Templates by BIGtheme NET
PÁGINA PRINCIPAL | Variedades | Atenção Especial: unidade dobra atendimentos de usuários com Síndrome de Down

Atenção Especial: unidade dobra atendimentos de usuários com Síndrome de Down

Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down foi celebrado com desfile temático – Fotos: Vinícius Felix

Foi com muito muito charme e graciosidade que a Rede Cidadania Atenção Especial comemorou o Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down, celebrado nesta terça-feira, 21. O desfile temático ‘Novos tempos, novos rumos, melhor qualidade de vida’ mostrou as potencialidades de cada usuário com fantasias e uniformes das atividades desenvolvidas na unidade.

Os protagonistas desse evento especial hoje totalizam 98 usuários com Síndrome de Down, de zero a 48 anos, atendidos pela unidade, sendo 28 na Estimulação Precoce, 38 na Unidade de Capacitação e Produção, 23 no Centro de Atendimento Especializado e nove nos atendimentos de saúde.

A secretária do Trabalho e Bem Estar Social, Emília Campos, disse que os esforços da governadora Suely Campos, tornaram possível a ampliação desses atendimentos. “Com a realização de políticas públicas efetivas voltadas à pessoa com deficiência foi possível dobrar a quantidade de pessoas com Síndrome de Down atendidas pela unidade – passando de 48 em 2016 para 98 em 2017”.

“O trabalho realizado ao longo de todo o ano se propõe a desenvolver atividades que garantam a qualidade de vida e inclusão dos usuários com Síndrome de Down, mostrando suas capacidades e potencialidades e que são capazes de realizarem o que desejarem”, enfatizou Emília.

Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down foi celebrado com desfile temático – Fotos: Vinícius Felix

Amor de mãe

Na presença de familiares e convidados, eles representaram as diversas atividades que praticam diariamente, entre elas balé, capoeira, karatê, coral, dança, futsal, horta, panificação e atividades na piscina.

Aurilene de Carvalho, mãe de Edvaldo, de dois anos, que esbanjou graciosidade com a fantasia “presente de Deus”, disse que o desenvolvimento do filho está sendo muito promissor desde que iniciou os atendimentos na unidade, em agosto de 2016. “A estimulação que ele vem recebendo ajudou em tudo, na parte pedagógica, motora e agora e ele começará também a ser atendido pela fonoaudióloga”, garante.

Com uma filha de 12 anos, a chegada do pequeno Edvaldo completou o coração da mãe. “Meu desejo era ter um filho menino e ele foi meu sonho realizado. As mães dedicadas precisam oferecer o melhor que puderem para seus filhos, porque não tem nada mais gratificante do que o sorriso de um filho”, garante.

O estudante Patrícia Luara Souza também não escondia o orgulho de ver o pequeno Cauã, de um ano e sete meses, desfilar com sua fantasia de Peter Pan. O pequeno é atendido na Estimulação Precoce desde os cinco meses e a evolução que o menino tem conquistado, enche de felicidade o coração da mãe. “Recebi a notícia na sala de parto e no começo não foi fácil. É preciso ter calma, porque junto com a Síndrome de Down podem vir alguns problemas de saúde. Mas desde que iniciou os atendimentos na Rede Cidadania Atenção Especial, a evolução dele está sendo incrível”. Emocionada, ela garante: “Ele mudou minha vida e da minha família para melhor. Ele nos trouxe muita alegria”.

Simone Cesário

 

Deixe uma resposta