Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Buriti Valley: reunião no IFRR discute Edital de pré-aceleração de empresas

Buriti Valley: reunião no IFRR discute Edital de pré-aceleração de empresas

Representantes de instituições públicas e privadas do Estado de Roraima engajadas no fortalecimento da proposta do projeto de ecossistema startup Buriti Valley (BValley) se reuniram, durante a manhã desta terça-feira, 4, na sala de reuniões da Reitoria do Instituto Federal de Roraima (IFRR), para tratar do lançamento do Edital 2017.1 para seleção de propostas de negócios inovadoras.

A abertura da reunião foi realizada pelos pró-reitores do IFRR Nadson Castro dos Reis, da Extensão, e Fabiana Sbaraini, da Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica. Como representantes do instituto no BValley, participaram o diretor e a assistente do Núcleo de Inovação Tecnológica, Vinícius Tocantins e Acenilza Ferreira, respectivamente, e a professora do Campus Boa Vista (CBV) Saula Oliveira. Além disso, a reunião também contou com a presença do vice-prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique Machado, além de equipes do Sebrae, da Fier, do Instituto Euvaldo Lodi em Roraima, do Centro Universitário Estácio da Amazônia e das empresas Ideias e Negócios, TicketPhone e NTW.

A equipe do TicketPhone, integrada por Gustavo Nogueira, Vanessa Schwaizer e Karla Raskopf, foi a responsável por apresentar o funcionamento e o resultado do 1.° ciclo de pré-aceleração de startups do Buriti Valley, referente ao edital lançado em junho de 2016, que selecionou 10 propostas inovadoras. Com a experiência adquirida, as instituições parceiras discutiram melhorias para o 2.° ciclo, cujo edital está previsto para ser lançado ainda neste primeiro semestre.

Tocantins explicou que o edital tem a finalidade de apoiar grupos de empreendedores que tenham uma ideia de negócio de baixo custo, escalável e de impacto social e/ou econômico compatível com o modelo startup. “O apoio aos selecionados será efetuado gratuitamente por meio de capacitações e mentorias dentro de um espaço coworking que eles poderão utilizar durante o período do ciclo de pré-aceleração”, complementou.

Buriti Valley

Resultado de um movimento criado em 2013, o projeto objetiva, essencialmente, reunir instituições, em um processo colaborativo, para a criação de um ecossistema startup, com a oferta de diversos espaços/eventos voltados, entre outros aspectos, à capacitação, à orientação, ao apoio, ao incremento e à transferência de tecnologia.

Pré-aceleração

Visa contribuir para a formação dos empreendedores e para a consequente validação e desenvolvimento de suas startups, proporcionando um desenvolvimento pessoal e econômico e/ou social aos envolvidos e ao estado.

Startup

É um grupo de pessoas trabalhando com uma ideia inovadora, repetível e escalável que atenda à crescente demanda do mercado atual e acompanhe as mudanças criadas pela gestão e/ou utilização da informação.

Laura Veras

Deixe uma resposta