Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Geral | Bloco A do Hospital da Criança já recebe pacientes em Boa Vista

Bloco A do Hospital da Criança já recebe pacientes em Boa Vista

Local foi totalmente reformado pela prefeitura e entregue nesta sexta-feira – Fotos: Fernando Teixeira

A primeira fase da reforma do Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA) foi entregue pela prefeita Teresa Surita na manhã desta sexta-feira, 24. O bloco A, onde funciona os setores administrativos, serviço de arquivo médico, agendamento de consultas, gerência do Tratamento Fora do Domicílio e consultórios médicos, recebeu melhorias em toda a estrutura com nova elétrica, troca de pisos, bancadas, forro, iluminação, ganhou espaços lúdicos, brinquedoteca, fraldário, cantinho da leitura, entre outros.

Todo o hospital está sendo reformado por etapas para não comprometer os atendimentos. Os recursos foram viabilizados por emenda parlamentar do senador Romero Jucá e contrapartida da Prefeitura de Boa Vista. Hoje, o hospital conta com uma equipe multiprofissional de 838 profissionais.

Além disso, o hospital ganhou novos equipamentos, mobiliário, camas, berços, colchões, suporte para soro, carrinho de parada, carros de anestesia e bisturis elétricos para o centro cirúrgico, desfibriladores, eletrocardiógrafo, ventiladores pulmonares e monitores multiparâmetros para o setor de terapia intensiva, além de manter o abastecimento regular de medicamentos.

Para a prefeita Teresa Surita, a saúde é uma área complexa e muito delicada de trabalhar, porém as melhorias têm acontecido constantemente, inclusive com a chamada de novos profissionais, em breve. “Temos trabalhado bastante e hoje vemos os desafios sendo superados com a construção de novas unidades, ampliação e reforma de outras, regularização de medicamentos. Esta é só a primeira etapa, as obras continuam nos outros blocos”, disse.

A prefeita adiantou ainda sobre a convocação de mais aprovados em concursos públicos para compor o quadro da saúde. “Para melhorar ainda mais os atendimentos, vamos chamar agora mais de 90 profissionais dos últimos concursos para reforçar os atendimentos não só do hospital, mas das unidades básicas e ainda reabrir os laboratórios”, destaca.

O secretário municipal de saúde, Claudio Galvão, explicou que as melhorias são um ganho muito grande para as crianças que precisam dos serviços. “Hoje dispomos de um espaço moderno, climatizado, com brinquedoteca, sala de leitura e excelentes profissionais para atender as nossas crianças. Todos terão um atendimento diferenciado e de muita qualidade”, disse.

“A cada dia, a prefeitura faz mais investimentos na área da saúde e já conseguiu mudar bastante a situação encontrada, ajudando as pessoas que mais precisam. Fico muito feliz por ter conseguido os recursos para a terceira etapa das obras do Hospital da Criança. Temos também assegurada a verba para a construção da terceira etapa, que é na área de urgência do hospital. O trabalho para melhorar o atendimento às crianças não vai parar”, afirmou o senador Romero Jucá.

Hospital da Criança atende crianças de outros estados e países

A unidade de saúde é a única de referência para o atendimento das crianças com idade entre 0 e 14 anos em todo o Estado de Roraima. Diariamente, são atendidas crianças vindas de todas as regiões do Estado, comunidades indígenas, do Amazonas e até de países vizinhos como a Venezuela e Guiana.

Para a técnica de enfermagem da sala de triagem, Elisama Silva, a nova estrutura facilita ainda mais os trabalhos. “Agora teremos um ambiente novo, limpo, bonito e agradável para trabalhar e oferecer um atendimento diferenciado às nossas crianças. Vai ser mais prazeroso trabalhar com esse ambiente”, disse.

Atendimentos

Em 2016, foram oferecidos 90.519 atendimentos na Urgência e Emergência, sendo 21.730 consultas ambulatoriais, 361.233 exames laboratoriais, 555 cirurgias de urgência e emergência e 1.005 cirurgias eletivas.

Próximas etapas

A próxima etapa da reforma será da Emergência, que inclui cinco consultórios médicos; uma sala para nebulização; uma sala para curativos; duas salas de medicação; duas salas para isolamento; três enfermarias, totalizando 28, com 12 leitos de retaguarda para as crianças que necessitam ficar em observação; uma sala de trauma equipada com três leitos, permitindo o primeiro atendimento e a estabilização do paciente gravemente enfermo.

Reforma e ampliação da UTI

O local aumentará de 5 para 10 leitos; reforma do Bloco B e C – onde funcionam o setor de imagem e laboratório de análises clinicas.

 

Deixe uma resposta