Roseny Cruz elogiou o trabalho do Dnit e do governo do Estado, que beneficia um grande número de famílias. Para ela, este foi um dos passos para o desenvolvimento da região, atualmente, figurando entre os maiores pólos agrícolas do Estado.

“Por anos, nós moradores, sofremos com os atoleiros e a falta de perspectiva. Mas hoje, essa realidade está bem diferente. Temos asfalto e logo teremos energia segura, para que a nossa produção aumente e o Estado cresça ainda mais”.

Outras ações

Visando também à segurança da região, o governador Chico Rodrigues afirmou que vai aumentar o policiamento no Cantá, principalmente na Vila Central. Para isso, vai solicitar ao Comando da Polícia Militar para que sejam deslocados àquela localidade um grande efetivo, garantindo assim a tranquilidade aos moradores.

Chico também se comprometeu em iniciar reformas de uma escola na Vila Central, que vai atender a crianças e adolescentes. Além disso, o governador mostrou interesse em apoiar o segmento cultural, por meio de investimentos para recuperação do Parque de Exposições do Cantá.

 

 

 

Deixe uma resposta